Professor de ensino religioso dá soco na boca de estudante

Na terça-feira (4), um professor de ensino religioso de 28 anos deu um soco na boca de um estudante de 13 anos da 5ª série do Colégio Estadual Francisco Lima da Silva, em Cascavel, no oeste do Paraná.

Vander Piaia, responsável pelo NRE (Núcleo Regional de Educação) da cidade, informou que o professor pediu demissão na quarta-feira, quando soube do seu afastamento para que fosse apurado o que tinha ocorrido.

Piaia disse que o pedido de demissão não vai livrar o professor de um eventual processo jurídico.

Leonior Ângela de Bona, diretora auxiliar da escola, disse ao portal G1 que orientou a família do estudante a registrar um B.O. (Boletim de Ocorrência) na polícia.  Ela informou que era o  primeiro dia de aula do professor.

O professor teria dito que perdeu a paciência diante da bagunça dos estudantes. Leonior admitiu essa possibilidade porque provavelmente a classe estava testando-o, mas disse que nada justifica a agressão ao estudante.

 “Orientamos a família a levar o menino para fazer exame de Corpo de Delito e entrar com um processo”, disse ela. “Tomamos as medidas administrativas, e recorrer à Justiça já não cabe a nós.”

Rio terá 600 professores de religião para ensinar 'valores morais'.
 setembro de 2011

Violência na escola.      Violência contra criança.

Comentários

  1. Anônimo10/06/2011

    .

    Essa, senhoras e senhores, é só uma pequena amostra do "amor cristão".

    Aí um lesado vai perguntar "ah! ams como você sabe que o professor era cristão"?

    Simples:

    1) perdei o controle quando contrariado
    2) agrediu uma pessoa mais fraca
    3) a maioria da população brasileira é ou se declara cristã. No nosso modelo de sociedade, duvido que um adepto do candomblé seria contratado para dar aulas de religião em uma escola

    Secularista

    .

    ResponderExcluir
  2. É... Ser violento é uma das características que geralmente acompanha o fanatismo. Quem nunca ouviu falar de pessoas ultra-religiosas que espancavam os filhos?
    Religião não ensina a usar a razão, é por isso que isso acontece.

    ResponderExcluir
  3. Provou que religião serve tanto pra evitar brigas e corrupção qto aqueles crucifixos lá em prédios públicos.

    ResponderExcluir
  4. Aí um lesado vai perguntar "ah! ams como você sabe que o professor era cristão"?

    Lendo a matéria, talvez?

    ResponderExcluir
  5. Se o ensino religioso realmente for implantado nas escolas, como a bancada evangélica quer, esses vai ser o resultado: voltaremos para a era da palmatória, um verdadeiro retrocesso na educação. Esses idiotas deveriam ser preocupar em formar professores decentes, e não esses safados metidos a teólogos.

    E mais uma vez, o Estado Laico é ferido por causa desses falsos moralistas.

    ResponderExcluir
  6. Anônimo10/07/2011

    Confirmado. O professor de "ensino religioso" é mais um ateu desequilibrado.

    ResponderExcluir
  7. Esse blog faz sucesso mesmo, os trolls nunca dão trégua rsrsrsrs

    ResponderExcluir
  8. Gostaria muito de saber porque diabos um ateu viraria professor de religião. Eles dizem cada absurdo para tentar tirar a culpa de seus comparsas... Esse desespero para limpar a imagem é patético.

    ResponderExcluir
  9. Eu hein, ele entrou na profissão errada.

    ResponderExcluir
  10. John Constantine10/07/2011

    Entao essa é a "formacao moral e etica" que o pessoal de RJ queria ensinar nas aulas de religiao ?

