Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

sexta-feira, 31 de julho de 2015

Delator da Lava Jato fez repasse de R$ 125 mil à igreja evangélica

Propina foi paga
pelo lobista
Júlio Camargo
A Polícia Federal descobriu que o lobista e delator da Operação Lava Jato Júlio Camargo (foto) repassou R$ 125 mil para uma igreja em Campinas (SP) da Assembleia de Deus Ministério Madureira.

O repasse foi feito entre 2008 e 2015. Até a agora, não há informação se a transferência ocorreu em uma única parcela ou em várias.

A PF obteve a informação ao analisar a contabilidade das Piemonte e Treviso, empresas que Camargo usava para repassar propina no esquema de corrupção na Petrobras. A Justiça quebrou o sigilo bancário das duas.

Camargo e os pastores da Assembleia de Deus não quiseram falar sobre o assunto.

Camargo é beneficiário da delação premiada. Em seu mais recente depoimento ao juiz federal Sérgio Moro, de Curitiba, ele afirmou que tinha sido pressionado pelo deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) a lhe pagar propina de US$ 5 milhões.

Cunha é ligado a lideranças da Assembleia de Deus.

Com informação das agências e foto de reprodução de imagem do Youtube.





Eduardo Cunha não paga multas por excesso de velocidade

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...