Deputado gay é ameaçado de morte no Twitter por supostos evangélicos

Resposta do deputado Jean Wyllys
O militante gay e deputado Jean Wyllys (PSOL) recebeu hoje (18) pelo Twitter três ameaças de morte de supostos evangélicos. Diz uma delas: "É por ofender a bondade de Deus que você deve morrer". Outra: "Cuidado ao sair de casa, você pode não voltar". A terceira: “"A morte chega, você não tarda por esperar". 

O deputado acredita que as ameaças tenham partido de fanáticos religiosos. “Esses religiosos homofóbicos, fundamentalistas, racistas e enganadores de pobres pensam que me assustam com ameaças de morte!”, escreveu ele no Twitter.

Wyllys responsabilizou os pastores por essas “pessoas doentes” porque “eles as conduzem demonizando minorias”. Informou que vai acionar as autoridades para que os autores da ameaça seja penalizados.

Escreveu: "Vou recorrer à Justiça toda vez que alguém disseminar o ódio racista, misógino e homofóbico no Twitter, mesmo que seja em nome de seu deus".

Defensor da união civil entre casais do mesmo sexo, o ex-BBB se elegeu com uma campanha de defesa dos homossexuais. Ele acredita que se tornou um “alvo fácil” dos fanáticos religiosos pelo fato da celebridade que obteve com o reality show da Globo.

Com informação do Twitter de Jean Wyllys.

Deputado gay reage aos evangélicos questionando contas das igrejas.
fevereiro de 2011

Casos de homofobia.      Casos de fanatismo religioso.