sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Filme conta história do padre pedófilo acobertado por JP 2

Padre devasso Marcial Maciel sempre
teve apoio de João Paulo 2, seu amigo
Lançado no México, o filme “Obediência Perfeita” tem como base a história do padre mexicano Marcial Maciel (1920- 2008), que se notabilizou por ser o fundador da ordem Legionários de Cristo e pedófilo, mulherengo e cocainômano. Teve vários filhos — dois deles sofreram abuso do próprio padre.

Em diferentes momentos, houve denúncias contra Maciel, mas ele nunca foi punido pela Igreja.

O padre, que mandava anualmente substanciosa contribuição para o Vaticano, tinha a simpatia do papa João Paulo 2, que chegou a citá-lo como exemplo a ser seguido por sacerdotes.

O diretor de "Obediência Perfeita" é Luis Urquiza. O padre Ángel de la Cruz (Juan Manuel Bernal) representa Maciel e o personagem Sebastián Aguirre, interpretado por Sacramento, é o garoto por quem o sacerdote se apaixona.

No filme, não há cenas explícitas de pedofilia, só muitas insinuações. Há uma cópia em espanhol do filme no Youtube (ver abaixo).

A intenção de Urquiza foi abordar uma história já conhecida no México — e ao mesmo tempo denunciar o problema da pedofilia dentro da Igreja Católica — sem recorrer a cenas chocantes. Por isso, no México, alguns críticos afirmaram que o filme “pegou leve”.

A filmagem foi feita secretamente e com a presença de psicólogos e dos pais de Sacramento, para evitar algum abalo emocional no garoto.

O nome do filme se inspirou na “Carta de Obediência”, de Inácio de Loyola, para quem, entre outras coisas, a obediência dignifica o homem porque ela implica numa submissão da parte inferior em relação a vontade superior. “Aquele considera este como representante de Deus nesta terra e submete sua vontade alegremente, disposto a superar todos os sacrifícios que lhe são exigidos, ainda que experimente uma involuntária repugnância, nascida de sua natureza, em relação à ordem recebida.” Era o que Maciel exigia de seus meninos violentados.

João Paulo 2 só afastou Maciel de suas atividades sacerdotais e sexuais quando o padre já estava velho e doente, Maciel se recolheu para orações sem sofrer qualquer punição mais drástica do Vaticano. Logo depois ele morreu.

Até recentemente, uma filha do padre com uma espanhola reclamava uma herança milionária. A Legionários de Cristo abafou o caso por intermédio de um acordo com Norma Hilda Rivas Baños, a filha.

Diretor e atores falam sobre o filme


Íntegra do filme






Pervertido se passou por santo com as bençãos do Vaticano
maio de 2010

Mais sobre Marcial Maciel


Postar um comentário

Posts mais compartilhados na semana

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...