Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Evangélico ensina como evitar a ‘cultura demoníaca’ do sexo

Missionário Cláudio Brinco
Brinco abraça um candidato a "príncipe" 
em culto no qual mulheres não entram
O missionário Cláudio Brinco (foto), da Igreja Celular Internacional, com sede na Rio, contou que recentemente passou por apuros: na calçada, uma mulher bonita vinha em sua direção. “Enquanto todos os caras viraram o pescoço para vê-la melhor, eu me encostei à parede e comecei a oram ao Senhor”, afirmou. “Eu estava afugentando o demônio.”

É esse tipo de exemplo que Brinco ensina no “culto dos príncipes” que se destina pregar a castidade antes do casamento. Trata-se da versão masculina do “culto das princesas” da Sarah Sheeva, 39, filha da cantora Baby Consuelo e do cantor Pepeu Gomes.

Ex-ninfomaníaca, Sheeva tem afirmado estar sem sexo há cerca de 10 anos. Esse não é o caso de Brinco, porque ele é casado com a cantora Nãna Shara, irmã de Sheeva, há sete anos.

Assim como nos cultos de Sheeva homens não entram, nos de Brinco as mulheres são vetadas, para evitar as tentações demoníacas.

Entre as tentações, está o beijo de língua. Brinco admitiu não haver na Bíblia proibição a esse tipo de contato, mas disse que se trata de algo parecido com o forno elétrico: “Lga em cima e esquenta embaixo”.

Outra tentação é a masturbação.

No culto realizado no último dia 31, no Clube Olympico, na zona sul do Rio, um fiel questionou o missionário: “Por que a masturbação é pecado se Deus fez o homem com braços longos?”

Porque, respondeu o missionário, Deus deu ao homem o livre arbítrio, mas, ainda assim, “príncipe não se masturba”. Ele argumentou que a prática pressupõe a ideia de promiscuidade. “E como se você pegasse geral. Ontem peguei a Vera Fischer, hoje a Malu Mader e quando chegar em casa vou pegar a Madonna.”

Brinco também costuma ensinar que as “cachorras” mais perigosas são as de “cara de anjo”. “Não diga nada, não ofereça ajuda, porque você não vai resistir”, disse, conforme relato de Valmir Moratelli, do portal iG. “Recorra a uma pastora, porque só ela pode salvar a cachorra.”

De acordo com Brinco, o “príncipe” só procura conhecer mulher na igreja, e jamais, por exemplo, nas redes sociais. “Príncipe não tem álbum no Facebook”, disse, porque “não idolatra a própria imagem”.

Ele não chega a proibir os varões a ter uma página no Facebook, mas a configuração tem de ser “de acordo com o reino de Deus”, porque “não adianta ter uma vida regrada na realidade e ser libertino na vida virtual”.

Embora tenha começado com o “culto dos príncipes” há pouco tempo, Brinco tem conseguido despertar a atenção de muitos fiéis, a exemplo do que ocorre com Sheeva. Ele ganha dinheiro com as contribuições dos fiéis e com a venda de um DVD por R$ 20.

Ele resumiu por que prega sexo só após o casamento: "Queremos uma nação de homens livres da cultura machista, egoísta e demoníaca".





Com informação do portal iG.

Pastora ex-ninfomaníaca prega abstinência sexual até o casamento
novembro de 2011
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...