Artimanhas do jeitinho brasileiro têm o respaldo da Bíblia

da colaboradora Lukretia a propósito de
Brasil é 3º país onde mais se crê em Deus, afirma pesquisa.

A Bíblia ensina (dentre outras coisas) a manha, a sutileza, até a esperteza para “ganhar a vida”. Não é à toa que tantas seitas apliquem na prática, junto com todo o fundamentalismo e fanatismo, as suas artimanhas nada santas, nada nobres, para ensinar as pessoas a passarem por cima das outras e subjugá-las na competição pela vida.


Pai Abraão prostituiu sua mulher ao Faraó do Egito e assim começou sua fortuna imensa de rebanhos e escravos (Gênesis 12, 16-20).

Para gerar um herdeiro, fez a escrava dar a luz no lugar da esposa (Genesis 16,1-5).

Novamente prostituiu sua esposa, a Abimeleque, fazendo-a passar por sua irmã (Gênesis 20, 1-18). O golpe, já aplicado anteriormente no Egito, engordou a fazenda de Abraão pela “indenização” do embuste em forma de gado e servos...

A nora Rebeca, esposa de Isaque, para que o preferido Jacó recebesse a bênção que por direito de primogênito pertencia a Esaú, cobriu-lhe com peles de animais mortos para assemelhá-lo ao irmão traído. (Gênesis 27,6-29).

O esperto Moisés, após obter a permissão do Faraó para retirar-se com sua gente do País do Nilo, provocou tal terror nos egípcios que obtiveram “doações” de todo ouro e prata que puderam levar, um verdadeiro “arrastão”, senão o maior da história. (Êxodo 12,33-36).

Libertados da escravidão, tornaram-se escravizadores e, é claro, dos próprios “irmãos”, postos em tal condição após falidos ou endividados sem remissão, o que só ocorreria a cada 7 anos e após 5 décadas (jubileus). Êxodo 25, 24-48.

Proibindo veementemente o sacrifício de humanos, consequência natural do “não matarás”, sutilmente o adaptou para que fosse legitimado o sacrifício da filha de Jefté (Juízes 11, 30-36).
As pessoas pedem a Deus o
que deveriam pedir ao Estado,
e o Estado exige 'devoção'

E o que dizer do inocente Cristo? Ora, um deus supostamente perfeito e imutável não podia ser autor de semelhantes incoerências numa Palavra Divina. Logo, a Bíblia é Palavra Humana, e bem humana, com seus dois pesos e duas medidas.

As pessoas pedem a Deus o que deveriam pedir ao Estado, e o Estado por sua vez trata-as como os santos do regime de padroado do cristianismo lusitano: benefícios sociais sob forma de benesses políticas eleitoreiras, em troca de servidão, "devoção" e omissa e silenciosa subserviência.

A pseudo ética do "amai-vos uns aos outros" esconde a lógica do querer tirar vantagem em tudo (e de todos), certo?

É a Lei de Gerson aplicada ao sincretismo máximo, porque no Brasil se reverenciam TODOS os deuses e sob todos os altares, de Aparecida a Gamesh, de Santo Expedito a Gautama.

Não importa o altar em que se reze ou se medite, porque a intenção é obter um "jeitinho divino”, venha de onde vier.

Bíblia sempre foi uma escola de perversão e culpa.
por Lukretia em fevereiro de 2011

Deus quer 30% do ganho deste mês dos fiéis, afirma Valdemiro.
dezembro de 2009

Consequências da Bíblia para o mal.

Comentários

  1. Eu só queria poder ver a cara desses crentes bem fanáticos e bem idiótas como os que frequentam as : Mundial, Deus é Amor, Renascer em Cristo, Assembléias, etc,etc, na hora da morte descobrindo que não há nada além, nem céu, ném inferno. E que esses babacas perderam parte preciosa de suas vidas adorando, obedecendo, sustentando esses charlatões, vagabundos, bandidos, criminosos: pastores, bispos e apóstolos em nome desse tal de Jesus.
    Que pena que no Brasil não tem terremoto nem tsunami.
    A humanidade precisa de qualidade, não de quantidade...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. isso não fez sentido algum. Se não existe nada, como eles vão ter consciencia de algo? kkkkkkkk
      Boçal

      Excluir
  2. Mas, então, o "jeitinho brasileiro" é moralmente condenável ou não?

