Ateísmo internacional dá prioridade aos países em desenvolvimento


A recém-criada AAI (Aliança Ateísta Internacional) decidiu que países em desenvolvimento – como o Brasil – vão ter prioridade em seu propósito de incentivar a criação de entidades de ateus e livres pensadores. A entidade foi anunciada no final da semana passada em Dublin (Irlanda), durante a Primeira Convenção Mundial de Ateus.

A direção da AAI é composta por 19 representantes de países da Europa, América do Norte, América do Sul, África e Ásia e da Austrália.

Tanya Smith é a 
presidente da AAI
Entre eles está o biólogo britânico Richard Dawkins, autor do livro “Deus, um delírio”. Tanya Smith (foto), da Austrália, é a presidente.

Tanya disse que a AAI vai se empenhar para que haja cooperação entre as organizações ateias e se colocar como porta-voz de reivindicações seculares, e a principal delas é a separação entre o Estado e a religião.

“A Aliança Ateísta Internacional será a voz global das causas ateístas e seculares", afirmou. "A direção [da entidade] está animada em começar a promover e a apoiar o livre pensamento em todo o mundo.”

Com informação do site da Atheist Alliance International.

Arkansas recusa o anúncio 'Você é bom sem Deus? Milhões são'.
junho de 2011

Ateísmo.

Comentários

Ricardo disse…
AAI = Ateus Alegrinhos Irritadinhos.
Agora, falando sério, esse proselitismo ateíta já está enchendo o saco.
Anônimo disse…
Escuta bem, e o proselitismo pentelhocostal?Já não encheu o saco do povo há muito?
Nathan disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Nathan disse…
inútil... temos que combater a maior religião de todas: o Sistema Capitalista, e seu paradigma "dívida/pagamento".

Quanto às outras religiões deístas, basta seus fiéis serem honestos consigo mesmos, parar de entender as escrituras ao pé-da-letra, e aprenderem a MORRER, isto é, livrar-se de orgulho e individualismo. Digo isso para todas as religiões do mundo, inclusive à maior de todas, e a sociedade burguesa que ela construiu.

É inútil uma religião (atéia) "combater" a crença em Deus... O que o mundo precisa (tanto para deístas quanto para ateus) é combater sistemas de controle, de poder e de imposição de leis. O resto é resto...
Só alcançaremos liberdade quanto conseguirmos nos livrar de leis, de sistemas de controle social e de acúmulo de riquezas nas mãos de poucos...

AAI é formação de classe, sectarismo e militância... não vejo muita solução nisso. ¬¬
MUITO BOM!

Nós, do Livres Pensadores.org, pensamos em fazer isto, inclusive parte dos ganhos dos banners do blog será dedicado a isto.

Agora está começando a entrar algum dinheiro (3,18 dólares, se não me engano, no mês passado). Então estamos cada vez mais próximos disso. ;)

Abraço!
Ricardo disse…
Nathan,

Esse seu discurso de combater o sistema capitalista já morreu de velho. Já foi tentado antes e todos sabemos no que deu...
Nathan disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Nathan disse…
Ricardo... o Capitalismo já acabou há muito tempo... o que vc vê agora é um simulacro dele, e é por isso que o sistema está muito mais arraigado do que nunca antes.
O problema é que o Capitalismo é a causa de todos as patologias sociais do mundo moderno. A sociedade que ele construiu é como um VELHO CADUCO, que não se livra de paradigmas e valores ultrapassados, insistindo em se achar na razão de seus juízos ou em confiar no seu "senso de realidade" completamente corrompido...

veja bem, eu não fiz o comentário nem pra vc, nem pra ninguém mais "concordar" comigo... isso pouco me importa... Eu apenas testo a reação das pessoas às minhas afirmações, a fim de confirmar minhas hipóteses.

O mundo de hoje é uma completa ilusão (isso é muito lucrável, afinal), e a maioria das pessoas está tão imersa nela, que passa a considerá-la "realidade"... é o que chamamos de "hiperrealismo".
Não vivemos mais o "real" (que também é ilusão) mas sim a REALIDADE VIRTUAL. Não há "sustentabilidade" nisso...
Esse mundo vai andar em círculos até o fim... assim como vc com esse seu pensamento "novo", cheio de "razão"... completamente perdido.
Ricardo disse…
Nathan,

Então meu caro, o que você sugere? Como combater o capitalismo malvado?
Nathan disse…
simples meu caro...
parar de comprar e de trabalhar, em dias estrategicamente organizados, com aderência de 80 a 100% da população... Se, pelo menos, 1 país no mundo fizer isso de modo bem sucedido, vários outros vão fazer o mesmo, paulatinamente desestabilizando o sistema, até sua total desordem.
Parece factível? Sim...
Mas é possível? Aparentemente, não... Pq quase a totalidade das pessoas do mundo pensa que o sistema vigente é "bom" e "justo", quando na verdade dá evidências diárias de que não é... Por isso, não entenda meu comentário como sendo um "discurso", pois não tenho afinidade política nenhuma, e o fato de eu estar preconizando o fim total do Capitalismo não significa que eu seja, necessariamente, socialista, comunista ou anarquista...

Não se trata de uma opção, ou de um "viés" político, mas sim sobre o fim de um sistema amplamente injusto, insustentável; o fim da própria Política como hoje a conhecemos; o fim dos sistemas de controle (economico, cultural, social, mental, etc); o fim do Sistema de Poder; e até mesmo o fim da Ciência como a conhecemos hoje (sob o paradigma da Explosão, em vez da Implosão).

não se trata de política, ou de reaver o poder político... trata-se de reaprender a "arte do desapego", e nos livrarmos de paradigmas acumulados (a essência da caduquice)...
Nathan disse…
a propósito, o capitalismo não é malvado...
eu não tenho medo de infantilidades e caduquices....
Ricardo disse…
Nathan,

Você é um sonhador, mas pelo menos é otimista. Eu sugeriria o suicídio coletivo.
Nathan disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Nathan disse…
de fato, meu caro...

"a troca simbólica da morte, na forma sacrificial ou 'suicida', constitui a arma definitiva contra o sistema capitalista, porque ataca o maior fundamento de sua organização (...) a única possibilidade de abolir o poder(...) A morte não é mais do que a linha social de demarcação separando o 'morto' do 'vivo'..." (Jean Baudrillard)

se sou sonhador?... sim, eu sou...
num mundo saturado de "realidade", de racionalismo, e principalmente de engano e mentiras, é bom sonhar um pouco... e ouvir mais o coração, do que só dar ouvidos à exclusiva razão...
Não se trata de ser "sonhador", visionário, "louco", artista, sentimental, demagogo, ou de "viajar na maionese"... trata-se de encarar o mundo com PAIXÃO. Lembrando que o verdadeiro sentido de "paixão" não é aquele arraigado no senso comum contemporâneo (este que é o mais infantilizado de todos os tempos), isto é, aquele entre duas pessoas "apaixonadas" uma pela outra... mas sim, algo que muitos consideram "pessimista": paixão é SACRIFÍCIO, é vc se sacrificar pelo próximo, pelos amigos, e pelo bem coletivo, não individual... fazer mais pelo outro do que faz para si mesmo, e não se considerar "superior" ou acima de ninguém (em inteligência, em "razão", em capacidades, talentos, posses, méritos, "sentidos", etc)... Sacrificar a própria vida, sem ter medo da morte, sem querer "preservar a vida a qualquer custo"... é ser humilde, e não soberbo...

esse mundo já acabou há muito tempo, meu caro... destruiu-se e reergueu-se como simulação ubíqua, hiperreal...
Vinícius disse…
Nathan, aprende uma coisa: qualquer proselitismo (seja ateu, religioso, político, esportista ou seja qual for) é sempre irritante e intolerável! Abaixo os proselitismos, especialmente os forçosos!!
Nathan disse…
rs
vc não entendeu lhufas, caro Vinícius...
apesar de eu não incitar a prosélitos, só uma escassa minoria consegue entender a minha mensagem...
De qualquer modo, não tente me entender, Vinícius... eu não preciso disso... se eu quisesse que um grupo de pessoas "entendesse", eu seria de fato um proselitista...

O seu comentário confirma tudo o que eu falei, afinal...

fim
Ricardo disse…
Fica aí um vídeo ótima para os Ateus Alegrinhos assistirem. Aqueles que se acham super-inteligentes e evoluídos porquê "descobriram" que a Bíblia é agressiva, machista, delirante, intrumento de dominação etc.

http://www.youtube.com/watch?v=cuTZLAPksp4

Bom divertimento, minha gente.
Ricardo disse…
oops... leia-se "ótimo" e "instrumento"
Joshka disse…
Prezado Nathan:

Realmente, você é uma pessoa de rara lucidez num país como o nosso. Concordo com a sua linha de pensamento, sem restrições.

Abrs.
Nathan disse…
oh, brigado Joshka! Fico honrado!

Se quiser, leia um livro chamado "A Troca Simbólica e a Morte" (Jean Baudrillard); minha linha de pensamento é derivada dele.

abraço!
Anônimo disse…
Ricardo, esse vídeo que recomendou não diz nada. Não prova que a bíblia está cheia de imoralidades nem que as partes (ensinamentos) morais sejam originais dela. Sabe-se que a biblia sofreu influencia de muitas filosofias, principalmente a de um povo ignorante do deserto (origem de todos os preconceitos e machismo biblico) e pensamentos greco-romanos (onde a bíblia se salva). Também não prova a existencia do deus cristao, ou mesmo o deus de Abraao.
Anônimo disse…
Perceberam o fechamento do vídeo indicado pelo Ricardo?
"A gente que mora em 2009, a gente percebe que grande parte das pessoas que pararam de acreditar em Deus na literatura, na filosofia, sei lá, acabaram colocando algo no lugar, e normalmente algo bem mais vagabundo."
Isso dito por um professor de filosofia, Luiz Felipe Pondé, e não por um "crente sem cultura". Algo para refletir!
Anônimo disse…
Apelo à autoridade não.
Anônimo disse…
Aos ateus que são expostos à essa ignorância explícita, trolls podem ser combatidos com ironia. Caso o troll esteja muito entusiasmado, é só ignorar que eles vão embora. Don't feed the trolls.


Bonus:
Religiosos são como avestruzes: enterram a cabeça no chão e acham que estão seguros.
Anônimo disse…
Eu não sou atéia,mas devo adimitir que isso não é ruim,me lembra um pouco o Iluminismo na idade média(sei que é diferente),e acho que isso pode trazer muitas mudanças boas para o mundo,e acredito que isso esteja apenas no início de uma revolução;)