Bombeiro é demitido nos EUA por enviar e-mails religiosos

Jon Sprague
Sprague foi advertido várias vezes,
mas continuou com o proselitismo
Por unanimidade, o Conselho de Comissários dos Bombeiros de Spokane (EUA) decidiu no começo do mês passado demitir o capitão Jon Sprague (foto) por ele estar usando o sistema de e-mails da corporação para enviar mensagens de proselitismo religioso aos colegas. Spokane tem mais de 200 mil habitantes e fica no Estado de Washington.

Sprague, que é o responsável pela Spokane County Christian Fellowship, já tinha sido advertido várias vezes para que parasse com o uso indevido da infraestrutura do Corpo de Bombeiros. Só neste ano, ele recebeu uma carta de advertência, outra de repreensão e uma suspensão de 24 horas. O capitão, contudo, continuou com a prática.

Ele negou que estivesse fazendo proselitismo porque estava enviando e-mails a 46 colegas bombeiros que concordavam em recebê-los. Argumentou que a Primeira Emenda da Constituição garante o seu direito de manifestação. Ele estava na corporação havia 17 anos.

Mike McMahon, do departamento jurídico do Corpo de Bombeiros, disse que Sprague é “um bom ser humano”, mas estava desobedecendo a ordens. Disse que a demissão não foi exatamente por causa do empenho religioso dele, mas porque estava se recusando a se submeter à disciplina.

Sprague não sabe se vai recorrer contra a sua demissão. Ele recebeu o apoio de colegas e de religiosos da cidade. Em uma espécie de discurso de despedida, disse que terá a ajuda de Deus para encontrar um novo trabalho. “Eu confio Nele.”

Com informação do The Spokesman, entre outras fontes.

PMs de Cristo combatem violência com campanha de oração
outubro de 2012

Religião no Estado laico

Comentários

  1. O lacidade sendo aplicada, só isso. Para isso também vale aquele ditado :"O seu direito termina quando começa o do outro."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. isto é uma perseguição e vcs atoas acham lindo quando uma pessoa perde o emprego, não é isto q os grandes filosofos e doutores ateus pregam, isto não tem nada de laicidade, mas de hipocrisia e perseguição religiosa.

      Excluir

    2. Anônimo chato das 13:51, você é outro crentelho tal qual o maleta demitido. QUALQUER empresa - inclusive no Brasil - demite funcionários por uso indevido do e-mail corporativo, não importa se para fazer proselitismo, repassar piadas, "pirâmiddes", etc. Aposto que se o cara tivesse sido demitido por mandar e-mails de receita de bolo você estava concordando a essas horas, né... Seu comentário, sim, é hipócrita, além do eterno chororô de crente chato querendo se fazer de vítima.

      Excluir
    3. Anônimo das 13:51, ve se se enxerga.
      A corporação dos Bombeiros dos Estados Unidos è laica, assim como o país (em teoria).
      O uso do email CORPORATIVO para proselitismo é errado.
      Fosse do email pessoal dele, sem problemas. Ninguém demite (com razão) outra pessoa pelo que esta faz em seu tempo livre (desde que seja uma ação legal, claro).
      Não é perseguição, longe disso.

      Excluir
    4. Anônimo 4 de novembro de 2012 13:51

      Vá chorar na igreja! Tem um monte por aí, é só escolher a que for de seu agrado.

      Pô, essa gente precisa de uma enxada pra carpir mato! (um dos trabalhos que o bombeiro pode agora fazer. Ou então aprende português, vem pro Brasil e abre uma igreja - lucro garantido!).

      Excluir
    5. o problema não é ele mandar emails, mas a desobediência. Um militar que não acata ordens desse tipo, serve de mau exemplo pra corporação.

      Excluir
    6. Jose, foi cometida uma injustiça com esse cara pois ele so mandava e mails a quem aceitava recebe los, quem nao queria não recebia. Ou seja, não havia proselitismo e ele usava da sua liberdade de expressão. Antes que alguem me chame de crente quero informar que não tenho religião. Fui.

      Excluir
  2. Esses religiosos tem merda na cabeça \0/ ,

    ResponderExcluir
  3. O nome dele já diz tudo é uma praga!!! heheh

    ResponderExcluir
  4. O Programa de E-mail que ele usava é de propriedade da Corporação. Portanto, quem faz as regras de uso é o Corpo de Bombeiros, respaldado pelas leis do Estado.

    Cabe reforma na decisão do Conselho, por pressão social ou de sindicatos. Mas a medida foi aplicada de forma adequada.

    ResponderExcluir
  5. Que cara burro, será que ele não podia criar um hotmail e enviar seu proselitismo sem usar a infra-estrutura do corpo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Achou que Zé-zuis iria protegê-lo.

      Excluir
    2. Concordo com mo Yuri. O sujeito é burro mesmo. Na certa achava que jesus o protegeria da demissão por estar "propagando a palavra".

