Cuba precisa das ‘bênçãos’ dos evangélicos, afirma Raúl

Raúl teve reunião com 
cúpula da Igreja Católica
Raúl Castro (foto), 79, disse que, neste momento de reforma econômica, Cuba vai precisar das “bênçãos” das igrejas evangélicas “mais que nunca”.

O presidente cubano fez ontem (28) essa afirmação durante o culto do 70º aniversário do CIC (Conselho de Igrejas de Cuba), que reúne 50% das igrejas evangélicas, entre elas as principais do país.

O reverendo Marcial Hernandez cumprimentou Raúl Castro pelas medidas econômicas.

O modelo econômico de Cuba está falido há décadas, e agora o governo decidiu adotar a economia de mercado. O país está se abrindo para o investimento estrangeiro, por exemplo.

Outra medida é que os cubanos poderão ter o seu próprio negócio, e muito deles vão precisar mesmo, porque o governo vai acabar com 500 mil postos de trabalho que mantém.

Nos últimos anos, o governo cubano tem tido um relacionamento cada vez mais intenso com líderes católicos e evangélicos. Bento 16 visitou o país em janeiro de 1998. Em maio de 2010, Raúl Castro teve uma reunião de quatro horas com a hierarquia católica. Um dos assuntos discutidos foi a libertação de presos políticos.

Os simpatizantes do regime revolucionário de Cuba não se conformam. Ainda mais agora que Raúl Castro passou a pedir “bênçãos”. Parece que o poço da decadência da Cuba de Castro não tem fim.

Com informação do Religión Digital.

Fidel está cada vez mais próximo da religião, afirma imprensa italiana
fevereiro de 2012

Religião no Estado laico.

Comentários

Exceto por esta declaração (mas pensando no que está tentando fazer), fica claro que Cuba foi liderada pelo irmão errado nos últimos trinta ou quarenta anos.
Anônimo disse…
Agora eu digo (ou ao menos penso): Sim Fidel, a história te absolverá. Só precisamos de tempo caro Fidel, tempo... Tempo para que percebamos a merda para a qual o planeta está se dirigindo, em todos os sentidos.
Anônimo disse…
Parece óbvio o giro estratégico em direção à religião, sobretudo aos evangélicos, por parte do governo cubano; uma vez que a economia de mercado norte-americana conta com o braço político das seitas e igrejas, ostensivamente partidárias do neoliberalismo, e da globalização. A inclinação para "as bênçãos" evangélicas do ditador, refere-se à ajuda política e econômica do Governo dos Estados Unidos da América; que passa necessariamente,- como aconteceu com o Brasil da última ditadura militar - , pelo acompanhamento "religioso" e "pastoral" do Instituto Missionário Internacional. Esta instituição bem paga por milionários envolvidos na política especulativa do capital transnacional; com ramificações tanto no Governo quanto no Serviço Secreto Americanos; tem o fim de promover o envio de pastores, missionários e pregadores do evangelho (leia-se empreendedorismo)aos países em desenvolvimento; como "salvação" para a recente crise do capitalismo; como sabemos, motivada pela ruptura com a tradição do trabalho social coletivo, agora que o chamado "emprego" acabou. Junto com sermões e outras bizarrices peculiares (que aqui entre nós bem conhecemos, pela televisão); os pregadores ensinam a "sair da depressão", "colocar a fé em ação", "ir à luta", "conquistar" e outros slogans do empreendedorismo, o "novo" evangelho de salvação global. Não sabemos se terá sucesso em Cuba, como aqui anda de vento em popa. Sim ou não, dizia Aristóteles, a terceira alternativa é excluída, pela lógica; mas nunca se deve "olvidar" um certo lema musical em bom e velho espanhol; "quizas, quizas, quizas"...
Anônimo disse…
É claro que precisa dos evangelicos, com a obvia intencao de fazer lavagem cerebral nos cubanos, e evitar que pensem, que nao protestem contra o governo, de semear e cultivar a ignorancia, de aproveitar a situacao de penuria e desespero dos mesmos. Onde ha pobreza, miseria, ignorancia, raiva reprimida, etc.. ha terreno fertil para o fundamentalismo religioso.
Anônimo disse…
o comunismo,catolicismo,ateismo não levaram esta ilha pra nenhum lugar,a não ser p a traz e o atraso.

o povo cubano já esta cansado da lavagem cerebral destas antas.

Vamos invadir Cuba e ela prosperara!

