Pular para o conteúdo principal

Arkansas recusa o anúncio 'Você é bom sem Deus? Milhões são'


A empresa que administra o transporte público do Estado de Arkansas (no sudoeste dos EUA)  recusou um anúncio que dez entidades de ateus pretendem exibir nas laterais de 18 ônibus da cidade de Riverfest.

No anúncio, sobre o fundo de um céu azul, há a pergunta: “Você é bom sem Deus?”. Abaixo, em letras menores: “Milhões são”.

As entidades ateias, representadas pela ong Central Arkansas CoR, recorreu à Justiça contra a CATA (Central Arkansas Transit Authority) com o argumento de que a estatal afrontou a liberdade de expressão garantida pela Primeira Emenda da Constituição dos Estados Unidos.

A ong contesta o senso comum de que "ateus são raros", porque, na estimativa dela, eles representam cerca de 20% da população americana.


Arkansas terá de aceitar o anúncio 'Você é bom sem Deus? Milhões são'
agosto de 2011


Os primeiros “ônibus ateus” surgiram em 2008 na Grã-Bretanha, com a mensagem “Provavelmente Deus não existe. Então parem de se preocupar e aproveitem a vida”. Houve quem protestasse, mas os ateus conseguiram realizá-la.

A campanha migrou para outros países europeus, como a Espanha, onde a resistência de religiosos foi bem maior. Algumas pessoas se negaram a usar os “ônibus do demônio”.

Nos Estados Unidos, a trajetória desses ônibus também sido acidentada.

No Brasil, cuja Constituição assegura a liberdade de expressão, eles nem sequer saíram às ruas. São Paulo, Porto Alegre e Salvador barraram a campanha da Atea (Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos) cujos slogans eram “Religião não define caráter” e “Se Deus existe, tudo é permitido”.

Com informação do Examiner.com.

Caminhão religioso persegue ônibus ateu em cidade americana.
dezembro de 2010

Ônibus ateu’.    Ateísmo.   Anúncios polêmicos

Comentários

Anônimo disse…
Parece natural a rejeição ao ateísmo, como tudo que se refere às causas reais dos problemas decorrentes da ação humana na história, geralmente consideradas "naturais". quando são mais do que obviamente econômicas e políticas, portanto históricas e culturais, nunca naturais. Instituições milenares como o Estado, as Igrejas, os sistemas educativos, códigos morais, estribados no Referencial Supremo Imaginário; são vistas como eternas, imutáveis, e por serem tão antigas suas origens, quando desconhecidos os seus verdadeiros criadores (geralmente na ficção atribuídos a algum mito ou personagem mitológico); não deixa de ser "natural" o considerarem-se naturais. O dinheiro também é considerado natural, a exploração e a competição, veja-se por exemplo o "darwinismo social", ou as recentes e constantes recorrências à genética, aos fundamentos da biologia e sobretudo o recurso à hereditariedade, à teoria evolutiva; para justificarem-se comportamentos desde as preferências alimentares até à simples tendência antisocial do furto e da corrupção política. Uma vez identitificados os homens como predadores sociais, toda sorte de barbárie é explicada e consentida. Os religiosos opõem-se com a justificativa da doutrina de um Deus Criador e ao mesmo tempo Amor; mas o dinheiro, o sistema econômico que sustentam e defendem, os regimes políticos que apoiam, o clamor universal por mais riqueza, mais progresso, sabendo que inevitavelmente trarão mais devastação, mais destruição...São provas que estão divididos, espécie de esquizofrenia moral, entre a Lei do amor que veneram e o Todos contra todos que socialmente praticam. Pois a máxima do "ama ao próximo como a ti mesmo" não prevalece, nem tal "Lei", quer na política, quer na academia, no trabalho, na vida social e familiar nem em nenhuma outra parte. OU são todos falsos cristãos, ou todos os cristão são hipócritas? Os ateus, pelo menos , contam com o benefício da dúvida. Dêem-se-lhes a oportunidade.
Anônimo disse…
Os ateus estão ficando tão chatos quanto os crentes ao tentar enfiar goela abaixo dos outros suas crenças (no casa dos ateus, a falta de).
Suzy
Anônimo disse…
Suzy: "Os ateus estão ficando tão chatos quanto os crentes ao tentar enfiar goela abaixo dos outros suas crenças (no casa dos ateus, a falta de)."

Nçao, suzy, está enganada. Ninguém quer "enfiar goela abaixo", nada, nenhum ateísmo. Ateísmo, as ações do ateísmo, são na verdade "reações". Derivam da tentativa, ai sim goela abaixo, das religiões, em impingir suas verdades aos outros.

Se não houvessem quem insistisse na existência de seres imaginários, não haveria necessidade de lembrar as pessoas que não há evidências disso.

E se não houvessem os "datenas" da vida, afirmando que criminosos são criminosos porque "não tem deus no coração", não seria preciso cartazes explicando que isso não é verdade.