      Excluir
  6. será que se estivesse a mandar emails com pornografia, e outro tipo de conteúdo que nada tem a ver com a corporação seria também demitido?

    regras são regras e devem ser obedecidas( mesmo não concordando com elas), fez mal em desobedece-las e pagou caro com isso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. falou tudo...se fosse este bombeiro f....o estado.

      Excluir
    2. Certamente que seria demitido. Esses caras querem se fazer de vítimas só porque são crentes. Mas indisciplina é sempre indisciplina, independente de credo ou descredo.

      Excluir
    3. Se ele enviasse pornografia estaria agindo errado da mesma forma, só não sei se seria denunciado pelo colegas.

      Excluir
  7. Talvez esqueceram de avisar pra ele que ele podia mandar e-mails religiosos pros seus colegas, porém no seu hotmail, e não do Corpo de Bombeiros, que é uma entidade laica. Aí não tem discussão, choro nem vela, é demissão mesmo.

    Winston Smith

    ResponderExcluir
  8. A corporação está certa. Regra é regra. Se não pode, não pode.

    O cara vacilou. Já tinha sido advertido várias vezes. Quis peitar a corporação, se danou.

    E ficou claro, pela matéria, que o problema não foi o proselitismo religioso e, sim, a desobediência.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jesus pediu pra se perdoar 70x7, isto de manda-lo embora é intolerância , você conhece a bíblia e não sabe disso?? Você não pode usar a bíblia só quando é conveniente pra você , como pecador você vai acabar indo para o inferno.

      Excluir
    2. Anônimo4 de novembro de 2012 14:34

      O que Jesus teria dito ou deixado de dizer se aplica a questões... (adivinhe?) religiosas.

      O presente caso não trata de questões religiosas, mas, sim, de obediência às leis que, realmente, interessam, ou seja, as leis dos homens.

      Triste você não conseguir entender isso.

      Excluir
  9. Satanás o Único e Verdadeiro. Eu Sou.4 de novembro de 2012 14:27

    Ele fala de Jesus mais me adora 24hrs por dia afinal eu sou o Único Senhor e Deus ,buscai todos vós a minha sabedoria. E compreenderas porque Eu e Deus somos um e também compreenderas a minha unicidade com o universo e com os cosmos. Quem é nesta terra que pode comigo que se levante e comece a contender comigo ,eu já estou no seus pensamentos eu sou a sua luta diária eu sou a sua miséria e angústias.

    ResponderExcluir
  10. Crentes,

    Dessa vez o titio espancador vai ficar ao lado de vocês:

    Se as mensagens são por email ou mídia social, basta deletar ou bloquear. Simples assim.

    Att.,

    Espancador de Pastores

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Discordo. Cada empresa, quer seja pública ou particular, cada orgão público tem a sua política de trabalho. Para os bombeiros americanos, parece que o e-mail de trabalho é para trabalho. No e-mail particular você faz o que quiser. Ademais, o sujeito já havia sido advertido. Está claro a desobediência. E foi a desobediência que o levou a demissão.


      Excluir
    2. Pensado por esse ângulo, é verdade caro Willian...

      Excluir
  11. Sou a favor da liberdade de expressão, mas pq ele não usou um email pessoal, ao invés do email dos bombeiros? Seria tão simples! Foi demitido por burrice.

    ResponderExcluir
  12. Esse proselitista lembra o Sanders, vizinho crente-chato que o Homer Simpson vive zoando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tadinho, ele foi demitidozinho! LOL

      Excluir
    2. Ele não era proselitista pois so enviava esse email para os outros crentes enao para ateus ou pessoas de outras religioes. Mas segundo a materia esse não era o caso. Conclusão, ele não estava incomodando ninguem.

      Excluir
    3. Estava desobedecendo uma ordem superior, logo, era um insubordinado, portanto, foi demitido por justa, ou melhor, por justíssima causa!

      Além disso, as advertências que ele recebeu também foram muito justas, afinal, ele estava utilizando a máquina pública estatal para fins particulares!

      Excluir
  13. Ele estava mandando as mensagens do trabalho,esta errado!
    Mesmo que estivesse usando um email particular,somente o fato de usar a infra-estrutura do trabalho,já configuraria caso de demissão.
    Se ele estivesse usando seu computador pessoal,seu provedor de internet pessoal,e estivesse em horário de folga,ai sim,poderia.

    ResponderExcluir
  14. Daqui a pouco esses corno vai pedir ajuda até da onu dizendo que são pobrezinhos cristãos desemparados \0/

    ResponderExcluir
  15. Daqui a pouco aparece a lagartixa pra parabenizar o bombeiro por sua "personalidade forte" e não ter se curvado às "vontades arrogantes" baseadas em "orgulho" por parte da corporação. Afinal, foi isso que ela disse em relação ao prefeito de Sorocaba quando o mesmo alegou que não iria cumprir determinação do Ministério Público para reparar o proselitismo religioso que ele fez através da máquina pública!

    ResponderExcluir

Postar um comentário