Paulopes

Religião, ateísmo, ciência e astronomia

quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

Embora mais oprimida pela religião, mulher é mais devota

por Axel Bezerra Alves
ex-pastor batista e bacharel em teologia

Inquisição queimou
 mulheres sob a acusação
 de que eram bruxas
É um verdadeiro paradoxo esse. Em todas as religiões as mulheres são as maiores vítimas das doutrinas restritivas e são elas, exatamente, o grupo que mais enche os templos.

As duas principais religiões do mundo são extremamente machistas. O cristianismo, com sua raiz judaica, impõe a mulher as seguintes limitações: não tem acesso ao sacerdócio no catolicismo, limitando-se a condição de freiras. Entre os católicos ortodoxos, nem freira tem. Algumas igrejas evangélicas ou protestantes já aceitam ordenar pastoras e missionárias, mas os principais líderes são homens  os famosos "telepastores". 

Em algumas passagens bíblicas, o machismo chega ao paroxismo como nas cartas de Paulo em que ele simplesmente relega as mulheres a planos mais que inferiores. Chega ao cúmulo de ordenar o silêncio das mulheres que, se quiserem saber alguma coisa, perguntem aos seus maridos em casa.

Na maior denominação evangélica brasileira, a Assembleia de Deus, as mulheres não podem vestir calças, usar maquiagem ou mesmo ajeitar o cabelo, enquanto os homens andam como querem. Entre os muçulmanos, é evidente a submissão da mulher; é obrigada a dividir o marido com outras em silêncio, casa-se muito cedo, as vezes antes da puberdade. Podem ser apedrejadas em caso de adultério.

Mulheres muçulmanas são
vítimas de perversos dogmas
Por incrível que pareça, são elas mais fieis que os homens. Professores que tentam questionar a religião em sala de aula, enfrentam nas mulheres religiosas a maior resistência. Entre o público masculino essa resistência é menor.

As mulheres muçulmanas imigrantes na Europa chegam a entrar na justiça para usar o véu. Esse seria um bom assunto para estudos antropológicos e psicológicos.

No interior do Nordeste, é comum se dizer que religião é coisa de mulher, dada a frequência maior delas em cultos ou missas. Isso é notório.

A religião, como um todo, tem sido um dos piores tropeços na conquista dos direitos femininos em todas as épocas regiões. Pastores e padres se uniram para impedir o voto feminino, o trabalho fora do lar, descaradamente culpam as mulheres pelos estupros. A religião é condescendente com estupradores e pedófilos.

Espero que nossas companheiras de jornada tomem consciência disso e abandonem esse jugo.


Mulher é inferior em todas as religiões, diz feminista egípcia
março de 2011








Postar um comentário

Posts mais compartilhados na semana

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...