Número de pessoas sem religião quase dobra em Brasília


Os sem religião sobem
para 7,89% da população

Brasília é tida como uma “cidade mística”, mas ali também se acelerou o crescimento da população sem religião, que quase dobrou em apenas cinco anos.

Trata-se de um aumento não só em números absolutos, mas também na comparação com o total da população.

As pessoas que se declaram não ter religião subiram de 122.792 (4,8% da população) em 2011 para 229.193 (7,89%) em 2016.

O levantamento é da Codeplan (Companhia de Planejamento do Distrito Federal).

Daniel Sottomaior, presidente da Atea (Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos), disse que os dados confirmam uma tendência verificada em todo o mundo.

“As pessoas têm sentido menos medo de se declararem sem religião”, afirmou ele, acrescentando que, ainda assim, continua havendo preconceito contra os ateus.

A exemplo de outras pesquisas, inclusive as do IBGE, a contagem de Brasília coloca crentes e descrentes no mesmo grupo dos sem religião.

Para o ecossociólogo e ex-padre Eugênio Giovernardi, o que está ocorrendo em Brasília é positivo, porque, disse, quem se desapega da religião se livra de uma herança cultural, passando a ter liberdade de pensamento. 

Postar um comentário