Nos EUA, 25% da geração do milênio não têm religião

1 a cada 4 jovens declarou não ter
filiação religiosa, revela pesquisa
Nos Estados Unidos, um em cada quatro jovens (25%) da geração do milênio declarou não ter nenhuma filiação religiosa, de acordo com pesquisa da Public Religion Research Institute e University Georgetown Berkley.

A pesquisa foi feita no período de 7 a 20 de março com 2.013 jovens entre 18 e 24 anos. Essa faixa etária é também chamada de Geração Y ou Geração da Internet, que é um conceito firmado por sociólogos.

De acordo com a pesquisa, do total da geração do milênio, 55% se identificavam com algum credo na infância.

A perda de adeptos ocorreu em todas as denominações, destacando-se a Igreja Católica, com - 7,9%. A segunda maior queda, de - 5%, se deu entre os protestantes brancos. Brancos e negros evangélicos apresentaram o mais baixo índice, de -1%.

Não foi apurado o percentual de ateus e agnósticos da geração do milênio, mas de acordo com Daniel Cox, um dos responsáveis pela pesquisa, esses jovens apresentaram uma “baixa religiosidade” em relação à totalidade da população. O percentual entre eles de quem frequenta cultos, por exemplo, está abaixo da média.

Para a maioria (82%) dos sem religião, o aborto deve ser permitido a todos ou na maior parte dos casos. Entre os jovens ligados a um credo, os evangélicos brancos apresentaram o maior índice (88%) de repúdio ao aborto. Os católicos se apresentaram divididos: 48% são favoráveis à legalização da prática e 51%, contra.

A maioria dos jovens do milênio também aprovou o casamento entre pessoas do mesmo sexo, na proporção de 59%.

Cox afirmou que a tendência do distanciamento da religião por parte dos jovens começou nos anos 1990, mas acredita que parte deles voltará a cultivar a religiosidade quando envelhecer. Outra pesquisa recente mostrou que os mais velhos são mais apegados às crenças.





Fontes: relatório da pesquisa e RNS.

Metade dos britânicos não tem religião, revela pesquisa
fevereiro de 2012

Estatística das religiões no mundo.

Comentários

  1. "Cox acredita que parte [dos jovens] voltará a cultivar a religiosidade quando envelhecer".

    Quais terão sido as porcentagens de jovens sem filiação religiosa nas décadas passadas?

    ResponderExcluir
  2. os mais velhos sao mais apegados a religioes, crenças e supertiçoes pq eram mais comuns na epoca deles, alem do fato deles terem menos estudos, isso eh algo bem logico.

    ResponderExcluir
  3. Quando eu estiver velho eu vou acreditar em zeus eu quero ir morar com ele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por isto que os EUA esta virando aquele lixo cultural, e economicamente virando um pais de terceiro mundo frio e sem nada, pois esta geração não quer saber de nada só de internet e prostituição.

      Excluir
  4. Mesmo, pensando que Deus não existe, qualquer um pode arriscar, fazer um teste e chamá-lo, fazer uma oração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você já fez o teste e ai o que ele te falou ? Deve ter falado das premissas que você gostaria de ter ouvido . Resumindo imaginação

      Excluir
    2. Nada disse, a não ser que eu considere um sonho, uma vez sonhei que estava retirando agulhas da boca, como se estivesse cuspindo agulhas.

      Excluir
    3. Que Rá seja louvado.

      Excluir
    4. No livro de Daniel, Deus mandou um sonho para Nabucodonosor, o sonho é como se fosse um e-mail.

      Excluir
  5. Penso que um jovem que cresça totalmente alheio ao tema religioso possa se voltar a religião quando a vida apresentar problemas o na velhice.
    Fazer mistério com o tema religioso apenas desperta curiosidade nas crianças, sempre que surge uma oportunidade entro nas igrejas com meus filhos e respondo as perguntas que vão surgir, é uma ótima oportunidade de falar sobre o tema.
    É bom que tanto jovens como os adultos em geral conheçam um pouco mais de religião com um olhar critico, que se possível leiam a bíblia, conheçam o que afirmam diversas religiões e seus livros sagrados para que não venham a receber isso da mão de proselitistas oportunistas que procuram brechas para te enfiar bobagens que vão controlar sua vida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu ja fui religioso, ja fui em igrejas, ja resei, nunca li a biblia mas pesquisei sobre ela, ja vi e ouvi muitos pastores e padres... e posso disser que alem do que aprendi na escola a propria igreja teve um papel fundamental para que eu me tornace um ateu

      Excluir
  6. >>"...mas acredita que parte deles voltará a cultivar a religiosidade quando envelhecer."

    -A meu ver, essas pessoas são fracas, psicologicamente falando, pois ao chegarem ao estágio final da vida, estas pessoas rendem-se ao medo, medo de deixarem de existir ou de irem a um lugar que não irão agradá-las [inferno]. [Modo Falácia do Escocês On] Estas pessoas não são verdadeiras atéias ou agnósticas [Modo Falácia do Escocês Off].

    ResponderExcluir
  7. Eu quero morrer e encontrar JAH....

    ResponderExcluir
  8. Isso se chama EVOLUÇÂO

    ResponderExcluir
  9. Mais uma prova da tese da evolução. aos poucos o homem vai largar Deus. No século XXI Biblia e Deus serão achados em museu....

    ResponderExcluir
  10. quem sabe algum dia as pessoas vao considerar estupidos quem fica rezando(falando sozinho) num futuro, assim como consideram hj em dia, ateus uns lixos, como o comentario dizendo q EUA ta virando internet e prostituiçao pq eles tao virando ateu HAHAHAHA

    ResponderExcluir
  11. Provas de um novo tempo que esta vindo por ai. Será que Alá e jesus podem deter o avanço do secularismo?

    ResponderExcluir
  12. Um Dia isso Acomtecerá Rapidamente em todo o Universo, Secularismo e EVOLUCIONISMO.

    (AACAI)Associação Anonima dos Comentaristas Anonimos da Internet. rs*-=-*rs

    A vida de quem tenta sair do anonimato no Anonimato, os anonimaicos de hoje são os com nome amanhã.

    ResponderExcluir
  13. "...mas acredita que parte deles voltará a cultivar a religiosidade quando envelhecer".
    _A questão não é a adesão ou não, a alguma religiosidade: a questão é espiritualidade; também não se trata de medo ou fraqueza: trata-se de experiências e caminhadas.
    _Com base nos estudos feitos, acredita-se que parte deles voltará às práticas que cultivavam na infância, quando atingirem a velhice: não se pode garantir que a velhice chegará! O que realmente importa, está cada vez mais, esquecido: o ser espiritual de cada um mas..., que infelizmente, muitos desprezam através de sarcasmos e escárnios.

    ResponderExcluir

Postar um comentário