Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

......................................................................................

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Deus é alcoólatra e não se dá bem com filha, mostra filme

Deus mora com sua mulher (submissa) em Bruxelas (Bélgica), bebe álcool demais é fumante e tem problema de relacionamento com sua filha de 10 anos. Seu outro filho, Jesus, se rebelou contra sua tirania e saiu de casa, se juntado a 12 amigos, e ficou famoso tanto quanto seu pai.

Mal-humorado,
Deus passa o tempo
sacaneado pessoas
Essa comédia é contada pelo filme "Novíssimo Testamento", do belga Jaco van Dormael, que é ateu. [trailer abaixo].

O cineasta disse que, se fosse crente, provavelmente não faria o filme. “Acreditar em Deus fortalece algumas pessoas, mas o que me fortalece é não crer.”

“Creio na dúvida. Gosto das perguntas, não acredito nas respostas. Os meus filmes fazem perguntas, mas nunca dão respostas.”

O Deus do “Novíssimo Testamento”é rabugento, com o Deus do “Velho Testamento”.

Um dia, entediado com Bruxelas, da qual quase ninguém gosta, Deus criou Adão e Eva.

Hoje Ele passa o tempo bebendo e sacaneado as pessoas, criando, por exemplo, novas leis universais, como a de que torradas sempre devem cair no chão com a geleia para baixo e a de que a fila ao lado sempre pareça ser curta.

Ele pouco sai de um quarto escuro, onde fica diante de um computador ultrapassado.

A comédia mostra como Ea, a filha de Deus, contorna o péssimo humor do pai e seu machismo para seguir seu próprio destino. Ea é interpretada por Pili Groyne e Deus, por Benoit Poelvoorde.

Dormael disse que o cinema, como a religião, tenta convencer as pessoas de que a vida faz sentido. Mas os filmes dele são exceções, porque “dizem que a vida pode não ter sentido, mas é boa”.

Filha enfrenta o machismo do Pai


Com informação de Época.





Série da HBO aborda fanatismo e exploração religiosos

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...