Paulopes

Religião, ateísmo, ciência, etc.

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Justiça inclui humanismo no ensino religioso do Reino Unido

Prevaleceu a decisão que
contempla a pluralidade 
O Supremo Tribunal da Grã-Bretanha determinou a Nicky Morgan, ministra de Educação, que inclua o humanismo na disciplina estudos religiosos das escolas de nível médio.

De acordo com o novo currículo anunciado pelo governo no início do ano, essa disciplina tem como foco o cristianismo, catolicismo, islamismo, hinduísmo, judaísmo e sikhismo.

Com ajuda da Associação Britânica Humanista, três famílias recorreram à Justiça com o argumento de que a decisão de Morgan não atende à pluralidade da sociedade.

No entendimento da Justiça, Morgan errou ao estabelecer que os estudos religiosos, pela nova orientação, cumpria na “totalidade” o dever do Estado a propósito da formação dos estudantes sobre esses temas.

A Justiça sentenciou que o todo da compreensão das religiões só poderá alcançado abordando-se também o ponto de vista não religioso.

Andrew Copson, diretor executivo da Associação Humanista, afirmou que está ansioso para colaborar com a fiscalização das autoridades de modo que a determinação judicial seja cumprida.

No Brasil, de modo geral, o ensino religioso, ainda que facultativo, é uma espécie de proselitismo católico.

Com informação do The Guardian.





MEC critica ensino religioso em proposta para novo currículo


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...