Campina Grande tem monumento à Bíblia. Que Estado laico é este?

Prefeito faz monumento para cristãos com dinheiro
dos contribuintes de todas as religiões e dos descrentes
Campina Grande é uma cidade da Paraíba. Tem mais de 387 mil habitantes e fica a 112 km de João Pessoa. Construído com dinheiro público, o monumento foi inaugurado em dezembro de 2011 pelo prefeito Veneziano Vital do Rêgo (PMDB). A foto foi enviada pelo leitor V.

Participe do Concurso de Fotos Que Estado laico é este? e concorra
ao livro "Por que as pessoas acreditam em coisas estranhas"

Religião no Estado laico.

Comentários

  1. Crentes malditos, impondo sua fé ainda que transgrida a lei dos homens.

    ResponderExcluir
  2. Aqui em Sorocaba-SP tem um Totem de concreto na entrada da cidade com os dizeres "Sorocaba é do Senhor Jesus Cristo" ¬¬
    Soubesse a vontade de ter uma Scania e atropelar aquilo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tô afim de fazer um muro novo aqui na frente de casa e escrever uma frase ateísta educada e inteligente. Acho que todo ateu deveria fazer isso, semelhante aquela campanha que queriam veicular nos ônibus. No mínimo já seria um aviso aos que batem a sua porta pra pregar. Se tivesse dinheiro compraria um muro ao lado do totem e colocaria uma frase mostrando que o outro lado existe.

      Excluir
    2. Kakaka , antes fosse do povo trabalhador que ajudou a construir esta cidade , o tal jesus não levantou uma parede se quer nesta cidade como que ela pode ser dele?? E outra este personagem é uma incognita para historia, e já os primeiros cristãos como já esta comprovado por achados arqueológicos que eles não acreditavam em ressureição corporea , estas lendas de nasceu de virgem ,ressuscitou corporalmente só tomou força quando o império romano abdicou pra eles o cristianismo.

      Excluir
    3. Deviam colocar um adicional logo depois dessa frase, ficando assim:

      ------------------------------------------

      "Sorocaba é do Senhor Jesus Cristo"

      "assassinatos em 2011 = 27"

      "furtos em 2011 = 2299"

      "furtos de veículos em 2011 = 371"

      "tráfico de drogas em 2011 = 283"

      "porte ilegal de arma = 101"

      Fonte : G1
      ------------------------------------------

      Alguns crimes diminuiram, outros aumentaram, igual a qualquer outra cidade que "não é do senhor jesus"








      Excluir
    4. Talvez o nome do prefeito seja jesus cristo.

      Governantes adoram achar que são imperadores com mandatos.

      Excluir
  3. Pode ter o monumento desde que feito por cristãos eles compram o terreno o material pagam a mão de obra e etc. Mais não pode ser financiado com dinheiro público , se foi assim esta obra é ilegal e deveria ser demolida mais é claro que jamais fariam isto , mais como se pode observar dentro dos parâmetros legais a obra é ilegal.

    ResponderExcluir
  4. Tipo de monumento que merece ser pichado.

    ResponderExcluir
  5. Por que ele nao deu esse verba que tinha para melhorar a educaçao publica.. Por que pelo que eu sei o ensino publico lá e precario tem dias que chega a nem ter aula por causa de problemas como falta de recurso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Campina Grande é o maior polo tecnológico de América latina, duas universidades uma estadual e outra federal além do instituto federal....dizer que o ensino publico aqui é precário é uma piada.

      Excluir
    2. Ai que burro.. Que eu saiba a universidade federal e de responsabilidade do governo federal e nao do municipio. E nada tem haver com a verba do municipio..

      Excluir
    3. É só consultarmos o IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) das escolas municipais de Campina Grande. Bem, em 2009, o município teve um índice de 2,9 para os alunos das séries finais do Ensino Fundamental, enquanto a média nacional foi de 4,0. Ou seja, a educação de Campina Grande não está precária; está precaríssima. Melhor seria investir em educação, como nosso amigo Tarcísio disse lá em cima. Mas tudo é justificativa para financiar as loucuras desses evangélicos.

