Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

domingo, 14 de outubro de 2012

Americano que matou filho de 5 meses diz ter seguido a Bíblia

Benjamin Edetanlen
Edetaulen riu para a câmera de TV ao
sair do tribunal onde foi condenado
A Justiça de Decatur, cidade do Estado de Geórgia (EUA), condenou na quarta-feira (10) Benjamin Edetanlen (foto) a 18 anos de prisão por ter batido em seu filho de 5 meses com tanta violência, que o matou em consequência de lesões cerebrais, além de uma perna quebrada. O crime ocorreu em 2004.

O réu manteve até o fim a sua linha de defesa, a de que não teve intenção de matar o filho, o qual educava de acordo com a Bíblia.

Seu argumento teve como base a transcrição de várias passagens bíblicas, entre a quais o Provérbios 13:24: “O que não faz uso da vara odeia seu filho, mas o que o ama desde cedo o castiga” (versão em português de acordo com a Bíblia Online).

Edetanlen disse que usa o mesmo método na educação de seus outros dois filhos, também menores de idade.

Ingrid McGaughey, da defesa, argumentou no processo que seu cliente ama seus filhos e, como é muito religioso, tenta discipliná-los de acordo com a escritura. "O senhor Edetanlen acreditava firmemente no ensinamento de que, se você poupar a vara, estragará a criança", disse à imprensa.

Dalia Racine, da promotoria, argumentou, na acusação, que nada justifica a violência, ainda mais contra um bebê, e pediu a condenação, o que foi aceito pela Justiça.

A pena não foi maior porque Edetanlen admitiu ter cometido homicídio involuntário e assumiu a culpa pela prática de crueldade contra as crianças.

Com informação do site da WSBTV e da  Bíblia online.





Livro de pastor sobre como bater nos filhos teria causado três mortes
novembro de 2011

Malafaia cita castigo bíblico à vara contra lei que pune pais violentos
dezembro de 2011

Fanatismo religioso.


Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...