Grupo de indianos mata jovem por ter um bife na bolsa



Um grupo de indianos matou o muçulmano Junaid Khan, 16, sob a acusação de ele ter na bolsa um bife de carne bovina.

Pelo hinduísmo, a religião da maioria dos indianos, a vaca é sagrada e, por isso, o consumo de sua carne é proibido na maior parte dos Estados do país.

Os indianos e Junaid e três amigos seu teriam começado uma briga por causa de vagas em trem, no percurso de Deli a Mathura, norte da Índia.

De acordo com testemunhas, o grupo ficou mais agressivo quando descobriu que o rapaz estava com o pedaço da carne.

A polícia prendeu um suspeito.

Desde 2014, quando o nacionalista Narendra Modi ocupou o cargo de primeiro-ministro, tem aumentado a intolerância de hindus a consumidores de carne.

Em algumas regiões do país, há milícias de voluntários autodeclarados protetores de vacas.

Com informação de sites internacionais.



Hindus lincham suspeito de transportar vacas para abate