    ResponderExcluir
  11. Anônimo10/07/2011

    Pro cara ter perdido a paciência logo na primeira aula, imaginem o tipo de alunos que ali estavam? - Não sou professora. Mas, acho que nós que somos pais, temos nossa grande parcela de culpa quando permitimos que nossos filhos não respeitem ninguem. Inclusive os professores - que na minha época eram tratados por "Mestres". Que saudades daquele tempo. Onde se aprendia acima de tudo "O respeito a todos". Quanto ao murro que o prof. deu, coitado ele tbm errou. Era um adolescente e em posição inferior à dele.
    Sinto mto pelos dois.
    Betinha,

    ResponderExcluir
  12. Betinha, ele era um professor e deu um MURRO na cara de um menino de 13 anos. Esse calhorda não merece pena alguma

    "Quanto ao murro que o prof. deu, coitado ele tbm errou"

    Esse discurso diz muito sobre como você pensa... Você acha que o vilão aqui é o menino, e o professor é a vítima? vergonhoso...

    ResponderExcluir
  13. Pedro Henrique Leal, pelo o que deu a entender que quando ela diz: "Não sou professora. Mas, acho que nós que somos pais, temos nossa grande parcela de culpa quando permitimos que nossos filhos não respeitem ninguem." Ela está dizendo que a culpa é dos pais que não educam as crianças.

    Ela também diz:"Quanto ao murro que o prof. deu, coitado ele tbm errou. Era um adolescente e em posição inferior à dele." o que dá a entender que a culpta também é do professor.

    De onde você tirou que a culpa era do aluno?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o caso de ira sobrepujando a capacidade de julgamento. Ele sentiu raiva do professor, e diante de uma opinião não dotada do mesmo ímpeto, declarou-a inimiga.

      O curioso: Provavelmente o mesmo tipo de atitude irada que levou ao soco.

      Excluir
  14. Por que religiosos sempre tentam defender aqueles que não merecem ser defendidos? Enquanto que por outro lado, atacam inocentes. Não faz o menor sentido.

    ResponderExcluir
  15. Eita !!!

    Discussão sobre o sexo dos anjos / certo ou errado...

    Vamos parar e pensar: A 'criança' provavelmente provocou, então claro que teve culpa. O professor bateu, então claro que também teve culpa. A criança vai à escola sem saber o que é respeitar o próximo, então claro que os pais também tem culpa.

    Agora podemos declarar quem como culpado ??

    Acredito que não podemos declarar ninguém. Até mesmo porque não temos esse direito certo ??!!

    Então deixem que a justiça analise os fatos.

    Se vocês não conhecem a realidade da cidade, da escola, do aluno, do professor, dos pais, é difícil falar 'quem está errado é ...'

    Lamentável.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Honestamente, muito pouca coisa seria capaz de justificar uma agressão dessas partida de uma figura de pressuposta autoridade. Os detalhes cabem a Justiça, mas isso não nos priva do direito ao debate. Se não temos o direito de debater, então não temos o direito de ser informados, certo? Afinal é coisa lá da região deles e não conhecemos os detalhes...

      A sociedade deve assumir seu papel autorregulador, por seus valores a prova e questionar a natureza dos fatos. Claro que entre as opiniões haverá posturas inadequadas, mas isso não invalidada o *processo* opinativo. Lamentável seria sim, se por estarmos alheios a situação do local em que o fato ocorreu, virássemos o rosto e fingíssemos que não nos diz respeito.

      Excluir
  16. Acontece que não importa a situação, professor não pode bater em aluno. O moleque pode ter feito a bagunça que for, o professor deve chamar os pais, a direção, mandar para fora da sala, mas não pode usar violência. Se ele faz isso é porque é emocionalmente instável, e portanto não serve para ser professor.
    O menino pode ser um capeta que só incomoda, não interessa. A culpa é do professor de ser um adulto que se deixa irritar por uma criança e não controla sua raiva.
    Que diabo de adulto é esse que perde o controle com uma criança?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Israel, isso significa que nada que um homem de 15 anos (pois sim, um homem!) possa fazer jamais o tiraria do sério?

      Pior, uma classe cheia de pessoas ansiosas por fazer anarquia e testar suas armas, seria insignificante contra um homem mais maduro? Não estamos mais na era das bolinhas de papel, alunos hoje ameaçam, põem o dedo na cara, agridem e matam dentro e fora da sala.

