Prefeitura processa ex-prefeito por espalhar placas religiosas



A prefeitura de Americana (SP) está processando um ex-prefeito que, durante seu mandato, comprou placas com dizeres religiosos, espalhando-as pela cidade.

O departamento jurídico da prefeitura acusa Paulo Sérgio Vieira Neves, o Paulo Chocolate (foto abaixo, à esquerda), de ter feito os gastos desnecessários no pouco tempo que em 2014 ficou na prefeitura, substituindo o titular que teve de se afastar.

As placas tinham mensagens como “Esta cidade pertence ao Senhor Jesus”, o que agride a laicidade do Estado brasileiro.

Chocolate é fiel da Igreja Evangélica Assembleia de Deus — Ministério Belém.

A prefeitura quer que ele reponha aos cofres públicos o dinheiro desperdiçado.

As placas foram retiradas a pedido do Ministério Público.

Antes, abaixo de “Esta cidade pertence ao”, as placas foram pichadas com palavras como “Lúcifer”, “Odin”, “Zeus”, “Inri Cristo” e “Espaguete Voador”.

Chocolate (à esquerda)
 com um pastor 
Com informação e foto de O Liberal.


Vereadora defende Estado laico ao se recusar a ler a Bíblia