Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

sexta-feira, 30 de maio de 2014

Mulher segue ordem de Deus a Abraão e mata filha de 2 anos

Kimberly Lucas decidiu matar Elliana após
ter ficado impressionada com uma pregação 
Kimberly Lucas (foto), 40, ficou impressionada no culto de domingo (25) com a pregação da pastora Lea Brown (na foto abaixo), da Igreja da Comunidade Metropoliana, da Flórida, sobre a ordem de Deus a Abraão para que matasse seu filho como prova de temor a Ele. Gênesis 22 diz que no último instante, quando Abraão ia matar Isaque, seu único filho, apareceu um anjo e disse não haver mais necessidade do sacrifício porque Deus já tinha se dado por satisfeito.

Vinte a quatro horas depois do culto, Elliana Jamason (foto), filha de 2 anos de Kimblerly com um ex-parceiro, foi morta pela mãe, sem que aparecesse algum anjo para impedir a crueldade. A menina teria se recusado a tomar um comprimido de tranquilizante e, por isso, a mãe a afogou.

"O sermão de Lea realmente me tocou ontem [domingo], mas Deus nunca me disse para parar [desistir de matar a filha]”, escreveu a devota em seu computador.

Decepcionada com Deus, Kimberly resolveu se suicidar com tranquilizantes, mas não conseguiu, embora tivesse sido levada para o hospital em estado grave.

Ao prender a mulher, a polícia descobriu que a tragédia poderia ter sido maior, porque Kimberly tentou também sacrificar o seu filho de 10 anos, Ethan. Ela o convenceu a tomar um comprimido para “fazê-lo crescer mais rápido”. Ethan sentiu tonturas e foi para a cama, onde dormiu um pouco, sobrevivendo à dosagem do que seria um comprimido de benzodiazepínico (substância usada em tranquilizantes como Rivotril, Diazepan, Lexotam e Frontal).

Quando acordou, o menino encontrou sua mãe desmaiada perto dele. A porta do banheiro estava trancada. O garoto conseguiu abri-la com uma faca, encontrando sua irmã submersa na banheira. Ele chegou a tentar reanimá-la.

A pastora Lea Brown confirmou ter feito no domingo uma pregação com base no pedido que Deus fez a Abraão para que matasse Isaque. Também disse ter visto no culto Kimberly com seus dois filhos.

Pastora Brown disse que agora
a menina é um "doce anjinho"
“Não havia nenhuma maneira de prever o que ia acontecer”, disse a pastora. "Não há compreensão, não há nenhuma razão, não há nenhuma resposta para o porquê", afirmou. "É uma coisa horrível o que aconteceu com uma criança incrivelmente doce, amorosa e feliz.”

Em uma nota que a igreja publicou na internet, Brown pediu orações à família de Elliana e disse que a menina “agora é o anjinho mais doce de uma grande nuvem” onde de lá conforta a todos aqui da Terra.

Dizendo assim, até parece que, ao menos para a pastora, valeu a pena a menina ter sido assassinada, para que se tornasse um anjinho.

Com informações da CBS, entre outras fontes.





Como Abraão podia ter camelos se eles não eram domesticados?
fevereiro de 2014


Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...