Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

sábado, 22 de agosto de 2015

Intolerância religiosa pode levar a conflitos de rua, diz advogado

'Pastores
neopentecostais
propagam o ódio'
A intolerância contra as religiões de afrodescendentes por parte de pastores neopentecostais, em programas de TV, poderá resultar em conflitos de rua, advertiu o advogado Hédio Silva Jr.

“Se as autoridades públicas não se derem conta de que isso [a intolerância] é um problema crescente, nós podemos ter conflitos coletivos sérios, em decorrência dessa gramática que projeta o outro que deve ser destruído.”

Para ele, Brasil está caminhando “a passos largos” nesse sentido.

Silva é o autor da ação judicial vitoriosa contra os programas da TV Record e Rede Viva por incitarem ódio e discriminação aos seguidores de candomblé e umbanda.

O juiz federal em São Paulo Djalma Moreira Gomes determinou às duas emissoras que veiculem quatro programas de uma hora de duração cada um deles para que religiões de afro-brasileiras possam se defender da discriminação e estigma.

Silva tem a expectativa de que esses programas sejam o marco de partida da reação da sociedade à propagação de ódio na TV. Disse que os pastores vão ter de “respeitar a diversidade religiosa”.

O advogado disse ainda que em país laico, como o Brasil, todos têm direito a uma crença, mas isso implica respeito à religião do outro e também a quem não professa credo algum.

"Essa violência é inadmissível"



Com informações da TV Brasil. 





Justiça condena pastor e seguidor por intolerância religiosa

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...