Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Pastor-deputado Feliciano diz que Aids é ‘doença gay’

pastor Marco Feliciano
Pastor retomou o estigma
dos primeiros casos de HIV
A participar do Congresso dos Gideões Missionários da Última hora, realizado em abril em Camboriú (SC), o pastor e deputado Marco Feliciano (PSC-SP), na foto ao lado, disse que a Aids é “uma doença gay, é uma doença que veio desse povo”.

A manifestação do preconceito contra os homossexuais está registrada em um vídeo que o próprio pastor acaba de postar no Youtube [ver trecho abaixo].

Na condição de “profeta, pregador e parlamentar”, Feliciano criticou o “ativismo gay” infiltrado no governo brasileiro.

“Eles [os ativistas] usam da mesma linguagem de Hitler”, disse. “O problema são as pessoas que têm na cabeça o engendramento de Satanás. São homens e mulheres que usam os mesmos mecanismos que Stalin usou em seu comunismo nazista.”

O pastor reclamou das acusações de que ele é fanático religioso e homofóbico.  Ele se queixou até seus colegas da Frente Parlamentar Evangélica, porque parte deles, disse, não o apoiou na proposta de realizar um plebiscito sobre o casamento homossexual.

 "É uma doença que veio desse povo"

video

Íntegra do vídeo.





Pastor da Frente Parlamentar quer ser presidente do Brasil
setembro de 2012

Marco Feliciano  Fanatismo religioso. Homofobia

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...