Pular para o conteúdo principal

Edir vai ao ataque contra lei da homofobia, Globo e Igreja Católica


O bispo Edir Macedo, que normalmente é contido em relação a outros pastores neopentecostais, resolveu ir ao ataque, valendo-se de sua musculatura mediática e política. Os alvos são o projeto de lei que criminaliza a homofobia e os seus eternos inimigos, a Rede Globo e a Igreja Católica. 

Na semana passada, o fundador da Igreja Universal se reuniu com o senador Marcelo Crivella (PRB-RJ), seu sobrinho, e outros senadores para discutir um texto alternativo ao projeto contra a homofobia.

No domingo (15), ele publicou em seu blog texto de um “obreiro anônimo” criticando a “cartilha gay”, termo cunhado por pastores, que o governo pretende distribuir às escolas públicas. O suposto obreiro acusa o movimento gay, infiltrado no governo, de querer transformar o filho dele em homossexual. “É meu, somente meu, o direito de não desejar um filho gay!”, diz.

O principal telejornal da TV Record, cujo dono é Macedo, deu destaque ontem a uma reportagem segundo a qual pais acreditam que a cartilha do governo vai incentivar a homossexualidade entre os estudantes. A apresentador Janine Borba leu que os “pais estão indignados” e psicólogos, preocupados, além de “muita reclamação nas ruas do Brasil”.

Na Record, o clima é de festa, porque a sua programação se manteve ontem das 6h às 12h na liderança pela primeira vez, impondo à Globo o segundo lugar. O próprio bispo teria telefonado para a direção da emissora para parabenizá-la. Foi, até agora, o mais bem sucedido resultado de ibope da Record em sua investida contra a Globo.

No domingo, a Record, em seu principal programa da noite daquele dia, dedicou uma longa matéria sobre como a Igreja Católica se beneficiou dos negros escravos foram trazidos para o Brasil. Um repórter foi a Angola e mostrou, entre outras coisas, a capela onde os negros eram batizados antes de embarcarem para cá.

Houve a apresentação de descendentes emocionados de escravos e de estudiosos locais. O enfoque da reportagem do “Domingo Espetacular” não foi a escravidão no Brasil, mas o apoio da Igreja Católica à escravidão. "A Igreja Católica tinha seus próprios escravos", disse o repórter.

O bispo Edir Macedo está mais ativo do que nunca.

Bispo Edir Macedo afirma estar muito bem de saúde.
março de 2009

Negócios de Edir na mira da Justiça.

Comentários

Anônimo disse…
Macedo não é bobo .Ele fai ficar do lado que melhor convier.Aquilo é uma raposa velha.Só idiota do Malapronta é que brada inutilmente contra os gays já Macedo quer mais é a grana deles!!
Anônimo disse…
Maçedo é expertissimo....

O comentario acima é perfeito...
Ele quer do lado dele [ dizimo no bolso da IURD] os crentes gays e as que ja fizeram aborto...

Eu gostaria de que o FERNANDO comentasse sobre a SEITA DO MAÇEDO ´´a luz da biblia´´...?

E DESAFIO O FERNANDO A CITAR

´´AO MENOS 2 SEITAS CRENTES HONESTAS´´ ??

que nao pedem dinheiro ?? e que nao amedrontam o fiel com estória de CAPETA ??
Anônimo disse…
Eu não poderia deixar de mencionar aqui.Edir Macedo só quer dinheiro mesmo o resto para ele é besteira...Conheci um pastor da IURD há algum tempo que fazia um trabalho com moradores de rua.O cara era tão perito em arrancar grana de trouxa que conseguia tirar o dinheiro das esmolas dos mendigos para se ter uma ideia.
Fernando disse…
Não apoio o modo de trabalho do Bispo Edir Macedo. Ele tem como certo que o homem vale o que possui. Não adianta você dizer: Olha a minha mansão, foi Deus que me deu, e ser chamado de ladrão. Deus é visto em nós quando alguém bate em nossa porta pedindo ajuda, e nós temos apenas dois pães e mesmo assim dividimos com a pessoa crendo que Deus suprirá a nossa necessidade. Está Escrito:("Fui moço, e agora sou velho, mais nunca vi desamparado o justo, nem a sua semente a mendigar o pão" Salmos 37:25). O valor do homem está no que ele é e não no que possui. ("E disse-lhes: Acautelai-vos e guardai-vos da avareza, porque a vida de qualquer não consiste na abundância do que possui". Lucas 12:15) Mas quanto ao tema, é bem vindo o apoio do Bispo Edir Macedo. Porque quem não é contra nós é por nós.("Porque quem não é contra nós, é por nós Disse Jesus "Marcos 9:40)
Anônimo disse…
O que a reportagem da Record não mostrou é que os protestantes, de onde brotou a Igreja Universal, também apoiaram a escravidão e lucraram com ela. O cristianismo bíblico não condena a escravidão, que existia nos dias de Jesus e os apóstolos. A orientação deles era que os escravos obedecessem os seus amos.
Anônimo disse…
Esse é o Edir Macedo. Quanta hipocrsia.
Anônimo disse…
Era chamada "CASA da BENÇÃO e e ele começou na praça do Meier entre 1978 á 1985 a primeira igreja para vcs terem idéia era uma casa funerária,depois os cinemas da ABOLIÇÃO e depois a SEITA foi crescendo de tal forma que em todas reuniões só se falava e pedia muito dinheiro e caso vcs não tivessem, que nada pode dar seu teto,seu carro e todo ou o pouco bem material que vc possuí,ai de vc se não desse."QUEIMARIA NO FOGO DO INFERNO E NÃO SERIAS SALVO".Quem disse que o inferno é quente? o EDIR MACEDO deve saber ele tem mãos de alicate é só observar.O cara conhece o CAPETA, vai por mim.QUEM é ele para falar da IGREJA CATÓLICA e Escravidão,ele te escraviza e levanta muito bem sua bandeira ao materialismo.Não acham que se ao invés da igreja católica fosse a protestante naquela época eu teria sim chorado muito pelos ESCRAVOS que vieram da ÁFRICA e já tinham religião.O cristianismo chegou aqui com nossos patrícios Portugueses e franceses e italiano e etc...BISPO O ESTADO É LAICO....Não me vá explorar os GAYS E AFINS OLHA A ESCRAVIDÃO PELO MATERIAL,O SENHOR TAMBÉM SERÁ JULGADO E com certeza descerá a mansão dos mortos.
Anônimo disse…
AI QUE MERDAA"
Além de ladrão vagabundo é homofobico!
g-zuiiis!
Angelina disse…
Por que você usou o simbolo da marca da industria de suplemento Universal?
Paulo Lopes disse…
Porque a igreja se acha poderosa, com toda a força.

Posts + acessados hoje

Desmascarador de curandeiros e paranormais, James Randi morre aos 92 anos

Pastor de Manaus é acusado de ejacular ‘esperma de Deus’ em obreiras

Fortalecida pelo bolsonarismo, associação de juristas evangélicos ameaça o Estado laico