Religiões tem causado dano há séculos, e enfiado goela a baixo, de crianças inclusive, suas "verdades". Reclamar agora que existem pessoas resistindo a isso, e se posicionando, é apenas "mimimi", e profundamente injusto.
Anônimo disse…
Anônimo, por isso eu digo estão ficando tão chatos como, ainda não chegaram lá (mas se continuarem com o proselitismo, não vai demorar a se equipararem).

De qualquer forma, Datena é lixo cultural, tentar contrapor ao que ele afirma (ou mesmo até assistir seu programa e prestar atenção nas coisas que ele diz) é patético e encher a cidade de cartazes a favor do ateísmo nunca sensibilizá o público alvo dele a perceber que ninguém precisa de um deus fungando no cangote para agir moralmente (ou como diz o cartaz, ser bom) e pessoas que ignoram esse tipo de programa (como Datena) não precisam de propaganda para se sensibilizarem, elas já sabem.

Portanto, é dinheiro mal empregado, que poderia muito bem ser usado em campanhas para mostrar na prática que eles podem mesmo realizar esse bem do qual os ateus dizem serem capazes.

Fazer propaganda é fácil, até mesmo Hitler sabia disso e tinha um ministro da propaganda.

Abraços,

Suzy

PS: Sou agnóstica.
Anônimo disse…
Você é que é chata. É o seu olhar desequilibrado, que projeta nos outros o seu desequilíbrio de querer tudo equilibrado. No caso, a sua chatice quer ver os religiosos se manifestando e os ateus calados...essa é SUA concepção de equilíbrio...unilateral. Pelo tipo de argumento que você usa, generalizando, OS ATEUS, como se fossem uma entidade, um bloco único, como se criticar fosse demandar, pontuar falhas fosse condenar, REVELA QUE VOCÊ NÃO É AGNÓSTICA E MESMO QUE FOSSE ATÉIA, CONTINUA RELIGIOSA, E CHATA.
Anônimo disse…
Rs,Rs...
além de "chata", é pragmática.
o dinheiro tem que ser usado em caridade,em filantropia, em boas
ações pra os ateus "provarem "
que sao bonzinhos...
hmmm...será mesm agnóstica?
tah parecendo católica, u
kardecista...
Anônimo disse…
Eu nao preciso de nenhum deus, nenhum ser imaginario, magico e invisivel para ser uma boa pessoa, moral e etica.
Anônimo disse…
Ateísmo está virando religião como as outras, só que sem Deus. Lamentável.
Anônimo disse…
Se fosse: Are you good with God?Millions are o Arkansas aprovaria.Liberdade religiosa?PIADA!!Eles permitem God hatas fags certamente adoraraiam os outdoors do Malafaia.Aqui se alguém tivesse a ousadia de colocar 600 outdoors sobre a teoria da evolução seria massacrado pela crentaiada.HIPÓCRITAS!!
Anônimo disse…
Anonimo sem noção: "Ateísmo está virando religião como as outras, só que sem Deus. Lamentável."

Só se NÃO colecionar selos for um hobby..:-) Ou se careca for cor de cabelo..:-)

Ateísmo é o reconhecimento de que não existem evidências de deus, deuses. Só isso. Se há hoje alguma reação, de céticos, cientistas, humanistas, contra descalabros de religiões, é reação, não ação.

Se as religiões pararem de tentar "evangelizar" os outros, de ensinar "criacionismo" em aulas de biologia, de encher o saco do resto das pessoas (e de outras religiões, claro), não haveria necessidade de cartazes como esses.

Se não houvessem "Datenas" espumando pela boca e vociferando que "criminosos são criminosos porque não tem deus no coração", não haveria necessidade de explicar que milhões de pessoas são boas pessoas, mesmo sem ter medo de um amigo imaginário maluco.

Você não acredita em Papai Noel, Alah ou Zeus. Ótimo, isso é saudável. E não sai por ai afirmando isso. Pelo menos em relação a Papai Noel e Zeus, já que Alah incomoda um pouco..:-)

Ateus são pessoas, boas, más, de direita, de esquerda, um monte de gente diferente, que não vê evidências de seres imaginários ou papai do céu. Só isso.
Ricardo disse…
O proselitismo ateísta pode ser considerado uma "reação" na mesma medida em que o terrorismo islâmico também clama para si a desculpa da "reação" (no caso, contra o Ocidente infiel que invadiu o mundo deles). Capice?
Anônimo disse…
Os comentários, em geral, estão marcados pelo desrespeito, desinformação, preconceito e intolerância contra a liberdade de crença ou descrença. Um exercício inútil e prejudicial no nível em que é desenvolvido. Fora o chavão da "liberdade de expressão" o que vejo é ofensa mútua de gente que gosta dessas coisas. Mau gosto do blog e de quem inventou isso sem ter mecanismo de dar melhor nível ao assunto. Baixaria, se me permitem um termo vulgar.

Posts + acessados hoje

Desmascarador de curandeiros e paranormais, James Randi morre aos 92 anos

Pastor de Manaus é acusado de ejacular ‘esperma de Deus’ em obreiras

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade