Ricardo Gondim seus colegas pastores que são 'vigaristas'

Título original: Por que parti

por Ricardo Gondim (foto), pastor

pastor Ricardo Gondim
Gondim: "Restou-me dizer
 chega por não aguentar mais"
Depois dos enxovalhos, decepções e constrangimentos, resolvi partir. Fiz consciente. Redigi um texto em que me despedia do convívio do Movimento Evangélico. Eu já não suportava o arrocho que segmentos impunham sobre mim. Tudo o que eu disse por alguns anos ficou sob suspeita. Eu precisava respirar. Sabedor de que não conseguiria satisfazer as expectativas dos guardiões do templo, pedi licença.

Depois de tantos escarros, renunciei. Notei que a instituição que me servia de referencial teológico vinha se transformando no sepulcro caiado descrito pelos Evangelhos. Restou-me dizer chega por não aguentar mais.

Eu havia expressado minha exaustão antes. O sistema religioso que me abrigou se esboroava. Notei que ele me levava junto. Falei de fadiga como denúncia. Alguns interpretaram como fraqueza. Se era fraqueza, foi proveitosa, pois despertava para uma realidade: o Movimento Evangélico vinha se transformando em cabide de oportunistas; permitindo que incompetentes, desajustados emocionais e – por que não dizer? – vigaristas, se escorassem nele.

Não há sentido em gastar os poucos dias que me sobram em remendar panos rotos. Para que continuar no mesmo arraial de pessoas que me desconsideram e que eu desconsidero? Deixei de tolerar os bons modos de moralistas (sexuais) que não se incomodam em transformar a casa de Deus em feira-livre.

Verdade, desisti. Desisti, porém, de apenas um segmento religioso. Que eu já não trato como lídimo representante do caminho do Nazareno. Larguei o esforço de recauchutar um movimento carcomido de farisaísmo.

Mas saio assustado. A fúria dos severos defensores da reta doutrina, confesso, me surpreendeu. Há alguns anos experimento o peso do rancor religioso. Nada mais perigoso do que um crente assustado; e nada que assuste mais um crente do que a transgressão da ortodoxia. Amigos me voltaram as costas. Estranhos se intrometeram em minha vida particular. Fui traído. Antigas invejas se fantasiaram de zelo pela verdade, e parceiros se transformaram em inimigos. Senti o escarro do desdém.

Embora tenha repetido, não me deram atenção. Eu nunca me atrevi solucionar os paradoxos filosóficos ou os mistérios teológicos que se arrastam há séculos. Não sou ingênuo: as Esfinges modernas, iguais as míticas, devoram o fígado de incautos que se imaginam donos da verdade.

Meu adeus foi ético. Passei a evitar a parceria de gente a quem eu jamais confiaria a carteira. Eu tinha que partir. Se critérios éticos não bastarem para definir o acampamento onde cravamos nossa tenda, há algo muito errado em nossa credibilidade. Nervoso com o carreirismo de gente que não hesita em vender a alma, preferi caminhar por outra estrada.

Rejeito a bitola que qualquer grupo - fundamentalista ou não – chancelou e recomendou. Não aceito que tradição, escola ou cânone, cerceiem a minha capacidade de arrazoar. Rechaço obediência servil. Odeio timidez intelectual. Aliás, a única chancelaria que admito é da consciência. Creio que posso ser movido pelo mesmo Espírito que inspirou, e capacitou, homens e mulheres no passado. Erros teológicos, enquanto não produzirem intolerância, ódio ou preconceito, tenho certeza, estão perdoados.

Quero reaprender a viver. Vou buscar a trilha onde menos homens e mulheres andam de dedo em riste. Anseio por fazer-me amigo de gente espirituosa, leve, risonha, que sabe desafogar a alma.

Por condescendência, alguém disse que não sou teólogo, apenas poeta. Apesar de não me achar digno de ser chamado poeta, sorri de felicidade. Que honra! Poetas não acendem fogueira. Tenho certeza de que Miguel de Serveto gostaria de ver-se na companhia de trovadores.

