Cresce nos EUA percentual de jovens que duvidam da existência de Deus

Em 2003, 81% dos jovens até 30 anos nunca duvidaram
da existência divina; em 2012, o percentual foi de 68%

 Os jovens dos Estados Unidos até 30 anos, identificados como "geração do milênio", duvidam cada vez mais da existência em Deus. Em 2003, 81% deles deram 'ok' à afirmação de que “Eu nunca duvidei da existência de Deus” e 2012 o percentual caiu para 68%. A pesquisa é do Pew Research Center

Novas gerações demonstram
desinteresse pelas crenças
Tomando como base 2007, quando o percentual apurado foi de 83%, o declínio foi de 15 pontos percentuais em apenas 5 anos.

Trata-se de um forte indicativo de que a nova geração, se não caminha para a total descrença, vai tirar em alguns anos os Estados Unidos do topo dos países mais religiosos.

A pesquisa apurou que nenhuma outra geração apresentou uma mudança superior a dois pontos percentuais nos últimos cinco anos.

Relatório da pesquisa concluiu que as pessoas com menos de 30 anos são em relação a outras gerações “expressivamente menos prováveis de dizer que a oração é uma parte importante de sua vida”.

“Os padrões verificados em cada faixa etária mostram que a geração do milênio é muito menos religiosa do que gerações anteriores, na idade correspondente aos jovens de hoje”, diz o relatório.

Jesse Galet, diretor de comunicações da Aliança Secular Estudantil, disse que o resultado da pesquisa explica o interesse dos jovens pelos grupos seculares nas universidades.

Ele afirmou que os novos estudantes esperam encontrar no campus esses grupos e, como não os encontram, tomam a iniciativa de criá-los. “Isso não ocorreu em outras gerações.”

Comparação entre as gerações

Cada uma das cinco gerações tem um nome





Fontes: Pew Research Center e CNN.

Nos EUA, 25% da geração do milênio afirmam não ter filiação religiosa
maio de 2012

Ateísmo.      Estatística das religiões no mundo.

Comentários

  1. Ótimo. Quanto mais duvidarem mais perceberão que deus é apenas uma ideia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma idéia que surgiu da cabeça de quem? Do Papa?

      Excluir
    2. Dos primeiros religiosos que atribuíam ao paranormal evento naturais que eles não conseguiam explicar.

      Excluir
    3. Não é atoa que tem surgido tantos suicídas e psicopatas,como aquele que matou as pessoas no cinema recentemente.Com certeza aquele lá não tinha DEUS no coração,só ódio.Isso é o que acontece com os jovens sem DEUS,é o tipo de ser humano vazio,rebelde,agressivo e cheio de ódio.Quando "despensamos" DEUS de nossos corações,damos lugar ao diabo.E este ñ tá nem aí se vc crê nele ou não.

      Excluir
  2. A descrença esta ocorrendo em todos os lugares do mundo. Que milagre fará o retorno à fé?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se um milagre acontecer, não será necessária a fé, você terá a confirmação. É como um maluco com asas de papelão querendo voar do oitavo andar, você pode ter fé que ele vai voar sim, mas a confirmação só vem quando ele salta. Se ele voar, não é mais necessário ter fé nele, pois você tem a confirmação.

      Excluir
  3. Paulo, corrija aí: "Relatório do pesquisa", quinto parágrafo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulo seu site é muito bom, aonde você consegue as fonte????

      Excluir
  4. Enfim, o mundo acordando... Mais uns mil anos e nos livramos dessa praga! :D

    ResponderExcluir
  5. o mundo está acordando para a verdade espero que depois essas crenças sejam chamados de mitologia, acho primitivo ter essas crenças.