    Este post desce a um nível tão baixo de artimanha "exegética" que o "jeitinho brasileiro", em comparação, pode até esboçar um ar de "santa inocência" entre outros "vilões".

    A Bíblia "narra/revela/não esconde as ações pecaminosas humanas" se torna a Bíblia "ensina/respalda" essas ações? Que distorção!

    Se alguém relatar que um blogueiro distorceu a mensagem bíblica num de seus posts então estará "ensinando/respaldando" o distorcer? Que raciocínio!

    Com apelo à exageração, quando conveniente,e qualificações meramente retóricas [Abraão "prostituiu", o "esperto" Moisés, "sutilmente adaptou..."], este texto é vazio de argumentos. Até se fala em "incoerências", mas nem se mostram quais (será que as premissas que os que atacam a Bíblia mantêm ocultas terão algum valor quando forem reveladas?).Até o "Amai-vos uns aos outros" vira pseudo ética por opinião.

    Posts como estes servem mais como um daqueles exemplos comuns de ataques à Bíblia, inconsistentes em termos lógicos.

    Pelo que se pode extrair de sua "lógica", qualquer que divulgar o que se faz neste post estará a "ensinar e respaldar" a prática de artimanhas de distorção da mensagem bíblica.

    Mais uma razão para abrir a Bíblia por si mesmo e ver "se as coisas eram/são assim". Atos 17:11

    ResponderExcluir
  3. quanto mais vcs perseguem,mais o povo vai ler a bíblia.
    não adianta tentar achar erros na bíblia,com certeza os erros estará nos personagens,pois eram ser humanos, que foram diferentes muito diferentes de vcs,pois se arrependeram da ignorância e estupidez.

    ResponderExcluir
  4. Mais uma razão para abrir a Bíblia e ver por si mesmo se as coisas eram assim (Atos 17,11)

    E aconteceu que, entrando Abrão no Egito, viram os egípcios a mulher, que era mui formosa.

    E viram-na os príncipes de Faraó, e gabaram-na diante de Faraó; e foi a mulher tomada para a casa de Faraó.

    E fez bem a Abrão por amor dela; e ele teve ovelhas, vacas, jumentos, servos e servas, jumentas e camelos.

    Feriu, porém, o SENHOR a Faraó e a sua casa, com grandes pragas, por causa de Sarai, mulher de Abrão.

    Então chamou Faraó a Abrão, e disse: Que é isto que me fizeste? Por que não me disseste que ela era tua mulher?

    Por que disseste: É minha irmã? Por isso a tomei por minha mulher; agora, pois, eis aqui tua mulher; toma-a e vai-te.

    E Faraó deu ordens aos seus homens a respeito dele; e acompanharam-no, a ele, e a sua mulher, e a tudo o que tinha

    ResponderExcluir
  5. PRECISAMOS ABRIR A BÍBLIA E VER SE AS COISAS FORAM MESMO ASSIM (ATOS 17, 11).

    E Faraó levantou-se de noite, ele e todos os seus servos, e todos os egípcios; e havia grande clamor no Egito, porque não havia casa em que não houvesse um morto.

    Então chamou a Moisés e a Arão de noite, e disse: Levantai-vos, saí do meio do meu povo, tanto vós como os filhos de Israel; e ide, servi ao SENHOR, como tendes dito.

    Levai também convosco vossas ovelhas e vossas vacas, como tendes dito; e ide, e abençoai-me também a mim.

    E os egípcios apertavam ao povo, apressando-se para lançá-los da terra; porque diziam: Todos seremos mortos.

    E o povo tomou a sua massa, antes que levedasse, e as suas amassadeiras atadas em suas roupas sobre seus ombros.

    Fizeram, pois, os filhos de Israel conforme à palavra de Moisés, e pediram aos egípcios jóias de prata, e jóias de ouro, e roupas.

    E o SENHOR deu ao povo graça aos olhos dos egípcios, e estes lhe davam o que pediam; e despojaram aos egípcios.

    Assim partiram os filhos de Israel de Ramessés para Sucote, cerca de seiscentos mil a pé, somente de homens, sem contar os meninos.