      Acho que há um limite humano para a austeridade em se lidar com pequenos tiranos cheios de regalias e impunidade legal. Não defendo que professores agridam alunos, mas também não assumo automaticamente que os que chegam a tal sejam loucos instáveis e violentos.

      Acredite, fumar maconha está entre as coisas mais inócuas que um adolescente é capaz de fazer para se afirmar no mundo que acabou de conhecer. A escola dos seriados colegiais só existe na tevê.

      Excluir
    2. Ricardo Takeru29 de março de 2012 17:02

      _Muito bom!!!!
      _O problema de muitas pessoas que se deparam com notícias dessa envergadura, é a emissão de julgamentos que não levam em consideração(pelo fato de se configurarem em algo acabado/decretado), as várias vertentes que fazem parte de tal contexto.
      _Não sou favorável nem a um, nem a outro. Sou favorável, sim, a um diálogo aberto entre as partes para, só então, tomar as providências cabíveis e agir com rigor para a imputação de penalidades.

      Excluir
  17. Anônimo10/07/2011

    Eu que não duvido que ainda tem gente que acha a atitude desse professor certa só para colocar a molecada no devido lugar

    ResponderExcluir
  18. "Acredito que não podemos declarar ninguém. Até mesmo porque não temos esse direito certo ??!!"

    Discordo. Temos, sim. Fazemos toda hora.

    ResponderExcluir
  19. Anônimo10/07/2011

    professor é rei!!! filhos de chocadeira nao respeitam ninguem

    ResponderExcluir
  20. Por mais que um aluno não se comporte bem em sala de aula, nada justifica dar um soco nele.

    ResponderExcluir
  21. Ser professor, principalmente de disciplinas chatas q ninguem dá atenção, tem que ser abençoado por todos os panteões de deuses do mundo. Se eu fosse professor e os alunos se comportassem como meus "colegas" de sala se comportavam, eu sairia do ramo antes de trazer um AK47 pra sala. Sério, é MUITO estressante, vcs não fazem nem ideia.

    ResponderExcluir
  22. Anônimo10/08/2011

    Pois eu lavei a alma. A vida inteira quis fazer isso! Ah, como esse professor é saudável, como é abençoado pelos deuses, conseguiu livrar-se de um martírio inútil, logo NO PRIMEIRO DIA!
    Louvado seja o DEUS DELE, ou se for ateu, bendito ateísmo...Eu tenho certeza que ele é ateu, porque cristãos adoram uma cruz, um calvário. Se a sociedade não fosse cristã, como alguém lembrou aqui, de que outra forma suportaríamos essa droga de anticivilização onde adolescentes comportam-se como moleques, verdadeiros vândalos e o professor é refém da deseducação e mau caratismo que trazem dos tugúrios de que procedem? Porque eu não me atreveria chamar casa esses conventículos de agora, nem família, esses aglomerados de pessoas que dividem a geladeira e a tv...Bravo, professor, magnífico! Já fiz uma representação em nome de todos da minha escola, ao Sindicato de lá, parabenizando-lhe! E aos hipócritas muito direitos de plantão, vão ensinar, queridos, vão fazer aulas, vão! Na rede pública, tá precisando demais de inteligentinhos que nem vocês, cheios de argumentos filosóficos, teológicos, científicos, tanta cultura inútil, vão compartilhar!

    ResponderExcluir
  23. Anônimo medieval que deveria ser preso disse: "a rede pública, tá precisando demais de inteligentinhos que nem vocês, cheios de argumentos filosóficos, teológicos, científicos, tanta cultura inútil, vão compartilhar!"

    Claro, cultura é inútil. O certo é encher os alunos de porrada, isso com certzea resolve qualquer problema.
    É por ter lixos como esse sujeito pensando assim que a sociedade demora tanto a evoluir.

    ResponderExcluir
  24. Pedagogo10/08/2011

    Resultado da cultura "progressista", dos "direitos da criança e do adolescente" e outras vigarices semelhantes, hoje existe toda uma fauna de "alunos" que desacatam, ameaçam, espancam, esfaqueiam professores.