      Para quem quiser saber sobre o IDEB nacional (clique aqui e, depois, em pesquisar) e o IDEB de Campina Grande-PB (clique aqui).

      Excluir
    4. Quem tiver dificuldade para consultar o IDEB da cidade de Campina Grande-PB nos links acima, é só acessar http://ideb.inep.gov.br/resultado/ e clicar em município e fazer a pesquisa. É um ótimo recurso para acompanharmos como vai a educação nas escolas em que nossos filhos estudam, na rede de educação e tudo mais. Grato.

      Excluir
  6. Muito bonito o monumento gostei, boa ideia do ''prefeitão moral''

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois do comentário que tu fez ( 15:49 ). Só posso lhe dizer que o que tu acha bonito é problema seu. Ninguém aqui quer saber de seu gosto duvidoso. O que estamos defendendo é a constituição do brasil filhota, mas sou capaz de apostar que tu nem sabe o que é isso.

      Excluir
  7. Um Estado é laico não é um Estado Ateu. Da mesma forma que o governo participou da construção de um monumento Cristão, ele poderia participar de um monumento de qualquer outra religião. Não se pode coibir uma manifestação religiosa.
    Além disso, deve respeitar o fato de existirem pessoas que não acreditem em Deus. Alguns comentários confundem os dois conceitos.
    A URSS era um estado ateu, portanto lá a história era diferente desse caso aqui.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente. Se fosse ateu derrubaria todos os monumentos. Mas o Estado é laico, por isso não pode usar $$$$$$$$ público em obras religiosas.

      Excluir
    2. Tenho percebido que essa frase "Estado laico não é Estado ateu" virou uma espécie de lema na boca de pessoas teístas últimamente. Interpreto isso como sendo a defesa ingenua de quem acabou de ouvir falar pela primeira vez em laico ou laicidade.
      As pessoas que soltam essa pérola estão passando recibo de baixo grau de instrução. Ora, Estado laico é aquele que está perfeitamente equidistante de todas as religiões e também do ateísmo, que para este efeito é equiparado a uma religião.
      Assim, tal frase APENAS faria algum sentido *SE* os governos municipais, estaduais e federal estivessem construindo monumentos e memoriais ao ateísmo e se em nosso dinheiro existisse a inscrição "Deus não existe". Isso não está acontecendo.
      "Estado laico não é Estado ateu" é um exemplo de frase correta e indiscutivelmente verdadeira, mas que não tem a menor aplicabilidade na realidade brasileira contemporânea. Por isso, se você ouvir ou ler alguém usando e abusando desse chavão, pode ter certeza: trata-se de um semi-analfabeto.

      Excluir
    3. "Não se pode coibir uma manifestação religiosa."

      Concordo, mas vá se manifestar na igreja que é lugar pra isso.

      Excluir
    4. Neoateísmo, a nova religião do pedaço. Tão fanática quanto as outras.

      Excluir
    5. Vá fazer manifestação religiosa na sua igreja, com o dinheiro da sua igreja, ao contrário do que você pensa, eu vou defender SEMPRE o seu direito de fazer isso.

      Agora não venha querer fazer manisfestação religiosa com o dinheiro dos meus impostos.

      Excluir
  8. Queria ver se fosse monumnto ao alcorão, os crentes iam fazer aquele escândalo..... Esses governantes estao dirigindo com interpretam a biblia, do jeito que melhor convém!

    ResponderExcluir
  9. Como se denuncia isso no Ministério Público? Ou ao menos como se faz pressão nesse orgão para que ele não se deixe intimidar? Alguém saberia informar?