    E subiu também com eles muita mistura de gente, e ovelhas, e bois, uma grande quantidade de gado.

    ResponderExcluir
  6. Precisamos abrir a Bíblia, e ver se as coisas foram assim:



    E Jefté fez um voto ao SENHOR, e disse: Se totalmente deres os filhos de Amom na minha mão,

    Aquilo que, saindo da porta de minha casa, me sair ao encontro, voltando eu dos filhos de Amom em paz, isso será do SENHOR, e o oferecerei em holocausto.

    Assim Jefté passou aos filhos de Amom, a combater contra eles; e o SENHOR os deu na sua mão.

    E os feriu com grande mortandade, desde Aroer até chegar a Minite, vinte cidades, e até Abel-Queramim; assim foram subjugados os filhos de Amom diante dos filhos de Israel.

    Vindo, pois, Jefté a Mizpá, à sua casa, eis que a sua filha lhe saiu ao encontro com adufes e com danças; e era ela a única filha; não tinha ele outro filho nem filha.

    E aconteceu que, quando a viu, rasgou as suas vestes, e disse: Ah! filha minha, muito me abates-te, e estás entre os que me turbam! Porque eu abri a minha boca ao SENHOR, e não tornarei atrás.

    E ela lhe disse: Meu pai, tu deste a palavra ao SENHOR, faze de mim conforme o que prometeste; pois o SENHOR te vingou dos teus inimigos, os filhos de Amom.

    ResponderExcluir
  7. Hahahaha que a bíblia não tem /apresenta contradições/incoerências/mitificações?Conta outra vai...

    ResponderExcluir
  8. Aos "exegetas" anti-Bíblia que continuam a citar a Bíblia sem dar explicações de como "as coisas são assim", ou seja, de como a Bíblia apoia aquilo que este post diz que ela "ensina" e "respalda".

    Repetir (não esqueçam o "Amai-vos uns aos outros", que a autora do post considera pseudo ética)o que já foi citado no post não responde ao que foi perguntado:

    "Então, o "jeitinho brasileiro" é moralmente condenável ou não?"

    Este post desce a um nível tão baixo de artimanha "exegética" que o "jeitinho brasileiro", em comparação, pode até esboçar um ar de "santa inocência" entre outros "vilões".

    A Bíblia "narra/revela/não esconde as ações pecaminosas humanas" se torna a Bíblia "ensina/respalda" essas ações?

    Se alguém relatar que um blogueiro distorceu a mensagem bíblica num de seus posts então estará "ensinando/respaldando" o distorcer?"

    Como bons "exegetas" que são, vocês já entenderam a questão. Só falta responder...

    ResponderExcluir
  9. Que matéria ignorante, falando que Abraão prostituiu sua mulher, o texto fala que a mulher não foi tocada!!! Se alguém não quer nada com Deus então experimenta viver na Coreia do Norte, o país mais fechado do mundo e fala mal lá das coisas como você fala mal de um livro que não conhece, pra você ver o que acontece em um país ateu, e se pessoas religiosas erram, deixe de ser tendenciosa, pois erros tem em todos os lugares mas está muito claro que quem vacila na igreja geralmente é por não querer nada com a bíblia como você.

    ResponderExcluir
  10. Realmente,

    Que lógica esdrúxula. Que post ralo, fraco, ignorante, imbecil, mentiroso, enganador,...

    Isso que dá gente que não entende do que fala, ou melhor onde o galo cantou, e tenta menosprezar com uma forma aviltada a crença de outros...

    Dos que já li, sinceramente, este foi um dos piores posts, sem lógica, sem exegética, sem hermenêutica!

    Chega a ser infantil... E infantil é alguém dizer que isto é "jeitinho brasileiro"... a "lei de Gerson" é antiga em todos os cantos da Terra.

    O anônimo do dia 28/04 as 17:49 escrever: "Eu só queria poder ver a cara desses crentes bem fanáticos e bem idiotas "

    Anônimo, de duas uma ou os religiosos estão errados ou você está errado. Se a primeira opção for verdadeira, pouca coisa perdemos... Se a segunda for verdadeira, ganhamos e você perde... Mas uma coisa é certa Sr. Anônimo, tanto na primeira como na segunda opção você, possivelmente, NÃO VAI VER NADA. Se não for pela graça, talvez nem eu!