    Um soco na boca de um desses não faz mal.

    Pelo contrário, é até educativo.

    ResponderExcluir
  25. Anônimo10/08/2011

    Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  26. Então alguém devia dar um soco na boca desse pedagogo. Não faz mal, é até educativo.
    Ou quem sabe um professor de um filho dele devesse dar um soco na criança. Mas aí aposto que ele não acharia educativo e tentaria processar o professor que fez isso.

    ResponderExcluir
  27. Anônimo10/08/2011

    tem uma pivetada q tem q tomar um coro, não respeitam professor e etc.

    os pais acham q é o professor q fabricou, por isto tem q educar.

    PUNK NOT DEAD

    ResponderExcluir
  28. Anônimo10/08/2011

    É essa a "ética" e a "moral" que querem ensinar às crianças?

    ResponderExcluir
  29. Anônimo10/09/2011

    Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  30. Anônimo10/09/2011

    paulo lopes, covarde como sempre, ditadorzinho da net

    ResponderExcluir
  31. Anônimo10/09/2011

    ria bastante, já conheço isso, não demorará para que os risos venham a se transformar em lágrimas, o bom da internet é que a ralé como vc, o pedro e outros vermes daqui expões suas asneiras achando que ficarão impunes, e qto mais fazem isso, mais a parcela da sociedade que tem bom senso fica ciente do que realmente pensam, e saberá evitar o defeito qdo tiver umaq chance

    ResponderExcluir
  32. Troll disse: "mais a parcela da sociedade que tem bom senso fica ciente do que realmente pensam, e saberá evitar o defeito qdo tiver umaq chance"

    Isso vindo de um cara que defende espancamento de crianças é REALMENTE irônico, não?

    ResponderExcluir
  33. Anônimo10/09/2011

    Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  34. Anônimo10/09/2011

    Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  35. Anônimo10/09/2011

    Muito bem Paulo Lopes.Trolls tem que ser apagados mesmos.Só xingam ,não sabem nem desejam debater.

    ResponderExcluir
  36. Anônimo10/09/2011

    hahaha, o covardão do paulo lopes e seus asseclas nojentos pensam mesmo q vou desistir de postar aki, pode apagar à vontade, ditadorzinho 4 olhos

    ResponderExcluir
  37. Anônimo10/09/2011

    "Pede-se ao anônimo que adote um nickname.

    Use parágrafos e corretor ortográfico.

    O blog deleta texto escrito só com letras MAIÚSCULAS"

    São uma das regras do blog

    ResponderExcluir
  38. Anônimo10/09/2011

    *São as regras do blog*

    ResponderExcluir
  39. Anônimo10/11/2011

    Bom, e se o professor não fosse de religião?
    E se o professor fosse gay, e o garoto estivesse "tirando" uma com a cara dele?
    Também não seria motivo para a violencia.
    Tem algum bom advogado neste blog?
    De defesa ou não?

    ResponderExcluir
  40. Na minha opinião anônimo e acho que de muitos, mesmo se fosse esse o caso o professor estaria errado em ter este tipo de reação. Ele deveria levá-lo para a direção do colégio. Mas por que essas perguntas? Você aprovou o comportamento desse professor?

    ResponderExcluir
  41. Anônimo10/12/2011

    Alyne, é isso que o anônimo quis afirmar.

    "Também não seria motivo para a violencia"

    ResponderExcluir
  42. Mesmo? Hum...desculpe então.
    Ah, mas tem gente que está até defendendo esse comportamento. Mesmo se o professor não fosse de ensino religioso seria revoltante já que ele é professor! Mesmo se o aluno se comportasse mal, com violência tão pouco o professor poderia melhorar essa situação.

    ResponderExcluir
  43. Anônimo10/13/2011

    Se fosse meu filho eu ia la e devolvia o soco. Garanto que não ia sobrar um dente .

    ResponderExcluir
  44. Anônimo10/13/2011

    Esse professor está certíssimo. Malditos pseudopedagogos que nunca entraram em uma sala de aula. Pais inúteis e imbecis que sempre colocam a culpa nos professores. Esse é o mal dessa ralé. Viva o povinho brasileiro de bosta.

