Arcebispo adverte sobre risco de uma ‘sociedade sem Deus’

Lluís Martínez Sistach, arcebispo de Barcelona
Sistach defende a volta ao 
'humanismo cristão'
Dom Lluís Martínez Sistach (foto), arcebispo de Barcelona (Espanha), defendeu como “muito necessário o retorno aos valores do humanismo cristão e à doutrina social da Igreja” para evitar os riscos de uma “sociedade sem Deus e da podridão do materialismo”.

“A negação de Deus esconde uma profunda desumanização do indivíduo e da sociedade”, disse, argumentando que os “valores de Jesus Cristo” vão em sentido oposto porque exorta o indivíduo a considerar o outro como irmão”.

Ele lamentou estar havendo uma contaminação da cultura por “forte secularismo e materialismo caruncho”. Disse que, se não fosse as raízes cristãs, a Catalunha seria muito diferente do que é hoje. “Uma vida de fé não é alheia à conduta dos indivíduos e dos povos.”

O tom alarmista de Sistach se deve ao fato de os espanhóis estarem se distanciando da religião, a exemplo do que ocorre em outros países europeus. A Espanha ainda é um dos países mais católicos do mundo.





Fonte: Religión Digital.

Igreja da Espanha propõe ensinar que homossexualismo é vício
março de 2011

Comentários

  1. “A negação de Deus esconde uma profunda desumanização do indivíduo e da sociedade”

    Será mesmo? E o humanismo?

    os “valores de Jesus Cristo” vão em sentido oposto porque exorta o indivíduo a considerar o outro como irmão”

    Lucas, 12:47 E o servo que soube a vontade do seu senhor, e não se aprontou, nem fez conforme a sua vontade, será castigado com muitos açoites;

    Lucas 12:48 Mas o que a não soube, e fez coisas dignas de açoites, com poucos açoites será castigado.


    Ou seja: se seu "irmão" pisou na bola, mas não muito, bata pouco nele; mas se seu "irmão" atolou o pé na jaca, então bata nele com vontade. Que lindo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falou o q eu tinha q dizer...

      Bem q o título poderia ser entendido como:
      "Arcebispo espanhol adverte sobre o risco de perder o emprego e a influência sobre a população". ¬¬

      Excluir
  2. Os países escandinavos são os que tem mais ateus e figuram entre as nações mais felizes e ricas do mundo.

    A Igreja está é com medo de perder clientes. "Vejam como o mundo pode ser ruim sem o nosso produto. Adquira já o seu!"

    Os belíssimos "ensinos do Cristo" incluem conivência com escravidão e imperialismo religioso. Já passamos pelo período de supremacia da Igreja e do Cristo: a Idade Média.

    ResponderExcluir
  3. Ateísmo não é materialismo. Só parece materialismo para quem atribui o não-material à figura ou à existência de um deus; igual parece sobrevivência do mais forte para quem atribui ética à religião. Próximo!

    ResponderExcluir
  4. O cara tá certo! Certíssimo!

    Bom mesmo é a sociedade brasileira, cheia de deus no coração, com seus noventa e tantos por cento de fiéis. Ostentando, de peito aberto, seus índices estratosféricos de estupros, latrocínios, abuso infantil, violência contra mulheres, misoginia, machismo, homofobia, corrupção, hipocrisia moral, preconceito... realmente, somos um exemplo para o mundo de como a presença de deus na sociedade é a panacéia que evita a podrição e a desumanidade advindas do materialismo.

    Chupem, países europeus sem deus no coração!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sao 90% mas nao sao cristaos de verdade.

      Ass: william wallace

      Excluir
  5. Se o VALORES MORAIS e o RESPEITO fosse devidamente ensinados a todas as crianças, assim que tomassem conhecimento do que é o mundo, ninguém precisaria de religião!

    Afinal, se você faz bem-feitorias e/ou usa a religião como base para suas atitudes e postura perante a sociedade, você não tem caráter NENHUM e muito menos OPINIÃO PRÓPRIA!

