Umbandista polêmico critica sacrifício de animais



O umbandista Igor Santos têm sido uma voz discordante entre os sacerdotes de religiões de matriz africana, porque não aceita o sacrifício de animais em rituais.

Para ele, na verdadeira umbanda não há essa prática.

“Se entrar em um terreiro de umbanda e vir o sacrifício de um animal, você considere que isso não faz parte da religião.”

Ruthneia Vieira, do Centro Nacional de Africanidade e Resistência Afro-Brasileira, não só defendeu o sacrifício de animais como argumentou que se trata de ritual de várias religiões, incluindo o cristianismo.

“Na Bíblia, há diversas passagens em que os animais são usados em sacrifícios a Deus, desde Caim e Abel.”

Ela argumentou que os umbandistas consomem os animais que sacrificam, diferentemente do que ocorre com outras crenças.

Para protetores de animais, isso não valida a matança de animais em terreiros.

Shayanna Camelo, de uma ong de adoção e resgate de animais abandonados do Rio, por exemplo, afirmou que o sacrifício religioso, tanto como outros, causa sofrimento aos bichos.

Oferenda aos orixás

Com informação de “O Dia”.

Envio de correção


Terreiros dizem que crítica a sacrifício de animais é racismo


Semelhantes

Postagens mais visitadas deste blog