    ResponderExcluir
  10. Sobre políticos que legislam em prol do proselitismo religioso, Só uma coisa a dizer:
    http://www.youtube.com/watch?v=aIrwfnf0oRI&feature=youtu.be

    ResponderExcluir
  11. Os ateus chineses estão arrebentando nas olimpíadas.

    ResponderExcluir
  12. Car@s,

    Haja paciência...

    Será que essa gente nunca vai aprender a viver numa democracia?

    Mas vamos lá...

    Desde quando um representante, do legislativo ou executivo, está impedido de prestar homenagens a qualquer segmento da sociedade? Caso alguém nesse blog me responda de forma assertiva, ou seja, que está, o mesmo, deve apresentar as bases legais que amparam sua argumentação.

    Vejam bem, quando for do entendimento de vereadores, deputados, prefeitos, governadores etc. que os evangélicos, assim como as instituições às quais pertencem, prestaram relevantes serviços à sociedade, podem sim, render-lhes honrarias.

    Vez por outra, ao adentrar este blog eu fico estupefato, com o grau de desinformação e ignorância, tanto da parte de quem escreve os posts quanto de muitos leitores/comentaristas. Pois ainda não quero crer que seja má fé. O que configuraria uma perseguição implacável aos religiosos.

    Eu poderia elencar, aqui, um sem número de monumentos erguidos nas praças, ou em qualquer outro espaço público, louvando personalidades e grupos sociais que estão muito aquém de serem uma unanimidade.

    Mas vou me dar por satisfeito de apresentar apenas um deles. MUITO MAL COMPARANDO dou como exemplo o monumento aos Bandeirantes, na cidade de São Paulo - Aliás, aqueles obcecados em destruir tudo que for referente à religiosidade CRISTÃ, vão propor, dentro em breve, a mudança do seu nome, pois homenageia um dos Apóstolos do CRISTO JESUS, para muitos estudiosos o maior responsável pela disseminação do cristianismo pelo mundo – quem eram os bandeirantes? Eu tenho uma opinião formada. E posso garantir que não é uma boa opinião.

    Então, caso eu fosse morador de São Paulo, poderia argumentar sobre o porquê de tal “homenagem”? Tendo em vista que sou um cidadão e pago meus impostos e não os considero dignos de homenagens de quem quer que seja. Ora, mais outros consideram que sim e também são pagadores de impostos do mesmo modo que eu.

    Os de bom senso conseguem perceber o absurdo que essa situação poderia acarretar? E ainda tem mais: a qual “juiz” caberia determinar, quem e o que poderia ser homenageado?

    O dia em que vivenciarmos uma realidade desse tipo estará instalado em nosso país um governo totalitário, ideal de muitos, que, paradoxalmente, acusam, de forma generalizada, religiosos de serem autoritários. Essa escória precisa ficar restrita a seus guetos.

    Eu tenho fé em Deus e esperança de que os brasileiros não vão permitir jamais que haja qualquer retrocesso em nossa democracia, isto é, que a democracia seja para todos nós um caminho sem volta.

    Sem mais, abraços!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. mimimimimimimimi

      Excluir
    2. Wellington Gaeto Escola, a base legal é a Constituiçao, que determina a laicidade do Estado. Laicidade significa o Estado nao favorecer nenhuma religião (ou o ateísmo) em detrimento de outra. Se o prefeito deseja ampliar sua popularidade e consolidar sua base eleitoral valendo-se do sentimento religioso de uma maioria, está ele obrigado a fazer o mesmo para todas as outras religiões que existem. Como sao muitas, isso é impossível na prática. A solução, entao, é o Estado cuidar mais da saúde, infra-estrutura, transporte e educação e menos de religião, evitando relações promíscuas com óbvios interesses eleitoreiros. Isso ja acontece em países civilizados como Canadá, Noruega, Alemanha e Japão, mas não acontece em países como Afeganistão, Uganda, Irã e Nigéria.

      um abraço

      Excluir
    3. mimimi-mimimi(2) Ateus malvados!

