Secularização fecha nos EUA universidades católicas


St. Gregory estava
com 550 estudantes

A secularização da sociedade norte-americana está fechando pequenas universidades católicas que já foram tidas com referências de excelência em ensino.

O fechamento mais recente é o da tradicional Universidade St. Gregory, a 40 km a leste da Cidade de Oklahoma [mapa].

A escola estava com 550 jovens. 


Ela foi fundada por monges beneditinos franceses que chegaram à região em 1875, com o propósito de moldar a mente e o coração dos nativos.

Cerca de 60% das pequenas escolas particulares dos Estados Unidos estão com problemas financeiros, mas no caso das católicas a crise é maior, por causa da rejeição da população secular, inclusive em consequências das denúncias de pedofilia dentro da Igreja.

Na explicação de administradores de escolas católicas, seus estabelecimentos vão mal das finanças porque historicamente eles dão muitas bolsas de estudos e não cobram mensalidades suficientes para cobrir os custos.

Mas o fato é que, em 30 anos, até 2016, o número de universitários sem religião subiu de 10% para 31%, de acordo dados do CIRP Freschman Survey.

Outras escolas cristãs que fecharam recentemente ou marcaram data para encerrar suas atividades são a Grace University, de Omaha, Marygrove College, de Detroit, e Saint Joseph’s College, de Rensselaer.

A lista vai crescer.

Com informações do Religion News Service e foto de divulgação.




Espanha fecha um mosteiro por mês por falta de vocações

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.