Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

......................................................................................

sexta-feira, 31 de julho de 2015

Cristão morre por crer que era imune a veneno de serpente

EUA têm cerca
de 300 igrejas que
usam cobra em culto
Marcos 16: 17-18 diz “E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas; Pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e os curarão”.

Mas como serpentes são mal informadas, não leem a Bíblia, não sabendo portanto que devem poupar os cristãos de seus ataques, uma delas, uma venenosa cascavel, picou o braço esquerdo de John David Brock, de Stoney Fork (EUA), quando ele a manipulava durante um culto de uma igreja pentecostal.

Brock morreu horas depois na casa de seu irmão.

Ele poderia ter neutralizado o efeito do veneno se tivesse procurado um médico. Mas o cristão se recusou a receber ajuda da medicina por crer nas palavras mágicas da Bíblia. Ele já tinha sido picado por cobras sete vezes em outras ocasiões, e desta vez disse que Deus continuaria garantindo que não morresse. E se danou.

Nos Estados Unidos, concentrando-se no Sul país, cerca de 300 igrejas manipulam cobras durante o culto.

Por isso, pastores e devotos são picados com frequência por esses bichos — a maioria dos cristãos se salva porque corre para o hospital de modo a tomar soro antiofídico.

Dizem que diante da morte ateu acaba se convertendo, com medo do inferno. Mas, pelo visto, há crente que, na mesma circunstância, se torna menos crente, embora acredite que tem lugar reservado no céu.

Com informação das agências e foto de divulgação.





Pastor sul-africano faz seus fiéis comerem serpentes vivas

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...