CNBB quer pelo menos 10 mil exorcistas para combater o mal



A CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) emitiu uma orientação para que haja um padre exorcista em cada uma das mais de 10 mil paróquias da Igreja.

No entendimento da entidade, é assim que se pode “tratar o fenômeno [do mal] a partir de uma interpretação bíblica e também dos ensinamentos do magistério da Igreja”.

Suspeita-se que, na verdade, a CNBB quer mesmo combater outro “fenômeno”, o da expansão dos pentecostais, que têm tirado bom proveito do exorcismo para aumentar o seu rebanho.

Com informação da CNBB.

Envio de correção



Escola demite professora por dizer que Adão e Eva são mitos

Postar um comentário