Paulopes

Religião, ateísmo, ciência, etc.

sexta-feira, 26 de abril de 2013

Escola pública de Cuiabá é usada para celebração de culto

Além do desrespeito ao Estado laico,
o som incomodou os vizinhos
Nos dias 20 (sábado) e 21, a escola pública Djalma Ferreira de Souza, de Cuiabá (MT), no bairro Morada do Ouro, foi usada para a celebração de um culto evangélico, com som de alto-falante que incomodou a vizinhança das 6h às 19h.

Um vídeo [ver abaixo] mostra vizinhos reclamando do barulho com um dos responsáveis pelo culto, que alegou ter alugado o local.

Antes da gravação do vídeo, os vizinhos chamaram a polícia, que registraram Boletim de Ocorrência, mas não interromperam o evento religioso.

O vizinho Camilo Saes disse que os responsáveis pelo culto se recusaram a abaixar o som porque alegaram que poderiam usar a escola da maneira que bem entendessem, já que estavam pagando aluguel. “Trataram-me mal e me ameaçaram”, disse Saes.

A diretora Maria Cirlene Cunha negou que tivesse cobrado aluguel. “A escola é aberta a todos”, disse, tentando se justificar.

Mesmo no caso de não ter havido o aluguel da escola (o que ainda não está claro), trata-se de uma ilegalidade porque nenhum espaço público pode ser usado para evento religioso, de acordo com o caráter laico do Estado brasileiro.

Vídeo gravado por vizinhos

 





Fontes: Olhar Direto e Youtube.

Deputada celebra cultos na Assembleia do Ceará
abril de 2013

Religião no Estado laico

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...