Tribunal de Milão condena Robinho por abuso de albanesa


Jogador tem Deus no coração

O Tribunal de Milão (Itália) condenou Robinho a nove anos de prisão por “violência sexual em grupo” contra uma albanesa de 22 anos.

O jogador brasileiro poderá recorrer da sentença por ela se tratar de primeira instância.

De acordo com a acusação, o crime ocorreu naquela cidade em 22 de janeiro de 2013.

Robinho, que é evangélico, disse em um vídeo [ver abaixo] que tem uma “família abençoada” e que é mentira que tenha participado do estupro.


Ele ameaçou processar quem divulgar a "mentira".

Em 2014, ele já tinha criticado a imprensa italiana por divulgar a “triste e mentirosa” acusação.

Agora, a condenação do jogador, atualmente contratado pelo Atlético-MG, foi divulgada pelo La Gazzetta Dello Sport.



Com foto de divulgação.





Neymar teve noitada com garota de programa, diz jornal

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.