      Excluir
    4. Se a homenagem tem custo, deveria ser paga por iniciativa privada SEMPRE.

      Quem quer homenagear e julgou o "alvo" digno de homenagem que faça as honras e custeie a bagaça, ora bolas...

      Excluir
  13. As bases legais é a constituição federal da república.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Wellington Gaeto Escola, a base legal é a Constituiçao, que determina a laicidade do Estado. Laicidade significa o Estado nao favorecer nenhuma religião (ou o ateísmo) em detrimento de outra. Se o prefeito deseja ampliar sua popularidade e consolidar sua base eleitoral valendo-se do sentimento religioso de uma maioria, está ele obrigado a fazer o mesmo para todas as outras religiões que existem. Como sao muitas, isso é impossível na prática. A solução, entao, é o Estado cuidar mais da saúde, infra-estrutura, transporte e educação e menos de religião, evitando relações promíscuas com óbvios interesses eleitoreiros. Isso ja acontece em países civilizados como Canadá, Noruega, Alemanha e Japão, mas não acontece em países como Afeganistão, Uganda, Irã e Nigéria.

      um abraço

      Excluir
    2. Quem obriga aquele que é obrigado?

      Excluir
    3. Em tese cabe ao Poder Judiciário, principalmente o STF, que é guardião da CF

      Excluir
  14. Esse Welington Gaetho Escola, ou é muito desinformado ou muito desonesto. Teocracia ferindo a constituição agora é democracia????? Filhinha, vai dar uma lidinha na constituição do seu País, vai. Que vergonha pra esses seguidores do mito!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc Inteligente, ja se deu o trabalho de ler o preambulo da constituição que você cita??? Leia e me diga aonde um teocrata esta ferindo a constituição mané.

      Excluir
  15. O Prefeito não é evangélico e vice dele.

    ResponderExcluir
  16. que porra de estado laico é esse?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o Laico Burro, pois quem não é favor de nenhuma religião é contra todas, mas o Laico não admite isso, o Laico não é contra e também não é a favor.

      Excluir
  17. O Estado é Laico no papel. Tá na hora de cada um se preocupar com os próprios problemas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aí que ta! Defender a constituição é problema de cidadãos de bem.

      Excluir
  18. Caros anônimos , 4 de agosto de 2012 18:46, 4 de agosto de 2012 19:08 e 4 de agosto de 2012 19:20

    A assertiva de vocês não procede. Não há nenhuma inconstitucionalidade em prestação de homenagens, por parte do poder público, à religião e/ou religiosos. Desde que sigam os tramites legais. Caso sejam propostas pelo executivo devem passar pelo crivo das casas legislativas. E muitos legisladores costumam propor homenagens, medalhas de honra ao mérito, por exemplo, à pessoas e instituições que também são avaliadas pelos seus pares.

    Eu tenho exemplos infindáveis sobre essa questão, além dos que já apresentei. Todavia, vou destacar mais dois deles, Duque de Caxias, patrono do exército, para muitos pode ser merecedor de homenagens e para outros tantos não. No entanto, o que não faltam são ruas praças e tudo mais com seu nome. O Congresso Nacional, salvo engano, recentemente, prestou homenagens a uma denominação religiosa protestante.

    Esse monumento à Bíblia não passa de uma homenagem aos evangélicos e nada mais. Meus caros, se alguém não suporta a mais singela referência ou homenagem aos religiosos, podem ter certeza, a semente da INTOLERÂNCIA está latente nessa pessoa.

    Caro anônimo 4 de agosto de 2012 21:26,

    Eu não considero que ateus, agnósticos e/ou céticos sejam “malvados”, muito pelo contrário, vou citar dois de saudosa lembrança. Darcy Ribeiro, político e antropólogo, era um ateu declarado. Entretanto, segundo conta Leonardo Boff, um religioso, no fim da sua vida, tiveram excelentes conversas. Com muitas “estórias” hilárias. Eu tive um professor, na faculdade, que fazia questão de dizer que era ateu. Esse mesmo professor dizia que nós precisávamos ouvir os Cantos Gregorianos que, segundo ele, eram de muito bom gosto.