Pretendo amar e apreciar, sem extravagância, as coisas mínimas: o tirocínio dos meninos, o desabrochar da paixão na menina em flor, a conversa de bons amigos. E no final do dia, ao rever as horas, saber celebrar a paixão de simplesmente existir.

Saio para instruir-me na adoração. Necessito transformar genuflexão em serviço. Quero descer do alto dos meus privilégios e estender a mão ao mortiço que jaz em alguma estrada poeirenta. Desisti de uma espiritualidade que se contenta em implorar favores à Divindade. Em minha partida, acalento o desejo de encarnar Deus. E assim dizer: não vivi em vão.

Este texto foi publicado originalmente no blog do Gondim.

Revista dispensa pastor que defende união de homossexuais
maio de 2011

Ricardo Gondim.

Comentários

  1. Eu sou ateu e este homem me causa admiração pela sua lucidez e inteligência.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muitos militantes ateístas e gays gostam do pseudo-pastor Ricardo Gondim, se desmancham em elogios a ele.

      É sempre conveniente ter um quinta-coluna infiltrado, tipo lobo em pele de ovelha, atacando o Cristianismo por dentro, como um câncer.

      Excluir
    2. AnônimoApr 20, 2012 08:33 PM:

      Entendi, Olog-Hai, em sua sapientíssima concepção sobre os religiosos, estes não podem ser tolerantes e amáveis, eles devem ser odiosos, preconceituosos e intolerantes.

      Excluir
    3. Um câncer que vai matar suas estupidez por isso que vocês estão encomodados com ele.

      Excluir
    4. De fato, o pseudo-pastor Gondim é muito amável com os militantes gays e ateus, e crítico feroz dos cristãos.

      Sua conversinha mansa e sonsa engana muita gente desavisada, não há dúvida. Outros entendem muito bem qual é o seu papel de Judas. E, claro, ateus e gays dão o maior apoio.

      Excluir
    5. Baphomet, acho que certos anônimos têm mania de perseguição, qualquer postagem é motivo para a “conspiração ateísta gayzista comunista abortista para perseguir os pobres e oprimidos cristão (ou religiosos) na sociedade controlada pelos ateus gays comunistas malvados”.

      Excluir
    6. >>"De fato, o pseudo-pastor Gondim é muito amável com os militantes gays e ateus, e crítico feroz dos cristãos."

      -Falácia do Escocês Detected!

      "Sua conversinha mansa e sonsa engana muita gente desavisada, não há dúvida. Outros entendem muito bem qual é o seu papel de Judas. E, claro, ateus e gays dão o maior apoio."

      -Belíssima analogia com Judas, prova de seu preconceito mor contra pessoas tolerantes, para você religiosos devem ser ignorantes, preconceituosos e segregacionistas. Possuo uma imensa curiosidade, este pastor é um ser tolerante e você o ataca por isso, por quê?

      Excluir
    7. "Este pastor é um ser tolerante", suspira um ateu apaixonado.

      É um "pastor" muito "tolerante", mas tolerante apenas a quem ataca o Cristianismo.

      E é por isso mesmo que vocês, ateus, morrem de amores por ele.

      Excluir
    8. Verdade, Shiroyasha, esse fanáticos adoram vitimizar-se, pois acho que eles precisam de um motivo para atacar, já que são loucos para fazerem isto, e com um "motivo" em suas cabeças apedeutas, acham que possuem a razão, ou o direito, de fazerem tal ataque.

      Excluir
    9. Ah anônimo só pra você se lembrar, caso seja curioso, eu não sou ateu. ;)

      Excluir
    10. >>"É um "pastor" muito "tolerante", mas tolerante apenas a quem ataca o Cristianismo."

      -Cadê as Gaitas de Fole?

      Você diz que ele é intolerante com os cristãos, porém não apresenta provas.
      Lembre-se de um dos princípios gerais do direito:
      -Falar e não provar é o mesmo que não falar.
      Portanto, se não possui provas para tais acusações, cale-se.

      Excluir
    11. Ih, o ateu adestrado começou o ritual ateísta padrão: recitar classificação de "falácias", exigir o que ele chama de "provas" e, pra não trair a tradição autoritária ateogayzista, mandar eu me calar.

      Exija tudo isso de seu pastorzinho de araque querido, bom servidor da causa ateísta, e depois me conta.