    Pela primeira opção porque VOCÊ NÃO QUER, NÃO PRECISA E TEM RAIVA DE QUEM QUER E PRECISA. Pois se existe algum Pai, algum Criador, Ele seria uma MANÉ.

    Pela segunda por ser óbvio... NÃO VAI VER NADA, "nem a cara dos bem fanáticos, bem idiotas dos crentes", por NADA EXISTIR...

    Tanto faz o "amanhã", somente no nosso "amanhã" iremos, talvez, perceber a resposta...

    ResponderExcluir
  11. O que porcaria é essa tal de hermenêutica????!!!!!Essa crentecada só fala nessa nóia(deve ser uma droga nova)Coreia do Norte??Vai viver na teocracia do IRã!!!

    ResponderExcluir
  12. Hmpf! E pensar que os detentores da "Briba Sagrada" pregam aos seus "seguidores" exatamente o contrário de tudo o que fazem quando fora de vista: dentro da "ingreija" pregam aos fiéis (ou melhor, EXIGEM deles) amor, justiça, caridade, misericórdia, respeito, tolerância, benevolência... mas fazem exatamente o oposto de tudo isso do lado de fora! Interessante, não?

    ResponderExcluir
  13. Vocês não têm a capacidade de entender a sofisticadíssima sutilidade inteleccional da autora, aí vêm com esse discurso baratérrimo e ralíssimo de exegese,hermenêutica e blá blá blá que (igual à merdologia ou estudo da bosta) nem mesmo ciências sérias são como a tal da teologia(que não serve pra nada) tudo papo furado,conversa mole para boi dormir,falação fiada crente cheia de 171 com técnicas de oratória e psicologismo de massa hitlerista barato,trololó,besteirol etc,etc,etc,etc p/ tentar dar refinamento ou um enroupamento aparentemente inteligente ao asneirismo bíblico. 2 porcarias sem futuro:hermenêutica e teologia.

    ResponderExcluir
  14. Que burrice. Hermenêutica, exegese, apologética, teologia não são palavras apenas usadas pela religião... não foram criadas por ela mas todos os que necessitam defender e explicar suas teses...

    "sutilidade inteleccional da autora"... Não sei sobre ela, mas o post dela é impreciso, não verdadeiro, sem metodologia... apenas palavras ao vento.

    ResponderExcluir
  15. Sutilidade? desconheço esta palavra, mas sutileza têm-na os teólogos, que nada fazem nos últimos dois mil anos, senão recontar as histórias dos filósofos da antiguidade, remixadas pelo engodo cristão. A proposta dos gregos, de procurar princípios inteligíveis de tudo que existe, transformada depois em lógica e filosofia; da qual emergiu, posteriormente, na modernidade, A CIÊNCIA; é constantemente rebaixada, vulgarizada e reduzida a catecismo, pelos teólogos de sermão, com suas apologéticas, hermenêuticas e o que mais se possa inventar com fins religiosos utilitaristas, pragmáticos, HOMILÉTICOS.
    Têm todo direito buscarem tais sutilezas , para reforço e fundamentação discursiva às suas homilias, livros e outras obras lucrativas, cujo público alvo é fiel e bem lhes paga.
    Perdem a razoabilidade, entretanto, ao criticarem os que não participam de suas fantasias e não lêem suas histórias, nem vêem nada de inteligente em suas obviedades pseudofilosóficas e supostamente moralizadoras; SIMPLESMENTE PORQUE HÁ PESSOAS QUE NÃO PRECISAM DE PRÉDICA, MANDAMENTOS OU AUTOSUGESTÃO COERCIVA, técnicas de controle mental de que se servem os religiosos, PARA EXERCITAREM A HUMANA E NATURAL NECESSIDADE PSICOLÓGICA DE AUTOREFLEXÃO. O fato dos crentes serem pessoas profundamente SEM ACEITAÇÃO DO LIMITE NATURAL DA MORTE, e pagarem religiosos ou terapeutas para alívio de suas consciências culpadas, É INDICATIVO claro de que sua literatura preferida deva ser mesmo a Bíblia, ou a abundante cópia de obviedades da autoajuda.

