Paulopes

Religião, ateísmo, ciência, etc.

sexta-feira, 4 de maio de 2012

MP move ação contra uso de estádio por evento religioso

promotor Mauricio Antonio Ribeiro Lopes
Lopes pediu indenização
de R$ 50 milhões
O promotor Mauricio Antonio Ribeiro Lopes (foto), do Ministério Público de São Paulo, encaminhou ontem (3) à Justiça ação civil pública pedindo a condenação do município de São Paulo por ter permitido que o estádio do Pacaembu fosse utilizado para a comemoração do centenário da Assembleia de Deus.

Lopes argumentou que, além de o prefeito Gilberto Kassab estar impedido de ceder o local a uma agremiação religiosa por força da laicidade do Estado, havendo inclusive decisões judiciárias nesse sentido, o evento produziu excesso de ruído, incomodando a vizinhança.

Na ação, o promotor acusou Kassab e o pastor José Wellington Bezerra da Costa, presidente da denominação religiosa, de improbidade administrativa e pediu o ressarcimento ao erário público de R$ 50 milhões.

A comemoração ocorreu no dia 15 de novembro de 2011. Teve a participação de 30 mil pessoas, incluindo autoridades como o governador Geraldo Alkmin e o ministro Gilberto Carvalho representando a presidente Dilma, além de Kassab. O tucano José Serra também esteve presente.

Com informação das agências.





Governantes prestam reverência ao centenário da Assembleia de Deus
novembro de 2011

Religião no Estado laico.


Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...