sexta-feira, 6 de junho de 2014

Evangélicos se destacam em site americano de adultério

Cristãos são 70,5%;
agnósticos, 2%; 
e ateus, 1,4%
Os evangélicos compõem a maior parcela entre os cristãos afiliados ao site americano Ashley Madison, que se destina a homens e mulheres que procuram parceiros para ter relacionamento extraconjugal.

Embora afirmem seguir com maior empenho os ensinamentos bíblicos, os evangélicos representam 25,1% dos afiliados do site. Em seguida vêm os católicos (22,75%) e protestante (22,7%).

As informações são de uma pesquisa que o Ashley Madison fez com 63 mil afiliados.

O site, que tem uma versão em português, diz que é “o líder mundial em encontros discretos para pessoas casadas”. Seu slogan é “A vida é curta. Curta um caso”. Afirma ter mais de 26 milhões de afiliados em todo o mundo.

Agnósticos e ateus estão entre os menores grupos de adúlteros, representando em relação ao total do site 2% e 1,4%, respectivamente.

Na sequência dos grupos dos religiosos estão mórmons (1,6%), muçulmanos (1,5%), judeus (1,4%), Testemunhas de Jeová (0,5%) e hindu (0,3%).

De acordo com a pesquisa, 32% das mulheres e 24% dos homens rezam regularmente. Apenas 18% dos homens e 11% das mulheres consideram a traição um pecado.

Na interpretação de Noel Biderman, fundador do site, a religião está se tornando irrelevante quando uma pessoa decide ter um caso extraconjugal.

Com informação do Daily News.





Nos EUA, cristãos conservadores se divorciam mais que ateus
agosto de 2011


Postar um comentário

Posts mais compartilhados na semana

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...