Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Polícia prende cinco pastores que vendiam veículos e não entregavam

A Polícia Civil do Rio Grande do Sul prendeu hoje em três Estados cinco pastores da Assembleia de Deus acusados de venderem veículos (com preços bem abaixo em relação aos de mercado) e não os entregarem. Pelo menos 40 pessoas caíram no golpe, incluindo um policial da cidade gaúcha de Veranópolis.

Na operação “Deus tá vendo”, a polícia, após 11 meses de investigações, prendeu dois pastores em Itajaí (SC), dois em São Gonçalo (RJ) e um em Ponta Grossa (PR).

Uma mulher suspeita se encontra foragida. Ela seria a mentora do golpe e mulher de um dos pastores. Era quem providenciava uma documentação falsa para comprovar a lisura do negócio.

O delegado Álvaro Becker disse que os pastores enganavam as vítimas com a alegação de que os carros tinham preços baixos porque eram doações feitas à Assembleia de Deus. “Uma Chevrolet Captiva, por exemplo, que custa R$ 90 mil, era vendida por R$ 30 mil", disse. Eles ofereciam também caminhões e ônibus.

Estima-se que desde 2010, quando começou a aplicação do golpe, a quadrilha de pastores tenha obtido a soma de R$ 1,2 milhão. Até o começo da noite de hoje, a polícia não tinha divulgado o nome de nenhum deles.

Os pastores vão responder por crimes de estelionato e formação de quadrilha.

Com informação das agências.

Pastores são acusados de desviar R$ 21 milhões do dízimo.
fevereiro de 2012
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...