Globo Rural enaltece a ‘sabedoria’ das benzedeiras


Revista reforça uma mistificação

A Globo Rural publicou uma longa matéria enaltecendo a “sabedoria” das benzedeiras e sobre o uso por elas de plantas medicinais.

A revista ouviu supostos especialistas, mas não procurou ninguém que lembrasse que não há nenhuma evidência científica do poder de cura de benção e de que muitas das plantas tidas como medicinais.

Apresentar as benzedeiras como personagens do folclore brasileiro é uma coisa, mas levá-las a sério como agentes de saúde pública, sem citar as possíveis consequências disso, é irresponsabilidade jornalística.

Há pessoas que deixam de ir ao médico por acreditar em milagres da oração.


A revista reproduziu, entre outras, estas baboseiras de um “especialista em medicina e espiritualidade”: “A força da fé é tremenda, mas precisa haver afeto e amor. Uma relação fria não abre caminhos. Uma relação de afeto e amor soluciona milhões de problemas”.

Sem uma contraposição, isso é lixo jornalístico. Uma vergonhosa mistificação.

A Globo Rural já foi uma boa revista, ganhou vários prêmios.

Hoje parece leitura para boi dormir.






SUS adota a pseudociência da cura pelas mãos, o Reiki

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.