sexta-feira, 17 de abril de 2015

Ateia é ameaçada nos EUA por não querer 'Homem Bíblia' em escola

Pregador tinha acesso
aos estudantes durante
o período das aulas
Uma ateia que mora em Altamont, no Tennessee (EUA), está sofrendo ameaças de violência nas redes sociais porque, após ter reclamado, a direção da escola de ensino fundamental de seu filho cancelou a visita do pregador Horace Turne, conhecido como “Homem Bíblia”.

Entre outros cristãos, os autores das ameaças seriam pais que ficaram descontentes com a decisão da escola, embora houvesse autorização para o “Homem Bíblia” fazer o seu proselitismo após o horário escolar.

Esses pais argumentaram que seus filhos ouviam as pregações como “voluntários”. A mãe Ann Partain, por exemplo, afirmou que os estudantes não cristãos não eram obrigados a ouvir Turner. “Eles tinham uma escolha.”

Mas a mãe ateia afirmou que seu filho desconhecia que as pregações não eram obrigatórias.

Rebecca Markert, advogada da Fundação para Liberdade de Religião, argumentou que a criança que opta por não participar de algo na escola pode sofrer o bullying do ostracismo.

Ela disse que a pregação do “Homem Bíblia” na escola é inconstitucional mesmo fora do horário de aulas porque os Estados Unidos são um país laico.

O pregador começou a aparecer mensalmente na escola a partir de setembro de 2014. Novembro foi uma exceção.

A ateia pediu à imprensa que não divulgasse o seu nome por causa do teor das ameaças.

Ela disse que não consegue entender a quantidade de ódio que “há em amorosos corações cristãos”.

Com informação das agências.





Professores impõem suas crenças em escolas laicas


Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...