quinta-feira, 28 de abril de 2011

Atrofia-se braço que devoto mantém erguido há 38 anos

Bharati Amar abandonou emprego e família
O indiano Bharati Amar (foto) garante que mantém seu braço direto erguido há 38 anos em devoção a  Shiva. Há fotos mostram que seu braço se atrofiou. Virou uma haste de osso e pele com unhas retorcidas.

Em 1970,  Amar teria se sentido culpado por ter uma boa vida de classe média e largou o emprego, a mulher e três filhos para se dedicar à divindade. Perambulou aos farrapos por estradas com um tridente de metal (a trishula), dependendo da caridade para comer.

Três anos depois, cismou que ainda não era merecedor de Shiva, que é o deus da destruição da ignorâncias, entre outras coisas, e decidiu algo mais radical: ergueu o braço. Amar suportou não só o incômodo da posição, mas também dores. Hoje, ele mal sente o braço. 

Os indianos estão habituados com religiosos que se sacrificam pelas suas divindades por intermédio de bizarrices (do ponto de vista Ocidental). Tem gente que nunca toma banho, outros ficam sem comer por longo tempo e há quem durma de olhos abertos.

Mas a radicalidade de Amar superou a todos.

Ele se tornou um “homem santo” admirado por devotos de Shiva. Consta que alguns deles também levantaram o braço.

Shiva é o deus da transformação e da destruição da ignorância.
Seu tridente significa inércia, movimento e equilíbrio
Com informação e foto de Oddity Central.







Morre de doença religioso indiano famoso pelo seu poder de cura
abril de 2011
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...