    Seja BOM com os outros e com você mesmo porque você QUER SER BOM, e não pq terá um castigo se não o fizer! Todos sabem que a vidade que se vive é uma só, e acabou.

    ResponderExcluir
  6. sim, voltemos aos valores q jogaram milhares as fogueiras, muita amor tem esse deus judaico-cristão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luana Carolina ,vcfalou tudo !

      Excluir
  7. Como se diz na minha terra, quem tem c*, tem medo.Apesar de que, eu acho, que a maior ameaça à ICAR, são os neopentecostais...


    Charles

    ResponderExcluir
  8. A história está cheia de belos exemplos do humanismo cristão...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Holocausto que o diga, foi um belo exemplo de como seguir a biblia e os ensinamentos de Lutero fielmente.

      Excluir
  9. Pessoal,

    Vocês estão pegando pesado, tenham piedade do Dom Lluís Martínez Sistach, ele não sabe fazer nada de produtivo vai ser mais um desempregado na Europa.

    Ele está em defesa do seu emprego, aonde a função básica é contar mentira, beber vinho bom e comer boa comida.

    Vocês já perceberam que a maioria dos Sacerdotes Catolicos é acima do peso?

    Abraços,

    Major.Ed

    ResponderExcluir
  10. Ué, nós vivemos tambem sem o Pato Donald e estamos muito bem. É só tirar mais uma bobagem fantasiada de realidade pelos crentes.

    ResponderExcluir
  11. Ué, nós vivemos tambem sem o Pato Donald e estamos muito bem. É só tirar mais uma bobagem fantasiada de realidade pelos crentes.

    ResponderExcluir
  12. caro José Guilherme, com todo respeito à sua posição, devo lembrar lhe que certamente mais de 95% destes traficantes, estupradores, outros tantos "mal-carater" aos quais tu te referes são cristãos e crentes na existência de deus. A igreja quer é poder de volta em suas mãos, não nos iludamos.

    ResponderExcluir
  13. SOCIEDADE SEM DEUS, kakakakakaka boa piada mais de 80% dessa sociedade e cristã, e na ultima vez que chegou a 90% a todo momento estouravam guerras religiosas e com fundamentos religiosos(a segunda guerra ta ai para mostrar isso), sem contar que na epoca do faroeste(far east) a criminalidade era beeem maior que na atualçidade, e a porcentagem de cristãos tambem era muito maior que na atualidade, e pelo que eu saiba o UNICO MOMENTO BOM DO CRISTIANISMO ESTÁ PARA ACONTECER E ESSE E O FIM DESSA RELIGIÃO P.O.D.R.E

    ResponderExcluir
  14. PODRIDÃO ????????????

    MAIS PODRE QUE A ICAR ? nem bosta ....!!!

    ResponderExcluir
  15. Essa retórica da desumanização do homem com o desligamento dele da religião é enfadonha. A própria crença de que o homem é, desde a aurora dos tempos míticos, um pecador, já é uma forma de desumanizá-lo e mais de aviltá-lo. Quando o acerbispo se refere a "valores de Jesus Cristo" de qual Jesus está falando? Em primeiro lugar, porque outros homens, que não conheceram Jesus escreveram os Evangelhos. Em segundo lugar, os valores de Jesus aparecem, por vezes, em conflito. Ele ensina ao seu povo judeu sobre um Deus de amor e misericórdia, mas ao mesmo tempo não poupa palavras para dizer que aos ímpios está destinado um lugar de sofrimento, de choro e ranger de dentes.

    ResponderExcluir
  16. Lógico que ele está preocupado, um povo sem religião, quem é que vai sustentar os luxos deles? ¬¬"

    ResponderExcluir
  17. Engraçado. Para os religiosos, sobretudo para os monoteístas (cristãos, islâmicos e judeus), os ateus e agnósticos só têm sentido se eles ficarem calados, trancafiados no seu quarto. Não-teísta só tem valor se ficar no armário! Não podem se organizar, exigir respeito, pedir separação entre religião e Estado...
    O Exmo. e Revmo. Dom Lluís Martínez perdeu uma boa oportunidade de ficar calado...