      Excluir
    12. AnônimoApr 20, 2012 09:35 PM:

      -Uh, o religioso fanático e adestrado por um livro presbiofrênico, começou seu ritual abléptico, achando que apenas sua palavra basta e fazendo acusações sem fundamentos.

      Exija tudo isso de seu Deus mortiço, bom servidor da causa religiosa fanática, e depois conte-me seu encontro com Deus, querido.

      PS: Dica do Baphomet: Não sou ateu, sou agnóstico.

      Excluir
    13. Não. O que basta é a palavra e as acusações do "pastor" Gondim, e as suas, claro.
      Qualquer outra manifestação contrária a vocês precisa de "provas".

      Excluir
    14. Pelo que se percebe Gondim e o messias no meio dos fariseus o câncer que gangrena e que desmoraliza a discrepância ininterrupta dos vendilhões do templo. A palavra de ordem agora é crucifica-o.

      Excluir
    15. AnônimoApr 20, 2012 10:03 PM:

      -Uuuuuuuuh! Parece que alguém está perdendo o debate. Até agora quem fez acusações foi você, portanto você é quem deve mostrar provas, não tente inverter o jogo, querido.

      Excluir
    16. Falou mais um ateísta devoto do Ricardo Gondim.
      O messias Gondim seja louvado!

      Excluir
    17. Ah, cansei! Não dá para debater com um ser de cérebro mirrado, apenas volta às mesmas falácias e não consegue criar argumentos. Não devo alimentar tal Olog-Hai maldito.

      No mais, que Satã lhe forneça suas bênçãos.

      Excluir
    18. "Saio para instruir-me na adoração.
      Necessito transformar genuflexão
      em serviço. Quero descer do alto dos
      meus privilégios e estender a mão
      ao mortiço que jaz em alguma
      estrada poeirenta. Desisti de uma
      espiritualidade que se contenta em
      implorar favores à Divindade. Em
      minha partida, acalento o desejo de
      encarnar Deus. E assim dizer: não
      vivi em vão"

      Ricardo Gondim.

      Excluir
    19. Acho demais pensar que ele é o próprio ricardo. Bem boa noite vou dormir

      Excluir
    20. Só mais uma coisa somos todos iguais da cabeça para baixo e era assim que deveria ser no mundo todo sem separações ideológicas ou religiosas ou o que quer que seja a necessidade de todos é amar viver ser respeitado e respeitar e isto basta a todos.

      Anderson ateu

      Excluir
    21. Bapho, meu prezado exigidor de provas, observe que você, como seu pastorzinho querido, também faz um monte de acusações.

      Cadê as provas?

      Excluir
    22. Tristinho, vc é um dos crentes que fizeram o pastor da notícia renunciar o movimento evangélico simônico.

      Excluir
    23. Nao e atoa que o proprio Cristo era chamado de ateu em sua epoca. Curioso e ver as semelhancas entre o farisaismo e o protestantismo , ambos surgiram como movimento de cuidado da fe, ambos se disseram protetor da verdade, ambos se tornaram intolerantes e cheio de rituais escondendo a verdadeira boa obra, ambos crucificam.

      Excluir
    24. Nao entendo porque os multiateus ( crentes que acreditam em um so deus e nao creem nos demais) se importam e se incomodam tanto com os holoateus( descrentes em qualquer Deus) e dai, se gondim é ateu, gay, salafrario, gostamos dele, e vcs do edir macedo, cada um fica com a inteligencia que lhe atrai.

      Excluir
    25. Fazendo um paralelo do cristianismo atual com o cristianismo do passado podemos afirmar que:

      Malafaia representa o cristão que queria a morte do herege porque essa “Verdade Bíblica” precisava ser obedecida e Gondim o cristão que via um Bem Maior em não matar o herege.

      Malafaia representa o cristão que queria a permanência da escravidão porque essa “Verdade Bíblica” precisava ser obedecida e Gondim o cristão que via um Bem Maior em não escravizar ninguém.

      Malafaia representa o cristão que queria a mulher “sem direitos” porque essa Verdade Bíblica precisava ser obedecida e Gondim o cristão que via um Bem Maior em dar direitos as mulheres.

