Polônia condena cantora a pagar multa por ofender católicos

Doda
Doda disse que escritores  da 
Bíblia bebiam muito vinho
O Tribunal Regional de Varsóvia confirmou na segunda-feira (18) a condenação da cantora Dorota Rabczewska (foto), 27, por ofensa aos católicos. Ela vai ter de pagar multa equivalente a R$ 4 mil. Em 2009, durante uma entrevista a uma TV, ela disse que “a Bíblia foi escrita por pessoas que bebiam muito vinho e fumavam cigarros de ervas”. Afirmou que acreditava em dinossauros, mas não no que diz a Bíblia.

Doda, como é chamada, já tinha sido condenada em primeira instância em 2010. Na época, a pena de dois anos de prisão foi convertida em multa, e ela levou a questão à Corte de apelações.

A cantora se defendeu com a argumentação de que não quis ofender ninguém e que, inclusive, tem parentes que são religiosos, como a sua avó.

Ela argumentou que o vinho ao qual se referiu foi sacramental e as ervas "certamente eram terapêuticas". Mas Doda já tinha sido denunciada à Justiça pelo Ministério Público a pedido de católicos.

Doda é uma pop star na Polônia, o que contribuiu para manter o caso nas manchetes dos jornais, colocando inclusive em discussão o rigor da lei da blasfêmia. A Aliança Democrática de Esquerda está elaborando um projeto de lei com o propósito de amenizar as punições dessa lei. 

Doda está considerando a possibilidade de dar entrada no Judiciário a nova apelação ou entrar com recurso no Tribunal Europeu dos Direitos Humanos na condição de vítima de intolerância religiosa.

Com informação das agências.


59 comentários