Padre transforma púlpito em palanque de discurso ideológico



Paulo Sérgio Bezerra, vigário da igreja Nossa Senhora do Carmo, no bairro de Itaquera, São Paulo, introduziu discurso ideológico nas orações das missas.

Orações viram
discursos
políticos
Em folheto da missa, na parte das orações, ele critica o presidente Temer, deputados e deputados “que retiram direitos constitucionais adquiridos.”

Também critica o agronegócio e as mineradoras.

Bezerra segue em frente na oração dizendo que o povo brasileiro é manipulado pela grande mídia.

Nem sequer bispos e padres escapam do crivo do vigário, os quais ele acusa de alienar os fiéis.

Por fim, Bezerra destaca os “pastores e pastoras promotores de curandeirismo e pirotecnias litúrgicas”.

Pode parecer exagero do padre em transformar o púlpito em palanque político, mas o que ele diz é mais o menos o posicionamento (não tão explícito) da CNBB (Confederação Nacional dos Bispos Brasileiros).

Há fiéis pedindo o afastamento da paróquia do "padre comunista". Outros o apoiam.

Com informação de folheto da Igreja Nossa Senhora do Carmo, de São Paulo, e do Facebook.

Envio de correção.


CNBB propõe 'tolices' para a Previdência, afirma jornal