    O que eu abomino são antirreligiosos e antiteístas que querem extirpar a religião da sociedade. Essas pessoas são uma ameaça ao Estado Democrático de Direito.

    Caro Reges,

    Não concordo com você pelos motivos expostos acima. Além do mais, homenagens fazem parte do bom convívio em sociedade. Creio que sejam saudáveis.

    Finalmente, eu quero repetir uma frase, que para mim já se tornou uma máxima, da maior relevância: “Estado laico não é Estado ateu.” Para entender essa afirmativa eu deixo o seguinte link:

    http://www.conjur.com.br/2012-mar-21/estado-laico-nao-sinonimo-estado-antirreligioso-ou-laicista

    É um texto conciso, objetivo e direito. Ideal para aqueles que pretendem formar uma opinião imparcial sobre o tema.

    Abraços!!

    ResponderExcluir
  19. Esse é daqueles que fazem birra mas não querem realmente saber o que é laicidade.E ainda cita Duque de Caxias! Ou é desonestidade demais!

    ResponderExcluir
  20. Caro Welington Gaetho Escola,Ninguém é contra a homenagem aos evangélicos, desde que seja em terreno deles e com dinheiro deles. Se o Estado fizesse uma homenagem aos ateus, eu também seria contra.Não cabe ao Estado homenagear credo ou ausencia dele, ainda que passe pelos ditos tramites. Pra isso existe o Ministério Público: para fiscalizar.

    ResponderExcluir
  21. HAHAHAHAHA, estado laico é onde o governante não impõe uma religião, portanto, qualquer cidadão tem o direito de seguir o que ele quiser ... não tem nada a ver com construir monumentos religioso xD. Vá ler o significado da palavra, antes de falar merda.

    ResponderExcluir
  22. Prezado Anônimo: 5 de agosto de 2012 22:03,

    Cabe ao Estado homenagear quem os seus representantes quiserem. É claro que nenhuma homenagem terá a unanimidade da sociedade.

    Monumentos podem homenagear pessoas, instituições, ideais, etc.

    Welington Gaetho Escola se pronunciou de forma muito educada, elegante e convincente, ao contrário de alguns anti-religiosos que tiveram seus chiliques.

    Como é difícil para alguns discordar ou concordar de forma inteligente e educada...

    ResponderExcluir
  23. Que o Estado construir e manter monumento religioso é violação da laicidade, isso não há dúvida: além da subvenção da atividade religiosa (pois o símbolo serve como forma de transmissão de mensagem religiosa, e em especial cristã) que vedado pela Constituição Federal, opera-se a confissão – que é o oposto da laicidade do Estado.

    Isso é basilar: basta um pouco de estudo em doutrinas sobre o princípio da laicidade para observar que, com raras exceções pontualíssimas (e totalmente teratológicas), o Estado não pode construir adornos religiosos.

    O Estado, ao contrário dos indivíduos, deve agir estritamente ligado ao princípio da legalidade, ou seja, agir ou deixar de agir calçado nas previsões legais, e não de acordo com vontades pessoais. O Estado não possui mera liberdade de agir de acordo com interesses privados de seus agentes políticos, nem mesmo quando há discricionariedade: a Lei sempre vai pautar suas ações. Até porque os agentes políticos não podem usar o Estado como maquina para agir de acordo com o interesse privado: há outro princípio, o da impessoalidade, que impede que o Estado não venha agir (ou deixar de agir) se não for para o interesse público, e não ao interesse de determinadas pessoas (interesse privado). Há vedação constitucional para que o Estado faça às vezes da atividade religiosa em geral, e dentro delas a construção e exposição de simbologia estritamente religiosa. Qualquer democracia democrata que se preze sabe que o Estado não tem liberdade de fazer ou deixar de fazer senão em virtude de Lei.

