Irã condena jovem à morte sob acusação de ofensa a Maomé


Dehghan é mais uma
 vítima da 'religião da paz'

O Supremo Tribunal do Irã confirmou a sentença de morte a Sina Dehghan (foto), 21, por ele ter insultado Maomé.

O rapaz está preso em Teerã desde outubro de 2015, quando a polícia descobriu que ele era suspeito de ter sido desrespeitoso para com o profeta em uma mensagem no app Line.

O teor da mensagem não foi liberado para a imprensa.

Dehghan foi condenado em 2016.

A defesa do jovem afirma que ele foi enganado pela polícia, que prometeu libertá-lo se confessasse a autoria da mensagem.

Entidades de direitos humanos estão tentando livrar Dehghan da morte.

Entre elas, não há nenhuma das organizações e clérigos muçulmanos que, no Ocidente, afirmam que o Islã é uma religião de paz.

Com informação do Centro para os Direitos Humanos e foto de divulgação.

Envio de correção.

'Religião da paz' tem orações de ódio aos não muçulmanos


Semelhantes

Postagens mais visitadas deste blog