Cristão chama procuradora de 'vagabunda' e juiz de ‘viado’



Circula na internet um vídeo (ver abaixo) onde um suposto seguidor do pastor Tupirani da Hora Lores chama uma procuradora de Justiça de “vagabunda” e um juiz de “viado” porque ambos participaram do processo que condenou um blogueiro de Mato Grosso do Sul por homofobia.

O nome do fiel seria Altair Genésio, conforme ele diz no vídeo

O discurso de Genésio é de ódio.

Além de ofender autoridades, ele faz afirmações como “eles [os travestis] são a própria ofensa em pessoa”, “vocês [travestis] são a desgraça da espécie humana”, “pessoas do mesmo sexo não fazem sexo, seus animais”, “você também é viado, também dá a bunda” [referindo-se ao juiz] e “nós [somos] da geração de Jesus Cristo, os valentes do Deus vivo”.

Há vídeos de outros seguidores de Tupirani, líder da Igreja Evangélica Geração em Jesus Cristo.

O próprio pastor gravou um vídeo admitindo ser “fanático”.

“Sou pastor, sou louco, sou fanático, sou religioso! Podem abrir o processo que quiser contra mim que eu rasgo, eu cuspo na cara de vocês”.

Em 2012, a Justiça condenou Tupirani e o seu seguidor Afonso Henrique Alves Lobato a prestarem serviço à comunidade por cometer o crime de intolerância religiosa. 


Com informação do site Campo Grande News e de outras fontes e vídeo do Youtube.

Envio de correção


Lesão no cérebro resulta em fanatismo religiosos, diz estudo