MP quer que Brasília deixe de financiar eventos religiosos

Com base na laicidade do Estado brasileiro, o MP (Ministério Público) deu entrada na Justiça a uma ação para impedir que o governo do Distrito Federal continue concedendo financiamento a eventos de cunho religioso.

Em julho de 2011, decisão liminar (provisória) do Tribunal de Justiça suspendeu lei que incluía a Marcha para Jesus no calendário de eventos oficiais. Na prática, os organizadores da marcha deixaram de contar com o dinheiro público.

Contudo, a lei permite a concessão de verbas a outros tipos de eventos promovidos por igrejas.

Não há previsão sobre quando a Justiça tomará uma decisão.

Com informação de Veja.

Justiça manda tirar Marcha para Jesus do calendário de Brasília.
julho de 2011

Religião no Estado laico.

Comentários

  1. A igreja cristã é segregadora como que o governo pode financiar isto? Se os cristãos quiserem eles que se virem do jeito deles mais sem nenhuma ajuda do governo nem para alavancar e nem para embaraçar a fé deles desde que eles fiquem dentro dos âmbito da lei.

    ResponderExcluir
  2. Isto não era nem pra ser novidade visto que religião só visa o bem dos cristãos e não de toda a pluralidade brasileira que confessa todas ou quase todas religiões. E tinha que apertar o cerco contra os pastores safados, que distribuem carnezinhos ,vendem martelinhos e meias ungidas, que pedem o aluguel das pessoas, que diz ou dá ou desce para os fiéis vide pedir maiscedo..

    ResponderExcluir
  3. Sendo o Estado laico ele não poderia patrocinar eventos de uma religião em detrimento de outras. Isso é inconstitucional. Certíssimo o MP.

    ResponderExcluir
  4. Na verdade o governo nao deveria financiar evento NENHUM. Aqui na minha cidade tem festa do piao e shows de musica sertaneja patrocinados pela prefeitura e eles fazem tudo em detrimento de mim, que odeio rodeio e sertanejo, eu pago imposto e cade os shows de rock e campeonatos de basquete pra me compensar??? Fazer aquela MERDA de rodeio e show sertanejo com meu dinheiro eles querem neh, FDPs.

    Isso tudo devia pertencer EXCLUSIVAMENTE a iniciativa PRIVADA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu Pai foi preso político. No entanto, o Governo financia os desfiles militares. Ver os meganhas marchando orgulhosos e como que protegendo os criminosos que vestiram farda no passado, me incomoda.
      O Governo não deveria financiar os desfiles militares.

      Excluir
    2. Depois que o dinheiro vai para o governo, o dinheiro não é mais seu.

      Excluir
    3. último anônimo falou meias verdades. Depois que o dinheiro vai para o governo, de fato, ele não é mais seu. É do governo. Qual governo? aquele que representa a todos os cidadãos e não apenas aqueles que o elegeram.

      Excluir
  5. Anônimo 31 de Julho de 2012 17:05 financiar militares que dão a vida pela nação é errado, agora financiar matadores, sequestradores e torturadores, pode e é legal. Você deve ser mais um que vive do bom e do melhor as custas da nação e do erário público através de "indenizações aos revoltados do Araguaia e de outros calabouços", que mataram e torturaram militares e hoje vivem no poder, sugando a nação através dos "mensalões e dos cuecões", vide genuínos, dirceus e lulas da vida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E você mais um que usurpou o poder para se deleitar e impor o seu modo de pensar enquanto outros tiveram de te combater e perecer em cadeias sob tortura.
      Seu modo de pensar não se distancia da dos religiosos. Uma verdade sem questionamento.

      Excluir
  6. O que seria do brasil se nao fosse os militares devemos agradecer por ser como cuba hoje

    ResponderExcluir
  7. Devemos "agradecer" aos militares por sermos eternamente o país do futuro, e nunca do presente...

    Aqueles milicos irreponsáveis fizeram dividas com juros flutuantes, e quando viram que não poderiam pagar, entregaram o "abacaxi" aos civis.

    Até hoje sofremos com os efeitos dessa dívida, que só aumentou ao longo dos anos.

    O comunismo era apenas uma desculpa para justificar o golpe e implantar o capitalismo selvagem com alta concentração de renda no Brasil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caralho, esse tópico é sobre financiamento de eventos religiosos. Nao é sobre milicos.O foco está sendo desviado!

      Excluir
  8. A lei NÃO pode beneficiar um e outro não ,pois se libera verba para carnaval,futebol,show , porque não pode liberar para o CRISTÃO , o CRISTÃO NÃO paga imposto ? Se não pode para o CRISTÃO TAMBÉM NÃO PODE PARA OS CITADOS ACIMA.
    Sei que existe falsos profetas , que além de vender martelinho e etc..., vendem agora também votos. MAS existe PROFETAS íntegros.
    Conheço PROFETAS ,que fazem recuperação de drogados,asilos, creches e restituem PRESIDIÁRIOS de crime de facções e de varíos outros crimes, outros fazem doações de roupas , sopas ,marmitex que distribuem nas madrugadas e levando uma palavra amiga de DEUS. e você que está aí criticando o que vc. faz pelo seu semelhante ? a NÃO ser falar mal?
    GRATO :IRMÃO GARCIA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falacia do apelo emocional

      Excluir
    2. Carnaval,futebol, show, são fatos reais, existem, cristianismo, advém de mitos,não existem é uma enganção. Não é lícito o Estado Gastar o erário público com mentiras.

      Excluir
    3. nem precisa chegar a tanto. É uma questao de respeito a Constituiçao. Ela nao proíbe o financiamento de carnaval, futebol e shows, mas proíbe o financiamento de eventos religiosos (laicidade). simples assim

      Excluir
  9. mais dinheiro para estes sangue-sugas, ja não basta a "sacolinha" e o "dizimo" para encher o rabo destes fanaticos!

    ResponderExcluir
  10. Diga-se de passagem que nenhum religioso está proibido de fazer Marchas para jesus ou qualquer evento para seus amigos imaginários, eles só tem que obter autorização para tal evento, não incomodar quem não vai participar(como bloquear vias públicas provocando imensos congestionamentos), não solicitar ao Estado agentes policiais e de tráfego para auxiliá-los(a segurança deve ser contratada por eles mesmos), e mais importante, TEM QUE PAGAR POR ISSO DO SEU PRÓPRIO BOLSO.

    ResponderExcluir

Postar um comentário