    ResponderExcluir
  18. Sempre que trazemos à baila os horrores cometidos por muitos cristãos do passado (e alguns do presente) surgem declarações curiosas: “isso é um espantalho”, “cristianismo não é isso”, “aqueles não eram cristãos de verdade”, “Cristo nos ensina a amar o próximo”.

    Sem dúvida, faz parte do arcabouço dos ensinamentos daquele personagem bíblico amar o próximo. Mas, qual próximo? É curioso observar como esse mantra é entoado, de maneira efusiva, diante de amostras de manifestações de ódio aos diferentes, corriqueiras ao longo da História, perpetuadas por alguns cristãos de fé inabalável.

    É interessante notar como fatos desagradáveis da história cristã são esquecidos pelos representantes atuais das instituições que os cometeram. Mais interessante, contudo, é observar o esforço empreendido na propagação de idéias que visam dar às religiões importância fundamental e exclusiva na formação da sociedade. Sejamos justos: as religiões tiveram papel importante na formação da sociedade atual, mas, esse não foi um trabalho de um único protagonista.

    Decorridos 2.000 anos da sua criação, o que restou do Cristianismo? Quais valores foram absorvidos pelas sociedades moldadas por ele? Amar o próximo? Será? Aqui, nessa terra tupiniquim, temos uma sociedade fundamentalmente racista, preconceituosa, homofóbica e hipócrita, graças a Deus.

    Não nos enganemos. Realizações de infra-estrutura e na Ciência nada têm a ver com o Cristianismo. Não se levanta uma parede rezando a Deus, assim como, não se investiga os efeitos de uma toxina comendo hóstias aos domingos.

    Esse conjunto de crenças irá passar; outros já passaram. Mas, a razão prevalecerá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulopes, isso sim que é um texto digno de ser promovido a post!

      Excluir
    2. O próximo a que eles se referem são somente os outros membros da mesma denominação a que eles pertencem ou com um pouco de esforço, somente aqueles que eles consideram cristãos. Ou seja o "amor ao próximo" vai até onde o orgulho permite.

      Excluir
    3. Gostei também.

      Excluir
    4. Concordo com Luan Felipe Cunha.

      Excluir
    5. bom texto e bem escrito. Vale.

      Excluir
  19. Ai, ai... eles falam que o materialismo é podre, mas... quem foi que mais alienou e amedrontou o povo a fim de extorquí-lo no passado, e quem o faz nos dias de hoje, em que até moradias humildes ou brinquedinhos de crianças ou são deixados para os "líderes" ou vendidos pra gerar dízimos????

    Pro inferno com a hipocrisia desses pretensos "representantes divinos" achando-se no direito de querer ditar como "devemos" ou não viver as nossas vidas!

    Termino com uma frase de minha própria autoria: "algum Deus que exista nos céus pode até ser amor e bondade, mas seus ditos 'representantes terrenos' são puro ódio e escravidão"!

    ResponderExcluir
  20. Bitch please, temos que desviar de assunto para que não falem da pedofilia cometida por certos padres da nossa instituição.

    ResponderExcluir
  21. Deus não permitirá que isso aconteça. Como sempre, Ele proverá. Né?

    ResponderExcluir
  22. O futuro da Igreja é nebuloso...

    ResponderExcluir
  23. Estou louco que isso aconteça: ja pensou não ter que aturar mais esses de batina, pastores milionários, fanáticos e um deus assassino que matou mais que Hitler. Como dizem os evanjegues: o glóriaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

    ResponderExcluir
  24. depende né paulo. se eu for levar em conta as pérolas de comentários deixados no blog por certos ateus eu tenderia a concordar.

    ResponderExcluir
  25. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Postar um comentário