    Portanto, se a Constituição veda a construção e manutenção de símbolos religiosos, baseado no princípio republicano (e democrático) da laicidade, tal monumento é pura demonstração da inconstitucionalidade da Administração Pública deste Município.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em tempo: as raras exceções citadas são nas doutrinas. Essas que são teratológicas...

      Excluir
  24. Igor, então o preambulo da constituição esta violando o estado laico que ela (constituição) afirma? Ou como pode o estado rogar a proteção divina se ao mesmo tempo tem que ignora-la?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O preâmbulo constitucional não é norma constitucional, ou seja, não possui relevância jurídica e não faz parte do corpo constitucional¹. Trata-se de simbologia meramente política (e na expressão citada é religiosa), onde os legisladores originários – e não o Estado brasileiro, nem todos os brasileiros – resolveram manter a “tradição” das constituintes anteriores de evocar a crença da maioria dos parlamentares, que é o deus cristão (católico se considerar o motivo histórico dessa inscrição).

      Foi uma enorme falha, para não se dizer mais, e sim, vai de encontro com o princípio da laicidade. Principalmente em um momento de reafirmação das liberdades e dos direitos individuais, da democracia e das instituições republicanas, onde deveria reconhecer que o sentimento religioso é da mais pura esfera íntima do indivíduo, e que simbologias expressam carga sentimental e valorativa. A inscrição não deveria ter sido adotada, simplesmente mantendo a não-expressão como forma de neutralidade, e assim o Estado não faz nenhum juízo de valor positivo ou negativo sobre as religiões – mesmo que não seja por norma, e o preâmbulo seja uma expressão do legislador originário.

      O STF inclusive já decidiu na Ação Direta de Inconstitucionalidade 2.076-5 que a alocução não tem valor normativo nenhum. Assim sendo, a Constituição não está arrogando a proteção divina, valendo o artigo 19, inciso I e outros que trazem o princípio da laicidade à tona.

      ¹ Essa última parte encontra entendimento contrário na doutrina do direito constitucional, todavia, a justificativa é um tanto vazia, pois os alegados “princípios” que ali se encontram (liberdade, igualdade, etc.) seriam mera repetição do que já está na própria Constituição (bis in idem). E os princípios ali descritos não são nenhuma novidade nas democracias modernas. Então o que o preâmbulo representaria de enorme importância? A meu ver, o entendimento é muita forçada filosófica.

      Excluir
  25. Sabe de uma coisa! E QUE DEUS PARA SEMPRE SEJA LOUVADO...

    ResponderExcluir
  26. Neoateístas, religiosos mais fanáticos que os crentes neopentecostais.

    ResponderExcluir
  27. Em Fortaleza-CE , a autodenominada "marxista esotérica" (combinação mais exdrúxula), Luizianne Lins, do PT, erigiu diversas estátuas de Maria em toda a cidade.

    ResponderExcluir
  28. ...deus seja lavado...

    ResponderExcluir
  29. Deus não gosta de crentes fanáticos como vc, ele gosta de pessoas imparciais que respeitam as diferenças e vivem sem se entrometer na vida alheia ou atrapalhar alguma causa igualitaria, o deus que vc acredita é sadico, vc vai pro inf.....

    ResponderExcluir
  30. O EvanjeBURROS lambe piroca de PASTor ateismo não é RELIGIÃO, é acreditar na ciencia.

    ResponderExcluir
  31. O monumento ficou HORROROSO, RIDICULO muito FEIO

    ResponderExcluir
  32. Imagem evangélica pode ? Monumento a Bíblia pode ? Isto não é idolatria ? Acaso é a Bíblia maior do que seu criador ?

    ResponderExcluir

Postar um comentário