Paulopes

Religião, ateísmo, ciência e astronomia

sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

Hospital poderá recorrer à PM para forçar transfusão em TJs

Médicos recorrem à Justiça
para salvar vida de paciente
A Maternidade Pró-Matre de Vitória, Espírito Santo, obteve da juíza Raquel de Almeida Valinho autorização para convocar a Polícia Militar, se preciso, para fazer transfusão de sangue em Elaine Amorim dos Santos, 35, que se recusa ao procedimento por ser da religião fundamentalista Testemunha de Jeová. Ela tem o apoio de sua família, que é da mesma crença. A transfusão estava prevista para hoje.

Elaine já chegou à maternidade debilitada, com anemia. A precariedade de sua saúde se agravou após o parto de seu terceiro filho, no dia 29 de dezembro. Houve grande perda de sangue, colocando em risco a vida da paciente.

O bebê passa bem, não está podendo ser amamentado pela mãe.

A família pediu à maternidade prazo de duas horas para transferir Elaine a outro hospital, mas a gravidade do estado da paciente desaconselha uma locomoção.

O médico Helcio Menezes Couto, direito-clínico da maternidade, disse que é o primeiro caso de paciente que se recusa à transfusão em seus 37 anos de profissão.

Ele afirmou que tomou a decisão de recorrer à Justiça porque é a favor da vida. “Eu não aprendei a deixar ninguém morrer. Eu aprendi a lutar pela vida.”

Os Testemunhas de Jeová seguem à risca Atos 15:28-29, que fala em “abster-se de sangue”.

Para eles, que não obedecer essa ordem de Deus será maldiçoado, perdendo a oportunidade da salvação.

Com informação das agências.





Bebê morre porque fanática religiosa impediu transfusão


Postar um comentário

Posts mais compartilhados na semana

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...