    ResponderExcluir
  6. _Dúvidas, dúvidas e mais dúvidas!
    _Existem pessoas capazes de duvidar da existência de um Deus maior que o mar de filosofias, que aprendem nas universidades; agem desta forma, durante toda a vida.
    _Porque não experimentam ter certezas? _Certeza de que estão vivas(pelo menos por fora),certeza de que não são tão alienadas quanto tentam parecer, certeza de que são capazes de emitir suas próprias opiniões, sem ter que acompanhar dizeres alheios para conseguir a simpatia de alguns grupos, certeza de que a dúvida, é nociva, certeza de que a dúvida, acaba com a pessoa, certeza de que pessoas inteligentes..., comprovam! Não através das filosofias seculares que confundem e tendem a jogar o indivíduo, em um mar de desconfianças mas, através da comprovação de mudança interior; quando se faz a pergunta para si: Como "eu" era e como sou agora(interiormente)?
    _Se está confortável assim, ótimo! Apenas não agrida um Deus que não conhece.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Universidade e pensamento critico é coisa do capeta! Bom mesmo é ser ignorante e se agarrar a mitologias e aprender com edir macedo.

      Excluir
    2. "Apenas não agrida um Deus que não conhece..." Exatamente, ngm conhece. Está no mesmo nível das fadas e elfos...

      Excluir
    3. "Apenas não agrida um Deus que não conhece."

      Ta bom, só porque você pediu tão educadamente...

      Excluir
    4. Ou se tem certeza ou não se tem certeza... Não se pode ter certeza e ao mesmo tempo saber que seu objeto de crença está sujeito a todo o tipo de questionamento que no mínimo reduziria a sua probabilidade. O que há são pessoas que não estão certas e ao mesmo tempo dizem estar. Não se pode estar certo da existência de algo que não há evidências, pois é assim que distinguimos o que é correto dizer que é verdadeiro e aquilo que precisa de mais evidências.

      Excluir
    5. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    6. Salamandra,

      >> "Dúvidas, dúvidas e mais dúvidas!"

      Dúvidas fazem parte da vida e nos permitem adquirir conhecimento. Que jogue a primeira pedra quem nunca duvidou de alguma coisa na vida. Só os tolos nunca duvidam de nada e que afirmam ter certeza absoluta, ainda mais sobre coisas nas quais não se tem evidências concretas, como - por exemplo - a existência do deus que vc acredita.

      >> "Porque não experimentam ter certezas?"

      Certeza à respeito do quê? De divindades que ninguém sabe se existem ou não?

      >> "Certeza de que estão vivas(pelo menos por fora),certeza de que não são tão alienadas quanto tentam parecer, certeza de que são capazes de emitir suas próprias opiniões, sem ter que acompanhar dizeres alheios para conseguir a simpatia de alguns grupos"

      Diz a pessoa que acredita num deus imaginário, que acredita num zumbi palestino, que acredita num livro de mitologias da Idade do Bronze e que - baseado em seus comentários - não demonstra saber pensar por si mesma...é meio engraçado vc nos chamar de alienados. hehehe


      >> "Se está confortável assim, ótimo! Apenas não agrida um Deus que não conhece."

      Nós não agredimos deus pq não acreditamos que ele exista. Agredir deus seria a mesma coisa que agredir a Sininho ou o Mestre dos Magos. O que criticamos é a crença e o conceito de deuses, incluindo o deus que vc acredita.

      Não posso falar por td mundo que posta aqui, mas ser cética e ter pensamento crítico me permite ficar fora da zona de conforto proporcionada pela ignorância. Eu nunca fui o tipo de pessoa que simplesmente aceita e absorve td sem questionar, sem avaliar os porquês.

      Ser cético e ter pensamento crítico está bem longe de ser confortável, mas eu prefiro mil vezes a constante inquietação das dúvidas do que ficar dentro de uma bolha, quietinha, isolada e vivendo num mundo totalmente pequeno que limita a minha capacidade e pensamentos. Quem não exercita a arte de duvidar acaba definhando e morrendo em vida.

      Excluir
  7. Salamandrinha...

    O seu bla-bla é inutil, se vc nao puder comprovar a existencia do ser chamado "deus" de forma solida, concreta, empirica, confiavel e verificavel, sem exigir fé ou crença.

    Estaremos no aguardo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. _Não escrevi uma só linha para você, não se preocupe!

      Excluir
    2. A salamandra escreve pra ela mesma. Deve ser um mecanismo de auto-afirmação pra realimentar seus delírios.

