Paulopes

Religião, ateísmo, ciência e astronomia

segunda-feira, 4 de maio de 2015

Polícia mata atiradores em exposição de caricaturas de Maomé

Concurso atraiu
350 caricaturas
de Maomé
Policiais de Garland, no Texas (EUA), mataram na noite de domingo (3) dois homens que, de dentro de um carro, estavam dando tiros de rifles  no Centro Curtis Culwell, onde se realizava um concurso de caricatura de Maomé.

Um dos atirados era Elton Simpson, que desde 2006 era vigiado pelo FBI, a polícia federal dos Estados Unidos. Em 2010 ele havia sido condenado à liberdade condicional por mentir que não tinha interesse em participar de jihad violenta na Somália.

Outro atirador foi identificado como Nadir Soofi, companheiro de quarto de Simpson.

Ambos seriam admiradores do Estado Islâmico.

Um segurança do centro cultural foi atingido na perna pelos homens e não corre risco de morte. A exposição estava fortemente protegida pela policia local.

O concurso foi organizado pela American Freedom Defense Initiative, liderada por Pamela Geller, com o propósito de reagir à “intimidação violenta” de muçulmanos da cidade.

Líderes muçulmanos acusam Pamela de ser uma militante da islamofobia.

A entidade concedeu US$ 10 mil ao primeiro colocado do concurso. Houve a apresentação de 350 caricaturas.

Os muçulmanos consideram como ofensa toda e qualquer representação de Maomé.

Com atualização e informação das agências. 





Muçulmano pega 11 anos de prisão por ameaçar South Park

Postar um comentário

Posts mais compartilhados na semana

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...