Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

sexta-feira, 17 de abril de 2015

Entidade muçulmana turca atualiza normas para uso de banheiro

Papel higiênico
foi liberado, mas não
folhas de jornal
A Direção de Assuntos Religiosos da Turquia emitiu uma fatwa (determinação legal islâmica) que promove uma pequena atualização nas normas de etiqueta de uso de banheiro. A partir de agora, se não tiver água à disposição, o muçulmano pode se limpar com papel higiênico — ele passará a ser considerado “puro”, estando, portanto, apto a orar a Maomé.

A entidade muçulmana advertiu que folhas de jornal não são substitutas do papel higiênico porque elas podem conter textos com referência ao profeta Maomé.

O rolo comercial de papel higiênico surgiu em 1883 e é posterior à elaboração do Qadaa al-Haajah, que é o nome do código muçulmano de etiqueta de higiene pessoal.

O site da Sociedade Islâmica do Maranhão explica que, quanto tiver de defecar, o muçulmano tem de “encontrar um lugar aceitável longe de aguas paradas, preferencialmente na sombra. Ele deve entrar na área com o pé esquerdo e de costas voltadas para Meca e ficar quieto.

Informa, também, que o silêncio deve ser mantido mesmo quando dois homens defecam juntos. Não podem sequer responder a uma saudação e nem olhar as partes íntimas um do outro.

Acrescenta que não se pode tocar com a mão direita nessas regiões do corpo.

Ao final, o muçulmano deve sair do banheiro preferencialmente com o pé direito e fazer uma oração: “Louvado seja Deus que me limpou da sujeira e me deu alívio”.

O site afirma que Maomé deixou orientação sobre o que fazer quando o muçulmano estiver longe da água. “Deve-se usar um número impar de pedras (de preferência três) para limpar o orifício anal”, indo depois para um local onde haja água para lavá-lo.

Na Turquia, a entidade muçulmana também liberou o uso de desinfetantes à base de álcool para a limpeza das mãos. Mas reforçou que o consumo de bebida alcoólica continua proibido.

Observou que, se essas substâncias com álcool molharem a roupa, o muçulmano continua podendo orar. Também não há impedimento à oração em locais higienizados com detergentes.

Com informação do Hurriyet Daily News e do site da Sociedade Islâmica do Maranhão.





Empresa transcreve trechos bíblicos em papel higiênico


Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...