Ateu diz ser um 'cristão' melhor que os cristãos de verdade



O ateu e comediante inglês Ricky Gervais (foto) escreveu um artigo para o The Wall Street Journal com o título: “Por que sou um bom Cristão”. Trata-se de um artista de prestígio no Reino Unido, tanto que foi o apresentador de 2011 do Prêmio Globo de Ouro.

Ricky Gervais foi
aprovado pelos 
Dez Mandamentos
Gervais contou que fez um exame de consciência tendo com base os dez mandamentos, atribuindo um ponto para cada um deles, e tirou a pontuação máxima, o que, segundo ele, não ocorre hoje em dia com uma significativa parcela dos cristãos.

“Sou um bom cristão”, provocou Gervais. “Nada mau para um ateu.”

Ele elogiou os ensinamentos de Cristo, mas o problema, disse, que eles raramente são seguidos pelos cristãos.

"A mensagem de Jesus foi geralmente de perdão e bondade, que são virtudes maravilhosas. Mas elas têm sido rejeitadas por muitos dos chamados tementes a Deus quando lhes convêm."

Gervais deu endosso a uma frase de Gandhi segundo a qual “os cristãos são tão diferentes de Cristo!” Afirmou que tem essa percepção desde jovem, quando ainda era religioso.

O The Christian Post procurou o professor de teologia e cultura Robert Johnston para saber o que ele acha do artigo de Gervais.

Johnston respondeu que Gervais provavelmente tem uma verdade a qual os crentes não querem reconhecer: “Muitos não cristãos são melhores do que muitos cristãos”. Afirmou que os cristãos são “cada vez mais percebidos como cruéis e impiedosos”.

“A nossa interpretação tem tornado o Evangelho uma fonte de intolerância”, disse o professor. “Por isso temos um problema, e o dedo acusador tem de ser apontado para nós.”

Com informação do The Christian Post.



Nos EUA, ateus sabem mais sobre religião que os fiéis


-------- Busca neste site