      Excluir
  8. Interessante, há salvação na América, não é atoa que os lideres religiosos então atacando freneticamente todo o que tem haver com o secularismo, e influenciando a politica americana.

    Curioso, é por causa do secularismo que há liberdade religiosa.

    Att.
    Paulo Thiago

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. não seria ' à toa' e 'tudo que tem a ver'?

      Excluir
  9. Trata-se de um forte indicativo de que a nova geração, se não caminha para a total descrença, vai tirar em alguns anos os Estados Unidos do topo dos países mais religiosos.

    Acho que é mais um indicativo de que os jovens tendem a formar um senso crítico mais apurado do que simplesmente rumar para a descrença. A dúvida pode levar a várias vertentes, dentro delas, e neste caso, a crença na existência de algum deus (ou vários deuses), até a total descrença em todos eles. Dúvida não é sinônimo de descrença!

    Na perspectiva ateísta é de se imaginar que esse senso crítico, ou seja, a dúvida e o discernimento sobre o tema, vá levar a pessoa a concepção que não existe(m) deus(es). Só que isso não é necessariamente verdade, pois outras conclusões podem ser tiradas.

    Enfim, o que eu acho mais importante disso tudo é que a dúvida pode ser o pavio para a busca do conhecimento; da fuga da aceitação acrítica da imposição determinados dogmas e crenças! E tomara que seja...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Discordo de você,
      Um dia eu já fui religioso, já acreditei firmemente na existencia de um deus, sempre que surgia na minha cabeça a duvida do sobrenatural o medo de que eu pudesse estar "pecando" me impedia de pensar racionalmente. Mas felizmente o pensamento racional e critico foi mais forte que toda crença que me foi ensinada durante 17 anos, a partir do momento que eu me permiti duvidar da existencia do divino, toda crença se revelou sem sentido, após um longo período de duvida eu me tornei ateu.
      Duvido muito que ao questionar a existencia de um deus alguém encontre outro caminho que não seja o ateísmo, simplismente porque ser ateu depende de um pensamento totalmente critico e racional acerca de uma crença sem prova nenhuma que alguém só acredita porque é uma tradição de familia.

      Excluir
    2. Dante,

      Repito: Na perspectiva ateísta é de se imaginar que esse senso crítico, ou seja, a dúvida e o discernimento sobre o tema, vá levar a pessoa a concepção que não existe(m) deus(es). Só que isso não é necessariamente verdade, pois outras conclusões podem ser tiradas.

      O que você faz é possuir uma perspectiva ateísta de que a pessoa, ao duvidar, vai chegar a concepção que deus(es) não existe(em). Só que isso não necessariamente irá ocorrer.

      Primeiro que para ser ateu, basta não crer na existência de deus(es) (simples questão de descrença). Ser ateu não precisa de “pensamento totalmente crítico e racional acerca de uma crença sem prova nenhuma”, pois isso pode nem ao menos acontecer e a pessoa ser atéia. Nessa afirmativa, você ignora a hipótese de uma criança ser educada a ser atéia: antes mesmo de ela possuir qualquer maturidade, discernimento ou capacidade cognitiva sobre a idéia de deus(es), ela irá ser atéia – partindo do que lhe é passado pelos seus próprios tutores. Não haverá pensamento crítico e racional para se chegar nessa conclusão, mas sim uma verdade imposta.

      Destarte, haveria a perspectiva agnóstica, por exemplo. A dúvida pode levar a pessoa a concluir que não há como provar a existência ou não de deus(es), e assim adotar a concepção agnóstica. E o agnóstico estaria isento do pensamento crítico e racional? Creio que não!

      Da mesma forma que pode haver quem se manterá teísta, continuando ou se mantendo dentro das vertentes religiosas. Muitos pensadores se mantiveram religiosos até o final da vida... será que eles não pensavam criticamente e racionalmente sobre o assunto?

      E só para contrapor sua história, tem o meu caso: eu nunca duvidei da existência de deus(es), pois sequer acreditei. Nunca engoli estória desde criança, e não possuía senso crítico e racional apurado para isso. Para se ter noção, até uns 7 a 8 anos de idade eu acreditava que para não morrer, bastava a pessoa forçar o olho a ficar aberto... onde está o “pensamento totalmente crítico e racional” ai?