      Mas hoje Malafaia não quer a morte do herege, nem a escravidão e nem a mulher “sem direitos”?

      Ver o Bem Maior depois que uma Verdade Bíblica foi exterminada é fácil. Repudia-la depois que, através de outras interpretações, ganhou o rótulo de “isso não é e nunca foi Verdade Bíblica” é fácil.

      Porem Gondim representa o cristão que vê o Bem Maior enquanto uma Verdade Bíblica ainda esta com o rótulo de Verdade Bíblica.

      Por isso sou mais Gondim.

      E infelizmente as marionetes de Malafáia não querem ver ... e pior, consideram-se marionetes de Jesus.

      Excluir
    26. amor correspondido26 de abril de 2012 04:24

      Vejam só.

      Os ateus, que normalmente desprezam/odeiam o cristianismo, agora resolveram eleger o Ricardo Gondim como "messias", "cristão autêntico", representante do "verdadeiro cristianismo".

      Gondim é o tipo de "cristão" que os ateus amam.

      Não é à toa, já que o pseudo-pastor gosta de puxar o saco de ateus e gays também, além de atacar bastante os cristãos e o próprio cristianismo.

      Afinidade total.

      Excluir
  2. A Arrogância da Oração
    Emil M. Cioran


    (Senhor, dá-me a faculdade de
    jamais rezar, poupa-me a
    insanidade de toda adoração, afasta
    de mim essa tentação de amor que
    me entregaria para sempre a Ti. Que
    o vazio se estenda entre meu
    coração e o céu! Não desejo ver
    meus desertos povoados com Tua
    presença, minhas noites tiranizadas
    por Tua luz, minhas Sibérias
    fundidas sob Teu sol. Mais solitário
    do que Tu, quero minhas mãos
    puras, ao contrário das Tuas que
    sujaram-se para sempre ao modelar
    a terra e ao misturar-se nos assuntos
    do mundo. Só peço à Tua estúpida
    onipotência respeito para minha
    solidão e meus tormentos. Não
    tenho nada a fazer com Tuas
    palavras. Concede-me o milagre
    recolhido antes do primeiro
    instante, a paz que Tu não pudeste
    tolerar e que Te incitou a abrir uma
    brecha no nada para inaugurar esta
    feira dos tempos, e para condenar-
    me assim ao universo, à humilhação
    e à vergonha de existir.)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já conhecia essa "oração", gosto muito dela.

      Excluir
    2. Isaías 5:20: "Ai dos que ao mal chamam bem, e ao bem mal; que fazem das trevas luz, e da luz trevas; e fazem do amargo doce, e do doce amargo!"

      Excluir
    3. Isaías 45:7 "Eu formo a luz e crio as trevas; eu faço a paz e crio o mal; eu, o SENHOR, faço todas essas coisas."
      Interessante, muito interessante.

      Excluir
    4. Números 25:4 – "disse, pois, o Senhor a Moisés: Toma todos os cabeças do povo, e enforca-os ao Senhor diante do sol, para que a grande ira do Senhor se retire de Israel.".

      O Deus Cristão é puro amor.

      Excluir
    5. nosso Deus não é de brincadeira ele fala sério.

      Excluir
  3. Pobre pastor gayzista, vigarista incompreendido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu vou perguntar mais uma vez, porque essa obsessão doentia com gays?(daqui a pouco vem o comunismo, o aborto e outras coisas) Porque trazer um assunto que não tem nada a ver com post? É serio o que tem de errado com vocês? E porque Gondim seria um vigarista? Por relevar que no movimento evangélico tem seres-humanos corruptíveis? Seres – humanos que não estão imunes aos defeitos humanos da ganância e do preconceito. Aprenda senhor Tristinho o ser - humano é corruptível, nenhum humano é imune a erros.

      Excluir
    2. Pobre Olog-Hai, em sua completa ausência de atributos intelectuais, vem em sites alheios excretar suas asneiras, talvez para obter um pouco de atenção.

      Excluir
    3. Gondim terá o mesmo destino q Miguel de Serveto, será queimado(metáfora) por ousar ser diferente.