    ResponderExcluir
  16. A tal exegética e hermenêutica religiosa é fabulista,mitificativa,capenga e inútil por falar de coisas inconcretas(contos de fadas) e que não se comprovam material e fisicamente.A hermenêutica ou exegética(exegese bíblica) é mera falácia enrolativa cínica com alguns adereços e adornos especulativos de pretensa intelectividade(intelectivismo barato e frívolo!!)A mentira que quer pretender ter aspecto de verdade sofisticada.

    ResponderExcluir
  17. Anônimo das 18:59 do dia 02/05/11.Quem merece ser adjetivado como burro você ou eu?Por acaso eu disse que essas palavras foram criadas pela religião?Acho que você leu meu comentário e achou que escrevi em árabe!Eu disse(subentendidamente)que essas metodologias de defesas de teses da parte das religiões são totalmente fora de contexto por serem simples especulações e dogmatismos emblemáticos sobre contos de fada que azucrinam as mentes mais refinadas.

    ResponderExcluir
  18. Agora realmente teologia é pseudociência e pseufilosofia.Quero ver você provar que não!!!!

    ResponderExcluir
  19. Quanto à ciência não posso afirmar, não quero nem posso dizer que teologia é uma ciência que é estável, comprovada e que possa ser observada, manipulada, repetida laboratorialmente.

    Mas quanto a filosofia... teologia tem muito dela... se é real ou não, se é verdadeiro ou não, pra que discutir sobre isso... não tem que se provar nada... como a filosofia, que foi e é o berço de toda ciência também não tem. A física chega logo depois abarcada e alavancada pela própria filosofia...

    Diga os nossos tão lidos e falados amigos que já não estão mais conosco. Alguns deles há centenas de anos... mas tão vivos e tão atuais. Seriam cuspidos por nós... acho que não:

    1-Edmund Gustav Albrecht Husserl
    2-Martin Heidegger
    3-Maurice Merleau-Ponty
    4-Medard Boss
    5-Wilhelm Dilthey
    6- Friedrich Daniel Ernst Schleiermacher
    7-Hans-Georg Gadamer
    8-Ludwig Binswanger
    9-Friederich Salomon Perls
    10 -Søren Aabye Kierkegaard
    11- Georg Wilhelm Friedrich Hegel
    12-Jean-Paul Charles Aymard Sartre
    13- Simone de Beauvoir
    14-Gabriel Marcel
    15-Nikolai Berdyaev
    16-Friedrich Nietzsche
    17-Rollo May
    18- Karl Jaspers
    19-Jacques Maritain
    20- Albert Camus
    21- Paul Ricoeur
    22-...


    Sem eles o que seríamos, o que teríamos...? sem suas abstrações, pensamentos, introspecções, crenças, VIDA... Muitos pensavam sobre essência, existência, desespero, desesperança, morte, angústia, medo ... as vezes, de forma completamente diferente dos seus e das suas épocas...

    Alguns ateus, outros crentes... E DAÍ FIZERAM DIFERENÇA NAS SUAS GERAÇÕES e nos enriqueceram profundamente...

    Abç

    ResponderExcluir
  20. Todos importantes sem dúvidas.Quanto à filosofia religiosa prefiro MONTEIRO LOBATO!!

    ResponderExcluir
  21. Vocês estão fugindo da pergunta. Parem de atacar os espantalhos e respondam logo à questão central: afinal, o jeitinho brasileiro é moralmente condenável ou não? Sem essa resposta, tudo mais é enrolação.

    ResponderExcluir
  22. .

    O mais gostoso é ver o comentário dos crentes dando xiliques, pitis e faniquitos quando a verdade pura e simples lhes é esfregada na cara.

    ;o)

    .

    ResponderExcluir
  23. Abraão, cafetão, corn "autoinduzido", adúltero. Moisés, vigarista, escravagista, pedófilo e genocida. Davi, adúltero, homossexual (não que isso seja crime, mas já que os crentes repudiam isso, é bom lembrar do amor desse por Jonatã), assassino. Josué, genocida. Jacó, vigarista a ponto de trapacear o próprio irmão. Ló e suas filhas, bêbados e incestuosos. Mas para os apedeutas carregadores de Bíblia eles eram todos bonzinhos e exemplares. Uma coisa é verdade: quem realmente lê Bíblia (e Corão) torna-se ateu.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Busca neste site