      Entenda que a pessoa possuir senso crítico não necessariamente a levará a posição correta – somente a fará pensar e buscar o conhecimento. Ela pode ter um pensamento totalmente crítico e racional, e chegar à conclusão errada (os ideólogos políticos que o digam). O que é importante nisso tudo é que a pessoa com a dúvida é instigada a pensar, e isso a liberta da crença cega; de acreditar em determinada coisa ou dogma de maneira acrítica, o que leva a pura e simples ignorância! E é o que mais tem por ai...

      Excluir
  10. Natural.

    Quanto maior o nível educacional e o acesso ao conhecimento, maior o expurgo de idéias retrógradas e ultrapassadas como o cristianismo (principalmente) e as demais religiões.

    É por isso que os movimentos fundamentalistas estadunidenses (igrejas pentecostais e neo-pentecostais, adventistas, criacionistas, etc) estão migrando em massa para o Brasil, se maquiando atrás do movimento evangélico brasileiro.

    Aqui, a trupe de parasitas sociais, digo, pastores encontram terreno fértil na nossa educação sucateada para a manipular a massa e assim garantir-lhes a vida mansa.

    Macedos, Valdoiros e Malacheias da vida não passam de asseclas.

    O que está por trás disso é bem maior.

    Att.,

    Espancador de Pastores

    ResponderExcluir
  11. Em verdade, em verdade eu vos digo, quem tem olhos para ver, que veja e quem tem ouvidos para ouvir, que ouça! (não resisti a um tom místico para chamar a atenção de meu comentário KKK). Mas agora, é sério: Quem tem nos salvado ao longo de toda a nossa existência e continuará a nos salvar e a nos dar alguma esperança não é Jesus e nenhum outro "iluminado", mas a CIÊNCIA, essa busca constante do homem que, destemido, honestamente formula perguntas e vai em direção às respostas, sem superstições tolas e sem respeito às lendas que nos incutiram desde a infância. LUCIDEZ, ESSA É A PALAVRA DA SALVAÇÃO!

    ResponderExcluir
  12. Existe uma diferença muito grande no que as pessoas declaram e o que as pessoas realmente acreditam. 68% se declararam ter certeza... mas sabemos que não se pode ter certeza da existência de algo que não há evidências e nem uma lógica que suporte.

    ResponderExcluir
  13. A secularização do mundo é irreversível....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Da maioria dos paises sim... quando ao Brasil vai demoraaaaaa. (infelizmente)

      Excluir
  14. Os lideres religiosos são expertos. Basta ver durante a historia do mundo que eles sempre conseguem ludibriar as massas disfarçando a religião através de filosofias u coisas que aparentemente podem ter um sentido, assim, eu acho que essa coisa de fé, ainda vai longe.

    Quem dera, as pessoas abrissem os olhos e enxergassem essa farsa que vem enganando as pessoas há milhares de anos.

    ResponderExcluir
  15. _Não julgue os outros por si! Só porque não conhece a Deus, não significa que ninguém na face da terra, O conheça!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ninguem na face da terra o conhece, ou vc andou batendo uns papos com ele?

      Excluir
    2. Salamandra

      Nem vc sequer o conhece, minha querida. Ninguém conhece.

      Ou será que vc já viu deus ou ouviu a voz dele ou algo assim?

      Excluir
  16. Esquizofrenia detected

    ResponderExcluir
  17. Esquizofrenia detected

    ResponderExcluir
  18. O caminho da descrença é irreversível, considerando que o rumo da informação trafega no sentido inverso - numa rodovia de 8 pistas.

    ResponderExcluir
  19. tudo o que posso dizer do cristianismo tá na gibiblia: caiu a babilônia, e foi grande a sua queda!! ei jeguesus cristo!!! perdeu zumbi... já era!!!

    ResponderExcluir
  20. "The fundamental cause of the trouble is that in the modern world the stupid are cocksure while the intelligent are full of doubt." (Bertrand Russell)

    ResponderExcluir
  21. Isso é fato mais que óbvio.Quando vai ocorrer por aqui?

    ResponderExcluir

Postar um comentário