    ResponderExcluir
  45. Anônimo10/13/2011

    O professor não é um pseudopedagogo e está certíssimo segundo o anônimo nazista aí de cima.Tomara que metam um soco na boca dele e de um filho dele para que tomem intento quando saírem da linha.

    ResponderExcluir
  46. Anônimo10/13/2011

    Todos ficam metendo o pau no professor, mas se ponham no lugar dele: um bando de crianças mal-educadas te enchendo o saco e você não consegue exercer sua profissão. Uma hora você explode!
    Não acho que foi o ato mais certo, porém não acho que esteja incorreto. Esta criança mereceu!

    ResponderExcluir
  47. Anônimo10/13/2011

    O professor já foi demitido, aliais ele mesmo pediu demissão não foi? Então tudo bem, contanto que outra escola não aceite ele, se ele conseguir dar aula em outro lugar, ele já vai ter uma ideia do que pode enfrentar novamente.
    E se ele acha que é culpa dos pais por não educarem seus filhos como devem então ele que dê um soco neles.

    ResponderExcluir
  48. Anônimo10/13/2011

    Belos tempos em que os alunos aprendiam e respeitavam os professores. Alguns dias atrás um garoto de 10 anos atirou em uma professora e se matou. E falando em escolas públicas, tem um ditado que diz: O governo finge que paga, o professor finge que ensina e o aluno finge que aprende.

    ResponderExcluir
  49. Anônimo10/13/2011

    O maior erro dos brasileiros é achar que os filhos, aqueles que não respeitam sua autoridade, irão respeitar as autoridades do colégio. CLARO, que isso não vai acontecer, pelo contrario, a demonstração de hierarquia deve começar na propria casa, mas os pais esperam que os professores eduquem seus filhos. Vergonha...

    ResponderExcluir
  50. Anônimo10/13/2011

    Anônimo disse...
    Se fosse meu filho eu ia la e devolvia o soco. Garanto que não ia sobrar um dente .


    isso se o professor não te acertasse um soco tb, babacas como vc que defendem marginaizinhos tem mais é que levar uma surra tb, valentão de internet

    ResponderExcluir
  51. Anônimo10/14/2011

    estes merdas tem que apanhar mesmo

    ResponderExcluir
  52. Anônimo10/14/2011

    filho da puta quem mistura qualquer besteira com religião. por isso o mundo tá nesta MERDA. Parabéns a todos por fazerem do mundo aquilo que o diabo quer(e isso que sou ateu)

    ResponderExcluir
  53. Anônimo10/14/2011

    Esse cara que está postando esse comentários aqui é louco?Quantos absurdos esse maluco escreve!.Deve está a brincar com algo sério, e depois não querem ser chamados de trolls!.

    ResponderExcluir
  54. Anônimo10/14/2011

    Paulo, veja os "palavreados" no post.

    ResponderExcluir
  55. Tive que voltar aqui pra ver o que havia acontecido... Bla blá bláá...

    Mas é isso, o povo tem o que merece. Sempre. E em qualquer situação/ocasião/setor.

    ResponderExcluir
  56. Anônimo11/02/2011

    mas esse professor deveria ensinar o respeito e ele é quem desrespeita e acaba agredindo um aluno

    ResponderExcluir
  57. Anônimo4/20/2012

    Aluno bagunçeiro tenque ir pra forá da sala e retirar ponto de conceito, bater jamais.
    Professor imbecil não tem civilidade, espero que fique na rua da amargura, se liga professor retrogrado, seculo 21, punir alunos mal educados com rigor e não pancadaria.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Veja os 10 trechos mais cruéis da Bíblia

Trechos bíblicos cuja existência crente finge não saber

Carl Sagan escreve sobre um 'pálido ponto azul' nos cosmos, a Terra

Vicente e Soraya falam do peso que é ter o nome Abdelmassih

Gloria Perez diz não querer ampliar a voz de seus críticos