Cidade do Canadá veta trechos ofensivos da Bíblia em escola



O Distrito Escolar da cidade de Battle River, Canadá, proibiu a Academia Cristã Cornerstone que ensine aos alunos trechos da Bíblia que sejam ofensivos a qualquer grupo de pessoas. A escola é confessional e recebe verbas oficiais.

Lauri Skorki, presidente do Distrito Escolar, disse que a escola não pode usar a Bíblia para denegrir ou vilipendiar orientações sexuais.

Ela determinou que a Cornerstone retire do seu site passagem bíblica que discrimina os homossexuais.

Deanna Margel, diretora da escola, reagiu dizendo que o distrito não pode cercear a liberdade de culto e a de expressão dos professores e alunos.

Criou-se uma polêmica no Canadá, porque a escola cristã insiste em dar destaque aos trechos da Bíblia que contém julgamento morais.

Os subsídios concedidos a Cornerstone vêm dos contribuintes, o que inclui os homossexuais e os sem religião. E o Canadá é um Estado laico.

A questão está sendo encaminhada à Justiça.


Escola endossa discurso de ódio da Bíblia

Com informação de sites internacionais.

Envio de correção



Ateus pedem aos hotéis a retirada da Bíblia dos quartos