Vereadores de Jacareí vetam a lei da Corrida Atletas de Jesus

Por 12 votos a 1 em votação na terça-feira (21), os vereadores de Câmara Municipal de Jacareí (SP) mantiveram o veto do prefeito Hamilton Ribeiro Mota (PT) à lei 5.681/2012 que instituía a Corrida Atletas de Jesus.

Jacareí é uma cidade do Vale do Paraíba, tem 211.000 habitantes e fica a 85 km da capital.

A lei foi proposta pelo vereador Itamar Alves (PDT), presidente da Câmara, com o argumento de que os atletas de Jesus são “um referencial de comportamento” neste mundo em que também os esportistas acabam se drogando.

A Câmara Municipal tinha aprovado a lei em maio. O prefeito a vetou por se tratar de uma inconstitucionalidade porque fere o Estado laico, com o que os vereadores acabaram concordando.





Com informação do site Nossa Jacareí.

Leão diz que jogador evangélico culpa Deus quando perde pênaltis
novembro de 2011

Religião nos esportes.

Comentários

  1. Ué, se os "atletas" poderiam ser chicoteados durante a corrida e ao final dela pregados com pregos enferrujados em uma cruz de madeira, não era necessário vetar...

    ResponderExcluir
  2. Se o estado é laico, porque que criar um estatuto da diversidade religiosa?

    A ministra Maria do Rosário, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR), vai instalar nesta quarta-feira (30), em Brasília, o Comitê de Diversidade Religiosa. Na ocasião, também será lançada a Campanha de Combate à Intolerância Religiosa. A abertura da solenidade vai acontecer durante o Seminário Diversidade Religiosa.


    http://www.brasil.gov.br/noticias/arquivos/2011/11/29/ministra-maria-do-rosario-lanca-campanha-sobre-diversidade-religiosa-nesta-quarta-feira-30

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo mesmo motivo porque mesmo tendo uma constituição que diz que todos são iguais perante a lei, ainda precisamos de estatuto do idoso, das crianças, e leis contra racismo, homofobia, etc.
      Porque mesmo a constituição dizendo X, não quer dizer que toda a sociedade se esforça para cumpri-la. E que, portanto, às vezes, precisamos reforçar certos conceitos para que não se percam e criem oportunidades de cidadania plena também para os que estão em minoria.

      Excluir
    2. é diferente ser laico e ser contra religião, tentar trazer o entendimento entre as diferentes religiões e não religiões é o que realmente importa nesse assunto e não continuar dando apoio politico a uma religião especifica o que é justamente o contrario do que seria um estado laico.

      Excluir
    3. ah tá o que o governo quer é formar um saco de gatos sincrético. dividir para destruir.

      Excluir
  3. Uma gota de esperança em meio às assombrações que assolam o Brasil.

    Ricardo

    ResponderExcluir
  4. Não esperava por esta, imaginei que os vereadores defecariam tudo, mas não foi desta vez, aleluia!

    ResponderExcluir
  5. Agora todo dia nos deparamos com notícias assim, pelo menos dessa vez a câmara manteve o veto.

    ResponderExcluir
  6. a tendência é aumentar essas leis ordinárias e religiosas com cada vez mais fanáticos e fundamentalistas ocupando cargos públicos.é preciso vetar esses evangélicos que cada vez mais acredito que são evanjegues mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso pode ser simples, basta não anular o voto e principalmente não votar em candidatos ligados a qualquer igreja.

      Excluir
  7. Parabéns ao prefeito Hamilton Ribeiro Mota, racionalidade antes de tudo!

    ResponderExcluir

Postar um comentário