Paulopes

Religião, ateísmo, ciência e astronomia

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Mulher que dirige carro danifica ovários, diz religioso saudita

Lohaidan pediu que as mulheres
sejam "razoáveis" evitando dirigir
O sheik Saleh al Lohaidan (foto), conselheiro jurídico do Ministério da Arábia Saudita, está sendo motivo de gozação na internet porque recorreu a uma explicação “científica” para justificar o dogma muçulmano de que mulher não pode dirigir carro.

O religioso disse que a medicina já provou que a condução de carro eleva as ancas da mulher, o que pode danificar os ovários.

Em consequência disso, segundo ele, as mulheres podem gerar crianças com deficiência física e mental.

Para as mulheres que desafiam a lei islâmica ao dirigir um carro, Lohaidan pediu que fossem “mais razoáveis” e procurem usar “mais a mente do que o coração”.

A Arábia Saudita adota uma interpretação rígia do islamismo e é o único pais que proíbe as mulheres de dirigir. O veto entrou em vigor em 1990.

No país, existem ativistas que desafiam a proibição, saindo às ruas com seus próprios carros. Quando alguma delas é pega em flagrante, há multa para ela e para seu responsável (um homem, o pai ou um irmão mais velho).

Em setembro de 2011, a Justiça condenou Shema a dez chibatadas por dirigir um carro na cidade de Jeddah.

A repercussão internacional da condenação fez o rei Abdullah anular a sentença.

Com informação das agências.

´



Arábia Saudita prende mulher que desafia proibição de dirigir
maio de 2011

Fanatismo islâmico


Postar um comentário

Posts mais compartilhados na semana

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...