Cuba é nossa!
Pedir bençãos é decadência? Parece brincadeira mais não é. Este homem(Raúl) começou a ficar sábio, graças à Deus. O QUE CUBA RECEBEU NESTAS DÉCADAS DE ATEÍSMO? Era bom que estes ateus ficassem quietos. Porque um dia todos eles terão que dobrar os Joelhos. Está Escrito, Repito, Está Escrito: "Como eu vivo, diz o Senhor, que todo o joelho se dobrará a mim, E toda a língua confessará a Deus" Romanos 14:11" e " E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai" Filipenses 2:11.
Anônimo disse…
Deus está derrubando muralhas, vivaaaaaaa. Iraque, cuba, e vem mais.
O QUE CUBA RECEBEU NESTAS DÉCADAS DE ATEÍSMO?

Leva a mal, não. Mas o problema de Cuba nunca foi o ateísmo, mas o fim do socialismo (e dos laços com a URSS). Sem a parceria soviética o embargo norte-americano se fez presente.

Deus ou o ateísmo nada têm a ver com a crise de Cuba.
Anônimo disse…
não é Deus que está derrubando muralhas, mas o império monetarista,
a corporativismocracia bancária, os especuladores globais que dominam Estados, governos, religiões, etc.
e o escravo ainda grita vivaaaaa!
viva os senhores não você, otário.
Desculpe, mas a parceria com a União Soviética era Ateismo. Ao meu ver esta parceria não forneceu bases sólidas para Cuba. Deus usa de caminhos que o homem não pode compreender para derruba muralhas. Alguém dirá a matança no Iraque foi permetida por Deus? Este foi o modo pelo qual foi aberto um caminho para a evangelização naquele País. Esta escrito: "este evangelho será pregado em todo o mundo e então virá o fim".
Anônimo disse…
E como sempre, o Fernando despeja aqui as suas perolas de ignorancia, as suas diatribes contra os ateus, o seu odio pelo proximo, etc.

E nos outros artigos, ele ficou bem quietinho. Parece que ele so vem aqui atacar e ofender os outros que nao sao da religiao dele.

E quer falar do Iraque ? OK, quem ordenou a invasao ao Iraque e causou mais de 120 mil mortes foi... Bush, um evangelico renascido, que dizia receber ordens de Deus para fazer isso.

Isso é abrir caminho para a evangelizacao ? Entao assuma a responsabilidade pela morte de 120 mil pessoas. Deixo o sangue em suas maos, torno-lhe responsavel e culpado por isso.

Ja que vc esfrega tanto as maos de contentamento com as mortes em nome do evangelismo e esperar ansiosamente que venha o fim do mundo... vc nao dá valor mesmo à vida e ao mundo.
Anônimo disse…
Mais um absurdo do Fernando.Essa do Iraque foi de lascar .O cara não consegue enxergar que os fiéis de allah iraquianos jamais aceitarão a doutrina cristã!!
Anônimo disse…
O neonazista protestante Bush invadiu o Iraque não para criar uma DITADURA RELIGIOSA E SIM POR MOTIVOS ECONÔMICOS usando a mentira das armas de destruição em massa do Saddan.Logo o argumento do comentário do Fernando não faz sentido.
Anônimo 10:01. Deus abriu as portas, jogando por terra a ditadura(Saddam) Usando (Bush) . Nós só estamos no começo. Ninguém pode parar a evangelização.
Anônimo 8:24. Não vos escandalizeis, mais se for necessário, SE FOR NECESSÁRIO, que Deus tire do caminho mais 120 mil para salvar uma nação Ele o fará. Está Escrito: "E disse a outro: Segue-me. Mas ele respondeu: Senhor, deixa que primeiro eu vá a enterrar meu pai. Mas Jesus lhe observou: Deixa aos MORTOS o enterrar os seus MORTOS; porém tu vai e anuncia o reino de Deus. Lucas 9:59,60". Se és sábio interprete isto. Um abraço.
Anônimo disse…
Evangelização armada?Endoidou de vez!!
Paulo Lopes, a visita de Bento XVI foi mesmo em 1998? Visitou o país como cardeal?

E sobre o ateísmo/socialismo de Cuba, temos como resultado sua saúde e educação pública entre as mais avançadas do mundo.
Se Raul souber os que fazem os protestantes, mudará de ideia logo. Imagina ele competindo com Edir Macedo no controle das vidas dos cubanos...
Vou checar. Agora estou em trânsito.