      Excluir
    4. Existe a possibilidade da homofobia ser desejo reprimido, pode ser uma reação de quem se identifica com o grupo, mas não aceita isso. Não digo que seja o caso do tristinho, mas se for, talvez aí esteja a razão de ele ser tristinho...

      Excluir
  4. Interessante o que ele escreveu, da até para sentir a decepção dele ao perceber que o que ele lutou e se dedicou por anos se tornou “corrompido”.

    ResponderExcluir
  5. O que me admira nele é a sua honestidade em admitir que errou, que jogou todas as suas fichas numa aposta furada, e que quer seguir em frente. Pessoas assim têm que ser admiradas, sejam atéias ou não. Ass: Winston Smith

    ResponderExcluir
  6. Anônimo das 9:35 PM, por favor me explique o porque do uso da palavra "ateugayzista", por que vocês insistem em colocar os gays no meio de tudo? É um "ritual" de vocês também? Eu já estou de saco cheio de associarem ateus a comunistas e gays, não obstante as inúmeras explicações de que isso é uma falácia. Vocês não se cansam de cagar no tabuleiro, não? Ass: Winston Smith

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Eu já estou de saco cheio de associarem ateus a comunistas e gays"

      Não culpe os outros. São os ateus que gostam de se associar e de estabelecer parcerias e conchavos com comunistas e gays, como demonstram a História e os fatos recentes.

      Excluir
    2. Winston, esse cara é maniaco neurótico, de nada adianta tentar argumentar.

      Excluir
    3. Sobre comunismo eu não sei mais sobre homossexuais é uma luta deles , defendemos os direitos humanos porque eles são cidadãos como você e não se esqueça que você talvez não vai pro inferno segundo tua religião porque um suposto homem morreu por você , então lembra que teu lugar era o inferno se não fosse a salvação que você crê. Você não iria deixar de ir pro inferno só por ser hetero se não tivesse sido a tal suposta salvação o que faz com que você não seja melhor que ninguém que você julga.

      Excluir
  7. Anônimo das 9:35 PM, por favor me explique o porque do uso da palavra "ateugayzista", por que vocês insistem em colocar os gays no meio de tudo? É um "ritual" de vocês também? Eu já estou de saco cheio de associarem ateus a comunistas e gays, não obstante as inúmeras explicações de que isso é uma falácia. Vocês não se cansam de cagar no tabuleiro, não? Ass: Winston Smith

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. My preeeeeeecious!
      O Shiroyasha já explicou isso antes...

      Excluir
    2. Sim, eu já expliquei.

      Parece que eles têm um mantra que recitam sobre os gays, que é assim:“my own, my love... my... preciousssss”

      Excluir
    3. De fato, já foi explicado:

      Anônimo Apr 20, 2012 10:07 PM

      "Eu já estou de saco cheio de associarem ateus a comunistas e gays"

      Não culpe os outros. São os ateus que gostam de se associar e de estabelecer parcerias e conchavos com comunistas e gays, como demonstram a História e os fatos recentes.

      Excluir
    4. A questão ,caro Winston,é que eles não possuem argumentos coerentes e decentes.Aí recorrem a essa repetição enfadonha dessa falácia Ad Hitlerum quando essa se adequaria melhor a eles próprios.Essa gente não se enxerga!.

      Excluir
    5. Ah, quando não é o Ad Hitlerum é o Ad Stalinum.Os caras conseguem se contraditórios até nas suas falácias.

      Excluir
  8. eles têm como obrigação de manter este lado egoísta e egocêntrico que é uma das características do ser humano bastando para eliminarmos nos-desprermos de dogmas e doutrinas, pois as mesmas não definem carater e moral de ninguém.Somos humanos e sabemos da nossa imperfeição, que tal ao invés de atacá-las diretamente não convivemos com elas para aprendermos mais sobre o assunto.Quando estudamos devemos prestar atenção avaliarmos os prós e os contras sobre o resultado de tal ação agirmos conforme a nossa razão manda.

    ResponderExcluir
  9. Esse videozinho abaixo é bem oportuno e pertinente

    http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=QLsQroiqlbE


    tem lá no blog (além de outras coisas bem legais)

    http://ateismoepeitos.tumblr.com/


    Charles

    ResponderExcluir
  10. Eh uma pena que ele nao tenha saido porque descobriu que tudo sao crendices tolas.
    Se ele estudar e ler a Biblia de verdade talvez no proximo texto vai estar rindo do que acreditava.

    ResponderExcluir
  11. Foi o melhor que ele fez. =D

    ResponderExcluir
  12. Demais,

    Por incrível que pareça seu gesto é de um verdadeiro cristão. Um livre pensador. Parabéns.Força.

    ResponderExcluir
  13. É sempre conveniente ter um quinta-coluna infiltrado, tipo lobo em pele de ovelha, atacando o Cristianismo por dentro, como um câncer.

    Nossa, esse só sabe repetir Olavo de Carvalho. Fanatismo puro.

    ResponderExcluir
  14. Fazendo um paralelo do cristianismo atual com o cristianismo do passado podemos afirmar que:

    Malafaia representa o cristão que queria a morte do herege porque essa “Verdade Bíblica”
    precisava ser obedecida e Gondim o cristão que via um Bem Maior em não matar o herege.

    Malafaia representa o cristão que queria a permanência da escravidão porque essa “Verdade Bíblica” precisava ser obedecida e Gondim o cristão que via um Bem Maior em não escravizar ninguém.

    Malafaia representa o cristão que queria a mulher “sem direitos” porque essa Verdade Bíblica precisava ser obedecida e Gondim o cristão que via um Bem Maior em dar direitos as mulheres.

    Mas hoje Malafaia não quer a morte do herege, nem a escravidão e nem a mulher “sem direitos”?

    Ver o Bem Maior depois que uma Verdade Bíblica foi exterminada é fácil. Repudia-la depois que, através de outras interpretações, ganhou o rótulo de “isso não é e nunca foi Verdade Bíblica” é fácil.

    Porem Gondim representa o cristão que vê o Bem Maior enquanto uma Verdade Bíblica ainda esta com o rótulo de Verdade Bíblica.

    Por isso sou mais Gondim.

    E infelizmente as marionetes de Malafáia não querem ver ... e pior, consideram-se marionetes de Jesus.

    ResponderExcluir
  15. Ricardo Gondim se fazendo de vítima, o pior é que com toda essa magoa após ter feitos declarações no mínimo tolas trai o Nazareno. Isto é também profético e no mínimo, como dizem os ateus típico. Coisa dos apostatas dos últimos dias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc nao refutou NENHUMA linha das palavras de Ricardo Gondim.

      Vc apenas limitou-se a critica-lo, com as suas palavras raivosas e cheias de odio.

      É por causa de pessoas como VOCE, que Ricardo Gondim prefere se desligar do meio evangélico.

      Vc é apenas um reles crente com muito odio por quem nao compartilha de suas crenças e superstições.

      Excluir
  16. Sou cristão , e nunca jamais pensei em abandonar a Jesus mesmo em meio as fraquezas e lutas. Já fiz parte de tres denominações evangélicas e estou caminhando para a quarta e se Deus quiser não pararei aí. Tenho conciencia de que homens são falíveis, mas a minha fé não está em homens, está na rocha.

    Talvez este Ricardo Gondim com toda sua intelectualidade não teve olhos para isso.

    "Em Deus está a minha salvação e a minha glória; a rocha da minha fortaleza, e o meu refúgio estão em Deus." Salmos 62:7

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dá para ver a sua "qualidade" de cristão !

      É so ler as palavras que vc deixou neste blog.

      Cada dia pior, com as suas palavras de odio, raiva, intolerancia, discriminacao, preconceito, injurias, insultos, calunias, mentiras, falsidades, maldade, perversidade, vingança, desonestidade, ignorancia, estupidez, etc..

      Vc é tudo isso. Ninguem te considera boa pessoa.

      Todo mundo te conhece e sabe que tipo de gente vc é. O seu conceito perante a todos é bem baixo. Muito baixo.

      Hora de vc se reavaliar e mudar a sua postura moral e etica. Vai levar muitos anos ate vc chegar ao nivel moral de uma pessoa decente.

      Excluir
    2. Eu em algum momento me dirigi a voce pessoalmete ABBADON?

      Me odeia por falar a verdade?

      Não me dirigi em meus comentarios ao Ricardo Gondim o personagem do post em questão? Coisa que voce não fez.

      Mas agora me dirijo a voce.

      Vai procurar a tua turma, pois quando o diabo não vem, manda o secretario.

      Excluir
    3. Ooohhhh o servo de Jesus ficou bravinho! Agora vai fazer o que, mandar duas ursas nos matar ou serão as terríveis hemorróidas de ouro?

      Excluir
    4. Filho de Abraão, você escreveu sobre Ricardo Gondim e não para ele. Você não específicou para quem escreveu. Se você estivesse lendo um e-mail, nem eu, nem o Abbadon, nem a Shiroyasha poderíamos nos meter.

      Excluir
    5. Analista man, acho que o correto seria "nem O Shiroyasha". ;)

      Excluir
    6. Quê isso?!?!

      Como é possível que, em pleno século 21, alguém ainda diga que o certo é "o" fulan@ em vez de "a" fulan@??

      Isso é preconceito, discriminação de gênero, homofobia! Não pode!

      Os papéis de gênero são construções sociais preconceituosas, e nosso trabalho é desconstruí-las! "o" e "a" são a mesma coisa, são equivalentes e têm os mesmos direitos!

      Não podemos mais aceitar nenhum tipo de discriminação!

      Direitos iguais!

      Excluir
    7. /\ Dorgas?
      Esses trolls multifacetados me fazem rir. ;)

      Excluir
  17. Abbadon

    Nem vale a pena perder seu tempo com esse fda.

    Nem interpretação de texto ele consegue compreender.

    Esse fda acha que o Gondim se tornou ateu.

    ResponderExcluir
  18. É uma decepção ver uma pessoa que já conheceu a palavra de Deus, como esse Gondim, e depois voltar-se contra ela.

    Creio que Gondim foi convencido da palavra de Deus; mas ele não teve a revelação da palavra -- o que é diferente.
    Uma pessoa que viveu no meio evangélico e realmente teve experiêcia com o Espirito Santo, crer piamente na existência do Deus Altíssimo.

    É muito comodo achar que algém vai se tornar evangélico e todos os seus problemas vão acabar; não é bem assim. Jesus suportou as afrontas: de ser traído, de ser cuspido na cara, de ser chicoteado, de levar o peso da cruz e, por fim, de ser crucificado.

    Então, voçê pastorsinho, não quer sofrer afronta nenhuma, é? Muito, muito cômodo!
    "11Palavra fiel é esta: que, se morremos com Ele, tmabém com Ele viveremos; 12Se sofrermos, também com Ele reinaremos; se o negarmos, também Ele nos negará. 2Timóteo 2:11-12"

    E mais:

    "E dizia a todos: Se algém quer vir após mim, negue-se a si mesmo e tome cada dia a sua cruz, e siga-me. Lucas 9:23"

    Pastorsinho, Gondim, Servir a Jesus requer renúncia e até sacrificio -- coisas que o senhor, pelo jeito, não está disposto a fazer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não,Roberto,ele não se voltou contra a palavra de Deus ou contra Deus,não se faça de desentendido,porque é feio.Gondim se voltou contra os VIGARISTAS que se dizem representantes de Deus aqui na terra e contra seus planos de dominação do Estado usando os meios políticos.Simples,não?Será que você não entende?

      Excluir
  19. Não vou mudar ou rever o que eu disse anteriormente. É difícil encarar as situações que se nos apresenta e fácil de fugir pela tangente -- como fez o Gondim: --Dá licença que eu vou ali beber água! -- e não voltou mais.

    É isso mesmo, Gondim: voçê fugiu, voçê caiu fora!

    Nós evangélicos somos perseguidos por todos os lados, inclusive dentro da própria Igreja por pessoas que ainda não foram totalmente libertas. O que devemos fazer é ficarmos firmes no nosso lugar, e cotinuarmos a pregar e a difundir o Evangelho para a conversão e salvação das almas. Precisamos fazer a diferença.

    ResponderExcluir

Postar um comentário